Roberto Assaf: “A Copa do Mundo do Flamengo está aqui”

A Copa do Mundo do Flamengo está aqui: 45 jogos contra seleções estrangeiras, desde o primeiro ano do futebol profissional no Brasil, até 1998, quando as partidas internacionais dos clubes do país começaram a diminuir gradativamente, por causa das mudanças no calendário nacional.

O Rubro-Negro enfrentou 11 das 32 nações que disputam o torneio que está sendo realizado na Rússia – o anfitrião, além de Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Coreia do Sul, Dinamarca, Itália, Japão, México e Uruguai.

A relação é a que se segue. Abaixo você poderá conferir as súmulas detalhadas de três jogos importantes, notadamente a do empate de 0 a 0 em Moscou, em 1963, contra a União Soviética, que reunia vários jogadores que estiveram nas Copas de 1958, 1962 e 1966.

– 15/4/33 – 1 x 2 Argentina – Buenos Aires / Argentina – Amistoso

– 16/10/49 – 2 x 0 Guatemala – Cidade da Guatemala / Guatemala – Troféu Comitê Nacional Olímpico

– 23/10/49 – 4 x 2 Guatemala – Cidade da Guatemala / Guatemala – Troféu Comitê Nacional Olímpico

– 5/6/51 – 2 x 0 Dinamarca – Copenhagen / Dinamarca – Amistoso

– 11/5/58 – 1 x 0 Brasil – Maracanã / Rio de Janeiro – Amistoso

– 22/4/60 – 0 x 6 Bulgária – Sofia / Bulgária – Amistoso

– 9/6/60 – 1 x 3 Áustria – Viena / Áustria – Amistoso

– 11/2/62 – 2 x 2 México – Cidade do México / México – Amistoso

– 4/4/62 – 1 x 3 Itália – Roma / Itália – Amistoso

– 18/4/62 – 2 x 4 Tchecoslováquia – Brno / Tchecoslováquia – Amistoso (1)

– 5/6/62 – 5 x 1 Noruega – Oslo / Noruega – Amistoso

– 24/4/63 – 1 x 2 Romênia – Bucareste / Romênia – Amistoso

– 26/5/63 – 0 x 0 União Soviética – Moscou / União Soviética – Amistoso (2)

– 21/5/64 – 1 x 0 Costa do Marfim – Abidjan / Costa do Marfim – Amistoso

– 3/6/64 – 5 x 1 Líbano – Beirute / Lìbano – Amistoso

– 3/7/64 – 5 x 1 República Democrática da Alemanha – Leipzig / República Democrática da Alemanha (3)

– 8/7/64 – 3 x 2 Ucrânia – Vinnytsia / Ucrânia – Amistoso (2)

– 16/7/64 – 2 x 1 Moldávia – Kishinev / Moldávia – Amistoso (2)

– 1º/11/66 – 1 x 1 Argentina – Avellaneda-Buenos Aires / Argentina – Amistoso

– 23/5/67 – 2 x 4 República Democrática da Alemanha – Zwickau / República Democrática da Alemanha (3)

– 7/5/68 – 3 x 1 Zaire – Maracanã / Rio de Janeiro – Amistoso (4)

– 15/2/70 – 4 x 1 Romênia – Maracanã / Rio de Janeiro – Torneio Internacional de Verão

– 22/3/70 – 1 x 1 Japão – Kobe / Japão – Torneio Asahi

– 1º/4/70 – 1 x 2 Coreia do Sul – Hyochang-dong / Coreia do Sul – Amistoso

– 30/1/72 – 2 x 2 Hungria – Maracanã / Rio de Janeiro – Amistoso

– 22/2/74 – 4 x 4 Zaire – Kinshasa / Zaire – Amistoso (4)

– 24/2/74 – 3 x 3 Zaire – Kinshasa / Zaire – Amistoso (4)

– 1º/3/74 – 2 x 2 Arábia Saudita – Riad / Arábia Saudita – Amistoso

– 3/3/74 – 3 x 2 Kuwait – Cidade do Kuwait / Kuwait

– 6/10/76 – 2 x 0 Brasil – Maracanã / Rio de Janeiro – Taça Geraldo Cleofas Dias Alves

