Jerônimo Jr: “Sonhos inacabados”

Também sonhei em ser um jogador de futebol. Aliás, quem não sonhou? Na minha adolescência, esse era o meu grande objetivo. Disputei algumas competições nas categorias de base, participei da Taça das Favelas, mas o tempo foi passando e infelizmente esse sonho não se concretizou. Virei Engenheiro, mas o amor por futebol se manteve intacto, e já que não consegui falar com os pés, ao menos tento expressar esse amor com as palavras.

Nesta sexta-feira (08), acordei consternado, e ao longo do dia cada notícia, informação, relato que chegavam eram como socos no estômago, que doíam fisicamente e também mentalmente, a dor da perda é algo que não estamos preparados para lidar, e ela nos consome, tira as nossas forças, nos exaure.

Vivi o dia mais triste da história do Flamengo, se perderam vidas, sonhos, projetos. O presente e o futuro choram, as famílias choram, os amigos choram, e nós, sentimos um pedaço de nós morrendo também. Perdemos os nossos meninos, nossos craques, nossos garotos dos ninhos, nossas joias. Seriam os próximos jogadores a trazer o mundial de clubes para o Flamengo, a vencer uma copa do Mundo pela seleção, a disputar uma bola de ouro da FIFA? Não sabemos, pois esses sonhos foram tragicamente interrompidos.

Os seus nomes estão em todo o mundo, nos maiores clubes da Europa, na boca de torcedores do Flamengo e de seus rivais, mas não por terem feito um gol na final do campeonato ou sido convocados. Estão porque nesse momento vocês nos mostraram o quanto eram importantes para nós. Vocês eram joias, anjos e refletiam um pouco do que cada um de nós foi na adolescência e juventude: a imagem daqueles que buscam realizar seus sonhos.

Há de se apurar o ocorrido, mas acima de tudo há de se ter cuidado para que as famílias recebam nesse momento toda a atenção devida. Pois para nós é dolorido, mas só quem já sentiu a dor da perda de um filho (E eu já senti), sabe o quanto é difícil se recuperar dessa cratera que a vida põe em nosso caminho.

Choramos hoje, sentimos um vazio no peito, sofremos ao ver anjos que não puderam realizar seus sonhos aqui na terra. Imagino quantas vezes eles se imaginaram entrando no Maracanã lotado, com o manto sagrado envergado, e ouvir a torcida gritando seus nomes. Mas… não deu.

Porém, eles conseguiram fazer algo gigante: Lembrar para todos, inclusive às torcidas rivais, que fora de campo somos todos seres humanos. Vocês se foram, mas deixam um legado. A história de vocês jamais será esquecida, e seus nomes serão lembrados para sempre pela torcida do Flamengo.

Hoje é um dia triste. Fim de sonho para alguns de nossos meninos, recomeço para outros. A nós, nos resta orar pelas famílias e desejar que esses anjos mostrem todo o seu talento no céu, e que aqueles que antes chegaram lá, os recebam de braços abertos.

Perdemos alguns craques aqui, mas o time sub-15 e o sub-17 celestial ganharam reforços. Ali aonde os sonhos se iniciam, alguns sonhos se acabaram.

Meus sentimentos.

#ForçaFlamengo

SRN!

Jerônimo Simeão Júnior

Comente no Twitter usando a #ColunaDoJJConcorda ou Discorda? Comente, cornete e se gostar: Divulgue! Ah! e se quiser saber mais sobre o Mengão segue lá no Twitter @JeronimoSJunior! É Mengão 24 horas por dia!

1 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com