Fábio Monken: “Tem que mudar, mas não muda”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

Esse foi o meu sentimento ao assistir o jogo de ontem do nosso querido e amado Mengão. As tão necessárias e urgentes mudanças, principalmente no time titular, não acontecem. Estreia no Maracanã para 46 mil rubro-negros apaixonados e um futebol praticado pelo time que nos apresentou muitos dos antigos vícios esportivos que já são percebidos há bastante tempo. Ganhamos, mas jogamos muito mal. Mesmo sendo início da temporada, deveríamos ter, no mínimo, outra postura em campo. As duas falhas do Rodrigo Caio com 2 minutos de jogo preocupam, e muito.

O discurso da nova diretoria foi de renovação. Além disso, prometeram que a postura do time iria mudar. Devo dizer aqui que algo mudou, mas de maneira branda, muito sutil. Algumas coisas são latentes, mas que parecem não ter solução, como nos casos das escalações de Arão e Vitinho, dois jogadores totalmente alheios e desconexos ao futebol moderno. Um não guarda posição, nem no ataque, nem na defesa, e o outro parece um alienado que joga outro tipo de esporte onde é a estrela máxima.

Ontem o Vitinho errou tudo o que tentou. Simples assim. Quanto ao Arão, é um peladeiro nato e contumaz. Taticamente pode ser comparado a um menino do fraldinha. Está em todos os lugares do campo e atrapalhando sempre. Eu não sei, sinceramente, como o Abel ainda não identificou que o time não renderá com essa dupla de acéfalos. Será que não temos jogadores melhores preparados para essas duas posições? Eu tenho a certeza absoluta que sim.

Outro problema seríssimo são a laterais. Isso é fato há bastante tempo e não se resolve. Como um time quer ser campeão com 4 laterais bizarramente fracos tecnicamente? Ontem o Renê foi razoavelmente bem, mas o Pará é sofrível. E o pior é que se olharmos pro banco de reservas, as opções são parcas e no mesmo baixo nível técnico. As triangulações não ocorrem e nunca ocorrerão enquanto não tivermos laterais decentes.

As coisas têm que mudar, simples assim. Arão e Vitinho não entregam nada em campo desde a última temporada, mas continuam no time. Vou dar um crédito ao Abel até o Gabigol e o Arrascaeta estarem disponíveis. Depois, nada justificará as escalações da dupla de palermas supracitada. Serão mudanças simples: Gabigol no lugar do Vitinho e Arrascaeta no lugar do Arão com o Diego jogando de segundo volante. Isso até o Bruno Henrique chegar, se chegar. Caso a contratação se confirme, BH entra no lugar de Uribe, e Gabigol fica de centroavante.

São mudanças sutis que fazer toda a diferença. Seria um esquema de jogo interessante e que, se funcionasse da maneira certa, nos alçaria a um patamar elevadíssimo no futebol praticado no Brasil. Somando-se a isso a contratação de dois laterais competentes e então teríamos, sem sombra de dúvidas, o melhor 11 em campo no futebol americano, de norte a sul. Vamos ver o que os caras nos apresentarão daqui pra frente. Como costumo dizer: devemos aguardar, torcer, e apoiar incondicionalmente sempre. Isso é ponto pacífico. Vai pra cima deles Mengo!

O Flamengo simplesmente é!
Saudações rubro-negras a todos!

Fábio Monken

18 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com