PVC analisa aposta de Abel Braga para o Flamengo e ressalta: “Tática não pode ser estática”

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

O Flamengo saiu em vantagem nos primeiros 90 minutos da decisão do Campeonato Carioca. Absoluto durante toda a partida, o Rubro-Negro venceu o Cruzmaltino por 2 a 0 – com lance polêmico após utilização do VAR. Antes do início do jogo, todo torcedor flamenguista vivia a expectativa pela titularidade de Arrascaeta. Abel Braga surpreendeu ao escalar o uruguaio para o lugar de Diego Ribas. No entanto, esta não foi a única alteração no setor ofensivo rubro-negro: Bruno Henrique atuou como centroavante; Gabigol pela direita e Everton Ribeiro foi deslocado para o meio.

Nesta segunda-feira (15), o jornalista Paulo Vinícius Coelho, PVC, analisou a aposta de Abel Braga. O profissional discordou em relação ao posicionamento de Bruno Henrique, porém destacou a importância do atacante para a posição.

Não é que ele (Abel Braga) não gosta do futebol do Gabriel, mas ele acredita em um centroavante que tenha mais corpo, que seja melhor no jogo aéreo. Eu até cheguei a dizer que não acredito no Bruno Henrique como centroavante, mas o Abel o escalou com movimentação. O centroavante não é só aquele que fica preso na marca do pênalti. Como centroavante, o Bruno Henrique deu dois passes para gol e no domingo fez três gols. O Abel apostou e ganhou. Ponto central que deu certo: Arão fez um bom jogo e os quatro homens da frente se mexeram. Tática não pode ser estática, afirmou.

No próximo domingo (21), o Flamengo poderá perder por até um gol de diferença. Caso o Vasco vença por dois gols de vantagem, o Campeonato será decidido nos pênaltis. Bruno Henrique, nome da partida deste domingo (14), está suspenso e não disputará a decisão.

8 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com