Pedras no caminho

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

No jogo do último sábado batemos em bêbado. Confirmando nossa superioridade técnica, alavancada pelo abismo financeiro entre os dois clubes, demos uma sapecada na cachorrada, vendo o jogo resolvido após dez minutos de bola rolando. A partir daí, só tivemos o trabalho de tocar de lado e esperar o tempo passar, com o time nitidamente acomodado. Certamente eu não compactuo com a ideia, embora eu entenda o ponto de vista da comissão técnica e dos jogadores.

A partir de agora as coisas ficarão mais complicadas, pelo menos é o que esperamos. Já teremos um jogo perigoso na próxima quarta, contra o Santos na Vila Belmiro. Embora saibamos que o alvinegro praiano encontra-se numa situação difícil na tabela, também temos ciência de que têm um jogo a menos e, principalmente, que eles são muito fortes em seus domínios.

Como diria um velho ditado popular japonês: “Nossos tropeços ocorrem nas pequenas pedras, pois conseguimos enxergar as grandes”. Esse ditado é extremamente sábio e devemos tê-lo em mente como um mantra, pois é exatamente essa a diferença entre irmos mal ou bem nos campeonatos disputados.

Como fizemos com o Botafogo, também devemos proceder igualmente com todos aqueles que estão mal na tábua de classificação: ganhar! Fazendo dessa forma, nossa probabilidade de êxito ao final da temporada aumenta consideravelmente, haja vista podermos levar em conta que perderemos pontos exatamente para as equipes que disputarão o título conosco, como foi o caso da derrota para o São Paulo.

Esse cenário provavelmente acontecerá. E é nessas ocasiões que deveremos ter serenidade para não tornarmos esses percalços maiores do que realmente são, iniciando um desequilíbrio perigoso, que poderia se transformar em caos iminente, devido à bipolaridade do ambiente Flamengo.

Esse é o meu temor. Quanto a campo e bola, nosso time tem melhorado. Também é verdade que essa melhora não é com a rapidez que esperávamos mas ainda é uma melhora, principalmente tática. Sei que devemos atuar com muito mais compactação do que temos nos apresentamos agora, mas sei que o trabalho está sendo feito nesse sentido e a coesão da equipe vai crescendo proporcionalmente aos ajustes realizados pela comissão técnica.

Enfrentaremos o Santos, o Sport e depois, num curto espaço de quinze dias, jogaremos três vezes com o Grêmio e duas vezes contra o Cruzeiro. Depois, pegamos Atlético-PR, Vitória e América-MG para conquistarmos mais nove pontos no Brasileirão (esse é o plano) aí enfrentaremos o Cruzeiro pela terceira vez no mês para fecharmos agosto.

Tenho certeza, absoluta, de que esse será o fiel da balança para mensurarmos até onde poderemos chegar nos campeonatos em disputa. Neste momento estamos disputando três competições: Brasileiro, Copa do Brasil (quartas de final) e Libertadores (oitavas de final). Se quisermos avançar nas três frentes, devemos ir com força total para os jogos e tentar ganhar todos.

Sei que o discurso parece utópico mas, mesmo remotamente, é passível de ser realizado. Para que as coisas andem razoavelmente dentro das expectativas traçadas, deveríamos ter nos reforçado mais nesta janela internacional (mesmo sabendo que o Flamengo continua conversas com vários atletas pretendidos). Esperemos que as contratações (pontuais e para titularidades) cheguem, para continuarmos nossas caminhadas rumo aos títulos nesta temporada.

Vamos aguardar para ver qual será o resultado deste mês de agosto. Será mesmo o mês do desgosto, como o jargão popular tanto apregoa? Ou será que o início de setembro nos fará mais feliz, fazendo com que as flores primaveris nos alegrem ainda mais e tornem nossos dias cada mais prazerosos? Temos que confiar e, como não podemos adivinhar o futuro, só nos resta esperar e torcer, incondicionalmente sempre! Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo simplesmente é!
Saudações rubro-negras a todos!
 Fabio Monken
Twitter: @fabio_monken

Gostou? Não gostou? Concorda, discorda? Ótimo!
O Debate sempre será salutar!
Deixe seus comentários e interaja conosco!
Pontos de vista divergentes são essenciais à evolução do homem.
Mas lembre-se: Somos todos Flamengo!
A intolerância e a falta de argumentos são os combustíveis para o fracasso!

0 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular