Confiança, só faltava isso. Agora tem

Começo esta singela coluna fazendo uma confissão: as vezes eu sei bem que meu amor em relação ao Flamengo pode parecer tão sem medidas (e é), que eu aparentemente dou a impressão de estar fora da casinha.

Mas não estou.

Eu avisei que não esperava uma tal batalha no Sul. Falei que o Flamengo não se encolheria e que olharia o Grêmio dentro do olho, e que apesar do histórico péssimo lá por aquelas bandas, eu confiava no Flamengo.

Só que dessa vez, eu não usei a emoção. O Flamengo está em franco crescimento e fora Vini Jr., que é insubstituível, nosso time só agregou. A vantagem de estar bem financeiramente é não precisar se desfazer de jogador nenhum. Apesar do mimimi de Vizeu e Jonas, vamos conversar aqui: os caras eram reservas e ponto.

Fomos à Porto Alegre, AMASSAMOS o time de Renato. E malanders, eles não souberam lidar com um time que não ficou com medo deles. O Flamengo tomou um gol bonito, bem armado e foi assim pro vestiário. No segundo tempo o time jogou tanto, que sabe aquele negocinho que toma conta da gente, aquece o peito e explode na alma? O tal de orgulho? Eu quase não reconheci por que fazia muita raça de tempo que eu não sentia, precisamente há nove anos, mas ainda bem que deu tempo de sentir, de curtir.

Diego Alves, que goleiraço, meu Deus! Diego, meu camisa 10, o cara que se sacrifica pro Flamengo, se doa, foge de suas características e se entrega pelo time. Podia ter acertado o gol, mas arrebentou. O pai do Guto segue como O cara e Paquetop, moleque é bola, também está sendo meio sacrificado na marcação, mas é inegável o talento do moleque.

Agora, peço um minuto de silêncio para agradecer por Cuéllar. O cara é um monstro! Impecável, vai em tudo!!!

Vitinho entrou e apesar da falta de entrosamento deu outro ritmo ao jogo e por fim, meu menino, 17 anos e um tamanho imenso! Lincoln, com seu ainda “é só uma pelada”, colocou o Flamengo no mesmo lugar no placar e alavancou a alma Rubro-Negra!

Ontem não teve bola perdida. O Flamengo correu, incansável! Barbieri o cara que ninguém confiava, não arregou e soltou o Flamengo para fazer o que sabe melhor: atacar.

Foi um jogaço! Com cara de Flamengo, que acorda a alma e acende aquela chama intensa que queima a Nação e faz com que time torcida se tornem um só. Confiança. Só faltava isso. Agora tem.

Lembrando que, o Grêmio jogou só com reserva no último jogo e o Flamengo jogou completo no dois. Sentiram a pressão? Tem erro? Tem. Tem defeito? Tem. Mas quem não tem? Bola no mato e que venha o Grêmio de novo, eu não escolho adversário!

ISSO AQUI É FLAMENGO, PORRA!!!

Em tempo: Tá muito difícil ser humilde, mas eu tento.

Saudações Rubro-Negras!!!

Renata Rosa Graciano

Twitter: @regraciano

Instagram: @regraciano10

2 Comentários
Carregando comentários...