– 18/2/77 – 1 x 2 Chile – Santiago / Chile – Amistoso

– 27/6/80 – 0 x 0 Kuwait – Nova Friburgo-RJ – Torneio Internacional de Inverno

– 18/4/85 – 0 x 2 Líbia – Trípoli / Líbia – Amistoso

– 5/2/86 – 2 x 0 Iraque – Bagdá / Iraque – Amistoso

– 26/2/86 – 3 x 1 Emirados Árabes Unidos – Gávea / Rio de Janeiro – Amistoso

– 29/5/87 – 3 x 0 Gabão – Libreville / Gabão – Torneio Internacional do Gabão

– 8/6/87 – 1 x 0 Argélia – Argel / Argélia – Amistoso

– 19/8/87 – 2 x 3 México – San José / Estados Unidos – Amistoso

– 24/1/88 – 3 x 0 Costa do Marfim – Gávea / Rio de Janeiro – Amistoso

– 29/5/88 – 3 x 1 Japão – Tóquio / Japão – Copa Kirin

– 5/6/88 – 1 x 1 China – Kagoshima / Japão – Copa Kirin

– 10/8/90 – 1 x 0 Estados Unidos – New Jersey / Estados Unidos – Marlboro Cup

– 17/7/94 – 0 x 0 Austrália – Kuala Lumpur / Malásia – Torneio Internacional de Kuala Lumpur

– 27/1/95 – 1 x 1 Uruguai – Goiânia-GO – Amistoso

– 17/1/98 – 3 x 0 Jamaica – Goiânia-GO – Amistoso

(1) Um acordo entre os dois países, celebrado em 1993, voltou a dividir a Tchecoslováquia entre República Tcheca e Eslováquia.

2) A Moldávia e a Ucrânia integraram a União Soviética até 1991, quando este país foi dissolvido, e voltaram a ser repúblicas independentes. E a União Soviética passou a ter, segundo a Fifa, a Rússia como herdeira oficial.

3) A Alemanha Oriental, ou República Democrática da Alemanha, surgiu como estado independente em 1949, e foi extinta em 1990, com a reunificação com a Alemanha Ocidental, ou República Federal da Alemanha.

4) A República Democrática do Congo obteve a sua independência da Bélgica em 1960. De 1971 a 1997 adotou o nome de Zaire, para não ser confundida com o vizinho Congo. Mas em 1998 voltou a utilizar a denominação que já vigorava enytre 1960 e 1971.

HISTÓRICO

– Jogos – 45

– Vitórias – 22

– Empates – 12

– Derrotas – 11

– Gols pró – 90

– Gols contra – 64

– Total de Seleções – 34

– África – 5

– América Central – 4

– América do Sul – 4

– Ásia – 8

– Europa – 12

– Oceania – 1

SÚMULAS

FLAMENGO 2 x 0 DINAMARCA

Data: Terça-feira, 5 de junho de 1951.

Competição: Amistoso.

Local: Estádio Idraetsparken, em Copenhagen / Dinamarca.

Público: 22 mil espectadores.

Arbitragem: Gunnar Dahlner, Carl Frederick Jörgensen e Leo Hafe / Dinamarca.

Gols: Adãozinho 53’ e Esquerdinha 71’.

FLAMENGO: Garcia, Biguá e Pavão; Bria, Dequinha e Bigode; Nestor, Hermes, Adãozinho, Indio e Esquerdinha. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

DINAMARCA: Eigil Nielsen (KB Kobenhavn), Dan Tabel Andersen (Akademisk) e Poul Petersen (Akademisk); Erik Terkelsen (Esbjerg), Dion Ornvold (Spal Ferrara / Itália) e Steen Blicher (Akademisk); James Ronvang (Akademisk), Carl Holm (B 1903 Kobenhavn), Aage Rou Jensen (Aarhus), Kanud Lündber (Staevnet) e Holger Seebach (Akademisk). Técnico: Axel Bjerregaard.

(*) À exceção de Eigil Nielsen, Dan Tabel Andersen, Dion Ornvold e James Ronvang, os demais disputaram os Jogos Olímpicos de 1952, realizados em Helsinque / Finlândia.

FLAMENGO 0 x 0 UNIÃO SOVIÉTICA

Data: Domingo, 26 de maio de 1963.

Competição: Amistoso.

Local: Estádio Luzhniki, em Moscou / União Soviética.

Público: 50 mil espectadores.

Arbitragem: Nikolai Latyshev, Tofiq Bakhranov e Valentin Lipatov / União Soviética.

FLAMENGO: Mauro, Murilo, Luiz Carlos Freitas, Joubert e Vanderlei; Carlinhos e Gérson (Nelsinho – intervalo); Espanhol (Joel 71’), Aírton, Dida e Oswaldo Ponte Aérea. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

UNIÃO SOVIÉTICA: Vladimir Maslachenko (Spartak Moscou), Vladimir Kesarev (Dinamo Moscou), Georgiy Ryabov (Dinamo Moscou), Valeriy Voronin (Torpedo) e Anatoliy Krutikov (Spartak Moscou); Yuriy Falin (Spartak Moscou) e Igor Netto (Spartak Moscou); Slava Metreveli (Dinamo Tblisi), Igor Chislenko (Dinamo Moscou), Galimzyan Khusainov (Spartak Moscou) e Eduard Malofeyev (Dinamo Minsk) depois Mikhail Meskhi (Dinamo Tblisi) – intervalo. Técnico: Nikita Simonyan.

(*) Os responsáveis pela organização da partida e a agência soviética Tass não divulgaram o público oficial, mas apenas a informação de que foi de cerca de 50 mil pessoas.

(**) Vladimir Kesarev e Yuriy Falin disputaram a Copa de 1958. Vladimir Maslachenko e Igor Netto as de 1958 e 1962. Mikhail Meskhi a de 1962. Valeriy Voronin, Igor Chislenko e Galimzyan Khusainov as de 1962 e 1966. Eduard Malofeyev a de 1966. E Slava Metreveli as de 1962, 1966 e 1970.

FLAMENGO 1 x 1 ARGENTINA

Data: Terça-feira, 1º de novembro de 1966.

Competição: Amistoso.

Local: Estádio Club Atlético Independiente, em Avellaneda-Buenos Aires / Argentina.

Público: 30 mil espectadores.

Arbitragem: Luis Pestarino, José Luis Praddaude e Luis Pedro Spinetto / Argentina.

FLAMENGO: Valdomiro, León, Itamar, Jaime Valente (Luiz Carlos Freitas – intervalo) e Paulo Henrique; Carlinhos (Válter 75’) e Nelsinho (Juarez 75’); Gildo, Almir Pernambuquinho, Silva (César 75’) e Dirceu. Técnico: Armando Federico Renganeschi / Argentina.

ARGENTINA: Antonio Roma (Boca Juniors), Oscar Martín (Racing Avellaneda), Roberto Perfumo (Racing Avellaneda), José Rafael Albrecht (San Lorenzo) e Silvio Marzolini (Boca Juniors) depois Antonio Rosl (Gimnasia y Esgrima La Plata) – intervalo); Antonio Rattin (Boca Juniors) depois Sebastian Viberti (Huracan) – intervalo e Alberto “Gonzalito” Gonzalez (Boca Juniors); Raúl Bernao (Independiente Avellaneda), Juan Carlos Sarnari (River Plate), Luis Artime (Independiente Avellaneda) e Oscar “Pinino” Más (River Plate). Técnico: Jim Lopez.

(*) Antonio Roma, Silvio Marzolini, Antonio Rattin, José Rafael Albrecht e Alberto “Gonzalito” Gonzalez disputaram as Copas do Mundo de 1962 e 1966. Roberto Perfumo, Luis Artime e Oscar “Pinino” Más a de 1966.

Reprodução: Roberto Assaf | Rua Paysandu

1 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com