Artilheiro e versátil: Gabigol anima dirigentes e torcida em chegada ao Flamengo após protagonismo no Santos

FOTO: MARCELO CORTES/FLAMENGO

Por: Marvin Machado

Sempre declarei meu sonho. Não imaginei que fosse acontecer com tão pouca idade, mas aconteceu. Quero agradecer o carinho da torcida e espero poder retribuir em campo. Quero fazer gols e ser campeão“. Essas foram as primeiras palavras de Gabigol como jogador do Flamengo. O atacante foi apresentado na última sexta-feira (11), no Ninho do Urubu, e chega ao Rubro-Negro após temporada de destaque em retorno ao Santos.

No Peixe, clube no qual foi projetado para o futebol, Gabriel conseguiu assumir o protagonismo e foi um dos principais responsáveis pela recuperação da equipe paulista na segunda metade do Campeonato Brasileiro. O jovem, de apenas 22 anos, finalizou a temporada 2018 como artilheiro da competição nacional, com 18 gols marcados, além de também ter sido o jogador que mais balançou as redes pela Copa do Brasil, ao lado de Romulo (Avaí) e Neílton (à época no Vitória), todos com quatro gols assinalados.

O ex-santista também possui como um dos principais atributos a movimentação constante pelo ataque, não se restringindo a atuar apenas como um centroavante de referência. Tal característica foi evidenciada em algumas partidas com a camisa alvinegra em 2018.

Todas as posições eu pretendo ajudar meu time. No Santos, joguei de meia, ponta e centroavante. No que o professor precisar, vou estar a disposição -, ressaltou o novo reforço em coletiva de apresentação.

O mapa de calor de Gabriel Barbosa na partida entre Santos e Vasco, pelo Brasileirão, torna evidente a mobilidade do jogador no ataque (Foto: Reprodução/SofaScore)

Participação nas Olimpíadas 2016 e conquista de campeonato inédito pela seleção brasileira:

Gabriel Barbosa também esteve na inédita conquista da medalha de ouro pela seleção brasileira nas olimpíadas de 2016, disputada no Rio de Janeiro. Na campanha vitoriosa da “Amarelinha“, o jogador realizou seis partidas – todas como titular – e balançou as redes em duas oportunidades. Na grande decisão, o Brasil superou a Alemanha nos pênaltis e conquistou o tão sonhado ouro olímpico.

Gabriel comemora gol marcado na seleção durante as olimpíadas de 2016, disputada no Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)

Experiência frustrada na Europa, mas aprendizado adquirido:

Com o prestígio alcançado em sua primeira passagem pelo Santos e após conquista inédita nas olimpíadas, Gabigol foi transferido para a Inter de Milão, da Itália, ainda em 2016, sob grandes expectativas. O clube nerazzurri pagou € 33,5 milhões (cerca de R$ 125,8 milhões na cotação à época) para contar com o futebol do jogador, que acabou não deslanchando na Europa, contabilizando um gol em apenas dez partidas. Emprestado ao Benfica, de Portugal, o atleta também não obteve oportunidades no elenco e retornou ao Alvinegro Paulista (por empréstimo) em 2018, assumindo o protagonismo no time comandado pelo técnico Cuca.

– A vida lá fora (Europa) me ajudou em muitas coisas. Me sinto bem preparado dentro e fora de campo. O que eu posso passar é minha felicidade de estar aqui. Tentar responder a todos que me dão boa sorte. Tem sido espetacular essa apresentação e esse carinho por mim. Eu estou muito feliz e quero mostrar isso dentro de campo -, disse Gabriel, destacando aprendizado durante passagem pela Itália e Portugal.

O atacante brasileiro não conseguiu repetir na Europa as boas atuações que o tornaram destaque no Santos (Foto: Reprodução/Twitter)

Persistência dos dirigentes e desejo do jogador como fatores essenciais para o acerto:

As palavras de Marcos Braz dizem muito sobre o desejo de Gabigol em atuar com a camisa rubro-negra, além de deixar claro que a difícil concretização de negociação com a Internazionale passou também pelo árduo trabalho dos demais dirigentes do clube.

Jogador de seleção, campeão olímpico. Eu não posso, nesse momento, não fazer alguns agradecimentos. Começando por ele próprio (Gabigol). Se não fosse a vontade dele, com certeza não teríamos o êxito dessa negociação. Evidente que o esforço de toda a diretoria e do presidente Rodolfo Landim e dos companheiros, junto com a vontade extrema dele (Gabigol) nos possibilitou estar aqui. Agora é com ele dentro de campo -, revelou o vice-presidente de futebol do Flamengo.

Gabigol ao lado do vice-presidente de futebol Marcos Braz durante coletiva de apresentação (Foto: Carla Araújo/Coluna do Flamengo)

Gabriel Barbosa já realizou a primeira atividade no Ninho do Urubu, mas apenas se juntará com os demais companheiros de elenco após a disputa da Florida Cup. Neste sábado (12), o Flamengo realiza a decisão do torneio amistoso diante do Eintracht Frankfurt, da Alemanha, e logo após retornará ao Rio de Janeiro para dar prosseguimento aos treinamentos de pré-temporada.

0 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular