Nada como um dia após o outro: Arão reaparece depois de quase deixar o Flamengo

Por: Venê Casagrande

Sem espaço no Flamengo, Arão, por pouco, não se despediu do Rubro-Negro para vestir a camisa do Olympiacos, da Grécia, em julho. O time grego estava disposto a pagar cerca de R$ 10 milhões para contratar o jogador, mas, nos últimos detalhes, o negócio melou (ele chegou a ficar fora de uma partida por conta da negociação). Porém, nada como um dia após o outro. Aos poucos, o volante foi reconquistando o seu espaço e o moral com a torcida.

Desde que a negociação com o Olympiacos melou, no dia 24 de julho, Arão entrou em campo nove vezes, mas a mais emblemática foi no último domingo (23), na vitória sobre o Atlético-MG por 2 a 1, marcando, inclusive, um dos gols. O volante foi o escolhido por Barbieri para entrar na vaga de Diego, para fazer a “volância” com Cuéllar, e adiantar Paquetá.

Além de balançar a rede, Willian Arão teve boa movimentação durante a partida, ajudou na parte defensiva e, em algumas vezes, surgia como homem surpresa na defesa do Galo. A boa atuação do camisa 5 fez com que Barbieri analisasse a possibilidade de mantê-lo na equipe titular mesmo com o retorno de Diego. Com a volta do camisa 10, Paquetá, portanto, faria a função de “falso 9”.

Depois da boa atuação contra o Atlético-MG, Arão “quebrou o protocolo” e concedeu entrevista na zona mista, o que não costuma fazer. O volante demonstrou felicidade em voltar a ajudar o Flamengo e deixou em aberto a possibilidade de ser mantido na equipe.

Fico muito feliz de voltar e contribuir com a vitória. Fazer gol, ajudar na saída de bola e fazer o que esperam de mim. Nunca deixei de trabalhar. O que o professor vai fazer quarta, não sei. Ele é pago pra isso. Eu sou pago pra entrar e dar meu melhor -, disse Arão.

RADAR JAPONÊS

Um scouter, à paisana, esteve no Maracanã para acompanhar Flamengo e Atlético-MG. O profissional, que trabalha para clubes da primeira divisão do Japão, mapeia o meia Tomás Andrade, do Galo, há algum tempo, mas a boa atuação de Arão “abriu o olho” do japonês, que pediu para não ser se identificado.

6 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular