Jerônimo Jr.: “Frustração”

FOTO: JERÔNIMO JR./COLUNA DO FLAMENGO

Nenhum sentimento resume tão bem o que vive o rubro-negro ao longo desses últimos anos como a frustração.


Compre capinhas oficiais do Mengão para teu celular! São diversos modelos diferentes para todos os gostos. Basta clicar aqui para ser redirecionado


Parece um roteiro já escrito e seguido à risca. O Flamengo começa o ano de forma gradual, vai ganhando corpo, começa a empolgar, alimenta a esperança da torcida e… frustra ela.

Foi assim em 2016 quando chegamos a brigar pelo Brasileiro e terminamos em 3°, foi assim em 2017 quando perdemos a Copa do Brasil e a Sul-Americana, e está sendo assim em 2018, onde lideramos por várias rodadas o campeonato e a cada rodada vamos melancolicamente nos afastando do título.

A frustração é oriunda de uma expectativa que toma conta da torcida depois de ver o Flamengo se tornar o time com a maior arrecadação do Brasil. Imaginávamos que essa recuperação financeira seria acompanhada de títulos, o que na prática não se confirmou.

Ontem, mais um capítulo nesse livro de frustrações, em um Maracanã com mais de 60 mil torcedores, a frustração tomou conta. Um vexame, um desrespeito, uma ferida aberta em vários torcedores e pior ainda em vários “coraçõezinhos“.

Ontem milhares de crianças foram ao Maracanã, meu filho de 4 anos foi uma delas. Pela primeira vez, eu e Gui íamos juntos ao Maracanã, um programa de pai e filho, um sonho para o paizão aqui, um dia que deveria ser inesquecível para nós, e… Frustração.

Mais uma vez ela apareceu, transformando o dia que deveria ser inesquecível em um dia para esquecer, um dia triste, um dia cinzento.

O Flamengo se habituou a fazer isso, mas nós não nos acostumamos, vide a média de público do time no campeonato. Nós acreditamos, seguimos à risca o “Sempre estarei contigo!”, mas a realidade é que por mais que tentamos fugir estamos realmente nos tornando o time do “cheirinho“.

A torcida do Flamengo não merece isso, não se acostumou a ser taxada de perdedora, não aprendeu a conviver com a frustração. O Flamenguista se acostumou a viver com títulos, e nada vai mudar isso. Ou esse time aprende o que é ser Flamengo e passa a respeitar e honrar a camisa que vestem, ou serão abandonados, pois não representam o Flamengo.

Não nos importa como, temos dois títulos em disputa e seria uma covardia nos deixar mais um ano com as mãos abanando. Chega de frustração! Queremos o resgate da nossa auto-estima. Queremos voltar a gritar: é Campeão!

Passou da hora do Flamengo voltar a ser Flamengo.

Em tempo: Ontem ao chegar em casa, meu filho quando viu a mãe, a abraçou e disse: Mãe, não quero mais futebol. Essa marca vai sumir, pois eu vou fazer ele esquecer, mas espero que o Flamengo faça a sua parte, pois não quero que meu filho cresça torcendo para um time perdedor.

Jerônimo Jr

6 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular