Fla perde disputa com a FERJ pelo direito de exploração de placa publicitária no Campeonato Carioca

Apesar de já estar aprovado pelo Conselho Deliberativo (CoDe) o novo contrato das placas publicitárias no Maracanã, o Flamengo recebeu uma péssima notícia na tarde desta quinta-feira (08). O Rubro-Negro perdeu a disputa com a FERJ para a exploração das publicidades aos arredores do campo no Campeonato Carioca. Além disso, terá que pagar cerca de R$ 10 mil por honorários advocatícios, mas vai levar caso ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A ideia do Mais Querido era render aos cofres da Gávea pelo menos R$ 48 milhões por quatro anos, o que gira em torno de R$ 12 milhões anual. Tais acordos são marcantes para o Fla, pois renderia mais de 100% se comparado com os atuais negócios. Este acordo, que entraria em vigor em 2019, já não tem mais valor.

Em julho deste ano, a Câmara Cível do Rio de Janeiro determinou que o direito da exploração monetária das placas que ficam aos arredores do campo do Maracanã pertence à FERJ. O Fla e a Federação entraram com embargo, mas a negativa obtida nesta quinta fará com que o clube procure o STJ, conforme citado.

Flávio Willeman, vice-presidente jurídico do Mais Querido, falou, em setembro de 2016, sobre o direito que o Fla busca: “o Flamengo busca uma decisão judicial que o declare como detentor do direito de exploração da publicidade nos estádios em que for atuar, o que lhe garante, por consequência, o direito de negociar diretamente com as empresas interessadas, sem a necessidade de intermediação da Federação. Esse direito é extraído da Lei Pelé, como decorrência do direito de arena. É pleito antigo do Flamengo e de interesse de todos os clubes, creio, não obtido de forma amigável“.

1 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular