Guerrero e Trauco vivem situação delicada no Fla e movimentam bastidores

O Flamengo está monitorando o mercado do futebol atrás de reforços, mas também existe a preocupação em cima dos jogadores que podem sair do clube e Miguel Trauco e Paolo Guerrero são atletas que podem deixar o Fla. Os peruanos se reapresentam na próxima segunda-feira (2) no Ninho do Urubu, pois a seleção do Peru foi eliminada da Copa do Mundo ainda na fase de grupos da competição.

Porém, os dois jogadores demonstraram, recentemente, certa insatisfação com o Rubro-Negro. Publicamente, apenas Trauco afirmou que deseja sair do Mais Querido, porque está incomodado com o banco de reservas e acredita que, por ser jogador de seleção, poderia estar sendo mais utilizado, segundo informou o Uol Esporte.

Paolo Guerrero não se manifestou publicamente contra o Mengão, contudo, ao ser liberado pelo Tribunal Federal Suíço para poder disputar a Copa do Mundo da Rússia, sequer agradeceu ou citou o clube em suas manifestações de agradecimento. A partir daí, o clima, que já era estranho, ficou ainda pior.

As declarações de Miguel Trauco não pegaram bem entre os dirigentes e foi muito mal digerido nos bastidores. O lateral-esquerdo, de 25 anos e que tem contrato até dezembro de 2019, atuou apenas cinco vezes na atual temporada e fora preterido até mesmo do banco de reservas em várias ocasiões. A situação incomoda o camisa 13, mas a sua manifestação pública o colocou em rota de colisão junto a diretoria, de acordo com o Uol.

Embora o jogador queira sair do Mais Querido, o clube ainda não recebeu nenhuma proposta oficial por ele. No entanto, caso chegue alguma oferta, os dirigentes não devem criar obstáculos para que o mesmo seja negociado, mas aguarda sua chegada para que haja definição sobre o seu futuro. A tendência é que o lateral seja transferido para algum time da Europa.

A situação de Paolo Guerrero parece ser mais definida. O contrato do centroavante chega ao fim no dia 10 de agosto e ambas as partes não parecem desejar uma renovação. Mesmo que o discurso oficial seja diferente — o presidente Eduardo Bandeira de Mello falou recentemente que há o interesse em renovar com o peruano.

O atacante foi punido por 14 meses pela Corte Arbitral do Esporte (CAS) por causa do doping. Como o atleta já cumpriu seis, ficaram restando oito. Porém, o jogador conseguiu uma espécie de efeito suspensivo junto ao Tribunal Suíço e está livre para atuar, até que aconteça uma nova sessão sobre o caso.

Contudo, segundo o Uol Esporte, os dirigentes rubro-negros, apesar de não falarem abertamente, enxergam fragilidade jurídica na questão. Aliás, o CAS deve apresentar a fundamentação da pena em breve e os envolvidos acreditam que Paolo terá que cumprir os meses que estão pendentes.

Ainda de acordo com o Uol, a diretoria do Urubu acredita que não vai dar tempo do peruano entrar em campo com o Manto Sagrado, pois o recurso deve ser julgado antes disso. Todavia, caso haja demora em marcarem a data do julgamento, o camisa 9 terá apenas mais sete jogos para disputar pelo Flamengo.

Se Guerrero é celebrado e idolatrado por parte da torcida, Trauco nunca alcançou esse status, apesar de ter vivido bons momentos na equipe. Agora, os peruanos vivem uma situação delicada e tudo indica que é apenas questão de tempo para que encerrem as respectivas passagens pelo clube mais popular do Brasil.

3 Comentários
Carregando comentários...