Fabio Monken: “O Flamengo que queremos”

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

Ontem fizemos um jogo bom, especialmente após a parada técnica do segundo tempo. Criamos, variamos e, enfim, goleamos. É exatamente isso que todos os rubro-negros querem: vitórias. Se possível, com muitos gols, como na de ontem, no Maracanã.

A Magnética tem dado um espetáculo, como de praxe. Quase cinquenta mil cabeças às cinco da tarde com um calor acachapante no Rio de Janeiro, num jogo que não valia muita coisa, haja vista já estarmos classificados para a semifinal da Taça GB.

Mas vamos ao cerne da questão e entremos no título da matéria: a armação do time considerado ideal por mim e, consequentemente, por toda a Magnética. Decerto a maioria esmagadora da torcida rubro-negra torceu o nariz para a escalação inicial do jogo. Especificamente Arão, “persona non grata” entre os torcedores, saiu nos onze iniciais, como de praxe.

Para surpresa de todos (menos do Abel) o cara jogou muito bem. Fez um jogo bom, se movimentando, dando opção de jogadas, voltando para marcar, sendo proativo e muito solidário com os colegas de time, coisa que não víamos desde há muito tempo.

Falando um pouco mais sobre o que nele me incomodava, e temo que ainda incomodará é a sua acomodação e leniência constantes, coisa que não foi percebida ontem, muito pelo contrário. Tenho ciência de que ele é um jogador de qualidade, isso não posso negar, mas faltava a ele a vontade mostrada no jogo de ontem. Simples assim, mesmo que isso não seja suficiente para que ele tenha lugar na equipe que considero ideal para o Mengão.

Dito isso, devemos levar em consideração outros pontos: Bruno Henrique, Arrascaeta e Gabigol. Os caras arrebentam! Bruno Henrique já caiu nas graças da torcida. O cara é vertical, muito vertical. A toda hora ele busca a tabela, sempre dando opção de jogada aguda.

Os outros dois, que entraram no final da segunda etapa, também são merecedores de elogios. Muita qualidade, na troca de passes, nas tabelas precisas e visão de jogo. Com os três em campo nosso time fez dois gols em quinze minutos, além de termos criado jogadas em que poderiam ter saído mais gols.

Isso deve ser analisado e, consequentemente, usado. Não podemos deixar que o medo de perder tire a vontade de ganhar (salve, profexô!). Como diria um certo Arthur Antunes Coimbra sobre o Flamengo da década de 1980: “quando fazíamos um e víamos que os caras tremiam, íamos pra cima pra fazer dois, três e matar logo o jogo”. É disso que estou falando. É exatamente essa mentalidade que deve reinar nesse Flamengo multifacetado e recheado de estrelas.

Com esse potencial absurdo do meio pra frente não podemos fazer vista grossa e achar que devemos que jogar defensivamente. Aliás a quantidade de volantes não caracteriza o quão forte é o time na defesa e sim a participação de todo o time quando não possuímos a bola.

Esse trio maravilhoso já deu mostras do que é capaz. Além de serem letais no ataque, ainda defendem muito bem, fazendo com que os adversários fiquem não com um, mas com os dois pés atrás antes de nos agredirem.

Acredito que o Mengão está realmente se estruturando e montando um timaço de futebol. Ainda faltam peças, falo exclusivamente das laterais. Já imaginaram o potencial do time com laterais que sabem fazer tabelas e nos deem a força defensiva que precisamos? Já imaginaram laterais que realmente saibam cruzar as bolas da linha de fundo? Val faltar lugar no placar para grafar tantos gols.

Então é isso. Parabéns ao Flamengo pela goleada a ao Abel por ter testado o time ofensivo que todos esperamos ver, desde o início, na semifinal do próximo sábado, às 19:00, no Maracanã que estará mais uma vez lotadaço pela Magnética.

Em tempo: um salve gigantesco à Coluna do Flamengo por termos alcançado a marca impressionante de um milhão de seguidores nas redes sociais somadas e também à TV Coluna do Flamengo pela marca de duzentos mil inscritos, ontem, no YouTube. O céu é o limite! Rumo aos 2M e 300K!!

Vamos aguardar e torcer que essa semana de treinamentos abra a cabeça do Abelão e faça ele mudar de ideia em relação à escalação de dois volantes. Com um elenco desse nas mãos, é só o técnico não atrapalhar que dá tudo certo. Entendeu o recado, Abelão? Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo simplesmente é!

Saudações rubro-negras a todos!

Fabio Monken

Twitter: @fabio_monken

3 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com