Anderson Alves: “É preciso ver além do 6×1”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Lavou a alma aplicar uma goleada tão acachapante que o gritar gol se tornou corriqueiro, neste jogo. Mas, será que agora vai? Será que o Flamengo, enfim, assumiu seu lugar de protagonista no cenário do futebol sul-americano? Aaaahhhh, otimista!

Olá coleguinhas de Coluna do Fla. Hoje falaremos sobre o que nos reserva os próximos meses e um pouco do jogo de ontem. Infelizmente o cenário ainda não é tão bom.

O jogo foi perfeito para levantar a moral. Não é possível negar que o Flamengo tem criado chances e faz gol quase todo jogo. O problema está quando se analisa o jogo dentro do jogo! As circunstâncias não são muito favoráveis: É um time fraco, que estava sem um jogador desde o início da partida, que jogava num Maracanã adverso pela primeira vez contra um time muitas vezes mais caro que seu plantel… Não é para jogar água no chopp. A torcida tem mais é que comemorar. Meu sonho é ver o Flamengo goleando assim e melhor de forma frequente. Mas ainda não.

O nosso goleiro é excelente e o reserva substitui bem quando entra. Temos três zagueiros de bom nível e o nosso ataque é muito bom desde a meia. Aliás, temos o melhor volante do Brasil. Logo chegarão dois laterais que merecemos e espero que olhem a meia também. Não confio no comando, mas isso não é novidade.

Algumas coisas são preocupantes. O desligamento de Arão durante a partida, o preparo para fazer marcação pressão durante o jogo todo, aproximação para sair da marcação pressão, gols perdidos, psicológico quando da pressão para liquidar partidas. O Flamengo não está pronto! Saiu de campo vaiado no primeiro tempo.

Alguém pode pensar na jogada de ultrapassagem de Pará em toque de Arão. É bom que aconteça, mas não é uma novidade do time treinado por Abel. Os dois já se conhecem há três anos. Natural que essas jogadas aconteçam. Não é dedo deste treinador. De novo, não é pessimismo, é um desejo de melhora visando as partidas que ainda virão.

A torcida pode ficar eufórica, zoar o rival, mas se queremos seguir a diante com possibilidade que essa goleada aconteça, temos que cobrar que o time entregue mais e não tem nada a ver com vontade, raça, entrega. Temos que ganhar conjunto e nos preparar para o que virá!

Anderson Alves, O otimista.

2 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com