Fabio Monken: “Mais vivos do que nunca!”

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

Ontem o Mengão se classificou para mais uma semifinal da Copa do Brasil. Eliminamos um grande adversário, jogamos muito bem postados defensivamente e temos, cada dia mais, a certeza de que as coisas vão muito bem, obrigado.

Começamos o jogo ligados na tomada! Muita movimentação e troca de passes no ataque até que, logo aos quatro e meio da primeira etapa, numa falha do Cortez, ER7 emendou de direita para dar números finais à partida.


Compre capinhas oficiais do Mengão para teu celular! São diversos modelos diferentes para todos os gostos. Basta clicar aqui para ser redirecionado.


A partir daquele momento, recuamos. Sim, recuamos e demos a bola para o Grêmio nos atacar, ou melhor, para que eles tentassem fazê-lo. Conseguiram nos pressionar após os quinze minutos da primeira etapa, já que necessitavam do resultado, após se recuperarem do baque pelo gol sofrido no início.

Mas não foram, nem de longe, perigosos. Foram pouquíssimas as chances que tiveram contra o gol do mito Diego Alves. Aliás, que goleiraço nós temos! Sofremos ligeira pressão (com pouca posse de bola) dos vinte aos quarenta minutos do primeiro tempo, depois conseguimos colocar a pelota no chão e controlar o jogo até o final da primeira etapa.

Esse domínio imposto pelo Grêmio foi muito mais pelo desgaste do nosso time, que vem jogando seguidamente, sem dar um descanso total aos jogadores considerados titulares, do que por qualidade técnica do adversário. Mesmo assim, sobramos no quarto final da partida.

No segundo tempo, os caras começaram com o mesmo ímpeto, mas (olha que interessante) cansaram. Após os quinze da segunda etapa, conseguimos controlar mais ainda a partida. Só não ampliamos o placar porque não tivemos a qualidade e nem a tranquilidade necessárias para encaixar um contra-ataque mortal.

Devemos dar crédito total ao CEP do Mengão, que realiza um trabalho fantástico e de excelência na recuperação fisiológica dos atletas. Raríssimas vezes pude observar um Flamengo tão bem condicionado fisicamente.

Outro desataque que devemos dar é à Magnética. Mágica, mística, sensacional, vibrante, pujante; cantou, festejou, sofreu, pulou e, como sempre, apoiou até o final. Parabéns a todos que estiveram no Maraca ontem à noite.

Aproveito para mandar um recado para os corneteiros e antis de plantão: o Flamengo colocou mais de 110.000 torcedores nos últimos três dias no Maracanã! Isso deve ser comemorado, muito e deveria ser reverenciado nos comentários pós-jogo, mas foram poucos que deram esse crédito ao clube. Uma torcida dessa não tem preço, deveria ser tombada pelo patrimônio histórico.

Dito isso, seguimos rumo a mais um embate perigosíssimo: o Corinthians. Não se enganem pensando que será fácil, nunca é! Se os respeitarmos na medida do que merecem, soubermos explorarmos suas fragilidades e anularmos suas qualidades, passaremos sem grandes sustos.

Mas devemos ter em mente que atualmente temos que suar, e muito, em todos os jogos disputados. Esse é o âmbito do futebol moderno, onde os atletas preguiçosos, indolentes e desligados têm cada vez menos espaço no cenário futebolístico mundial.

O horizonte desponta belo, impávido e com céu de brigadeiro. Vamos rumo às vitórias e, com muita humildade, aos títulos. O bom futebol merece isso. Para consolidarmos nossa superioridade financeira e tê-la consubstanciada hegemonicamente dentro das quatro linhas. Negro, encarnado, idolatrado, tua glória é lutar! Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo simplesmente é!
Saudações rubro-negras a todos!

Fabio Monken
Twitter: @fabio_monken

Gostou? Não gostou? Concorda, discorda? Ótimo!
Deixe seus comentários, interaja!
O Debate sempre será salutar!
Pontos de vista divergentes são essenciais à nossa evolução e à formação de nosso caráter.
Mas lembre-se: Somos todos Flamengo!
A intolerância e a falta de argumentos são combustíveis para o fracasso!

1 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular