Pedro Sampaio: “Termômetro Rubro-Negro: quem deve ficar e sair do Flamengo para a próxima temporada”

FOTO: GILVAN DE SOUZA / FLAMENGO

O ano vai chegando ao final e, salvo um milagre, o Flamengo amargará mais uma temporada sem a conquista de um título de relevância. Para um clube da grandeza do “Mais Querido” ficar sem levantar uma taça por tanto tempo é algo extremamente preocupante. Alguns vão dizer que, nos últimos anos, estamos sempre na disputa pelas primeiras posições em todos os campeonatos em que disputamos e que os anos lutando contra o rebaixamento fazem parte de um passado longínquo. Verdade. Porém, contentar-se apenas com isso é não entender o que significa ser rubro-negro.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir!


Envergar o “Manto Sagrado” exige uma dose cavalar de ambição. O jogador que veste essa camisa precisa entender que ele é o receptáculo dos sonhos de milhões. O vermelho e preto não combina com comodismo de ser mediano. Por isso, sou a favor de uma grande reformulação no elenco do Flamengo. Não nego que os nossos atuais jogadores tenham o seu valor e que possam ser úteis a outros times. O meu ponto é que simplesmente não deram certo no Flamengo. No jargão futebolístico “é um time que não deu liga“. Na minha visão, não é um coisa pontual e que se resolve com a troca de uma ou outra peça. É preciso realizar uma mudança profunda e estrutural.

Pensando nisso, resolvi montar o “Termômetro Rubro-Negro” para apontar, quem, na opinião do colunista que vos escreve, deveria ou não ficar no Flamengo na próxima temporada. Teremos quatro categorias de avaliação: quente, para os jogadores que serão importantes; morno, para aqueles que ficam, porém, apenas para compor o elenco; “banho-maria“, para os que devem ser emprestados para ganhar experiência; e “frio” para aqueles que devem ser negociados ou liberados para atuar em outros clubes.

Goleiros
Diego Alves – frio
César – morno
Thiago – banho-maria
Gabriel Batista – morno

Zagueiros
Réver – frio
Juan – frio
Rhodolfo – morno
Léo Duarte – quente
Thuler – quente

Laterais
Renê – morno
Trauco – frio
Rodinei – frio
Pará – frio
Kleber – morno

Volantes
Cuéllar – quente
William Arão – frio
Rômulo – frio
Ronaldo – banho-maria
Jean Lucas – morno
Piris da Motta – quente

Meias
Diego – frio
Everton Ribeiro – quente
Lucas Paquetá – já foi vendido
Matheus Savio – frio

Atacantes
Geuvânio – frio
Marlos Moreno – frio
Berrío – morno
Vitinho – quente
Fernando Uribe – morno
Henrique Dourado – frio
Lincoln – morno

Os critérios adotados variam entre conduta profissional, sinergia com o clube e qualidade técnica.
Repito, os jogadores que foram indicados para sair podem ser úteis em outros clubes.


E, vocês, concordam? Comente!

SRN,

Pedro Sampaio

Siga Pedro Sampaio, colunista do site e comentarista do canal TV Coluna do Flamengo, no twitter:

@pedro10sampaio

31 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular