Treinador de vítimas no incêndio descarta comemoração em aniversário: “Perdi dez filhos”

No último domingo (10), dois dias depois da tragédia que assolou o Ninho do Urubu, o treinador da equipe sub-15 do Flamengo, Mário Jorge, completou 41 anos. No entanto, a data passou muito longe de trazer alegria. O técnico convivia diariamente com as vítimas levadas pelo incêndio no CT do clube, e o luto impede qualquer tipo de comemoração.

Contratado em 2016 pelo Flamengo após passagem pelo Vasco, o técnico relembrou o tempo que conviveu com os jogadores, que o encaravam como uma figura paterna. Ao O Globo, admitiu que se trata do pior aniversário de toda a vida.

Foram meninos que conviviam comigo há três anos. Tem muitas pessoas aqui comigo, familiares, amigos. Mas este é o pior aniversário da minha vida. Não tenho motivos para sorrir, para comemorar. Estou muito triste —, revelou Mario.

Em 2018, sob o comando de Mário Jorge, a categoria sub-15 se sagrou campeã do Campeonato Carioca, passando por Botafogo, na semifinal, e Fluminense, na final. Nos bastidores do jogo contra o Alvinegro, o professor aparece abraçado ao goleiro Christian Esmério, uma das 10 vítimas fatais: “Nessa história toda, eu perdi dez filhos.”

0 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com