Procurador-Chefe do Ministério do Trabalho descarta negligência do órgão e projeta vistorias em outros clubes

Por: Higor Neves e Venê Casagrande

Representantes do Flamengo foram ao Ministério Público do Trabalho na tarde desta segunda-feira (11), para se reunir com autoridades e tratar de assuntos relacionados ao trágico incêndio no Ninho do Urubu, que tirou a vida de dez jovens atletas. Após o encontro, o Procurador-Chefe do órgão, Fábio Villela concedeu entrevista, descartando que tenha havido negligência nas vistorias.

– Nos deparamos agora com uma tragédia dessa e vamos atuar. Não vejo negligência nenhuma. Negligência seria se não estivéssemos atuando nesse momento. Claro que, se nós tivéssemos ciência anteriormente e não fizéssemos nada, aí sim seria negligência.

Em seguida, o procurador destacou que as vistorias não serão restritas apenas ao Flamengo. Segundo ele, os demais clubes também serão submetidos a processos para verificar as condições de trabalho dos atletas, com a intenção de evitar novos ocorridos semelhantes ao do Ninho do Urubu.

Na verdade, a gente está aqui para resolver, reparar e prevenir. Claro, não é só o Flamengo. Temos que estender para outros clubes, para evitar novas tragédias como essas. Não adianta chegar agora e falar houve omissão. Não posso falar se houve omissão ou não em relação ao Ministério Público do Trabalho -, concluiu Fábio.

0 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com