Diego não foi? Azar da Seleção!

Quando Diego não foi convocado, deu uma declaração dizendo que a seleção perdia por não ter um jogador com a sua qualidade e experiência, declaração esta que gerou muita polêmica, e para alguns foi arrogante. A realidade é que Diego foi cirúrgico e lembrou de quem ele é para o Flamengo.

Sim, mais que para a seleção, Diego é essencial para o Flamengo. É um líder nato, um jogador diferenciado e que por muitas vezes pautou o seu jeito de jogar pela forma que Tite o queria. Agora mais leve, o Flamengo ganha o Diego, o craque que foi buscado no aeroporto nos braços da torcida e que aos poucos vai escrevendo sua história no Flamengo.

Diego consegue ser o meio termo entre a juventude e a vitalidade e a experiencia e a cadência. Consegue ser o ponto de equilíbrio de um time que começa a mostrar uma solidez defensiva e um ataque envolvente, agregando qualidade, experiência e liderança.

Não à toa fui um dos muitos a pedir a contratação do meia, e fiz até uma coluna dizendo que ele era o tão sonhado camisa 10 que precisávamos,(clique aqui) pois sempre acreditei em seu potencial e sua qualidade.

O Flamengo hoje é o líder do Campeonato, com 4 pontos de diferença para o segundo colocado, está classificado para as oitavas da Libertadores e para as quartas da Copa do Brasil. Não é um cenário de oba-oba como já vimos outrora, a seriedade e a tranquilidade parecem cercar esse momento do rubro-negro, e muito disso se dá justamente por momentos em que Diego soube suportar a pressão e responder a altura.

Seja no momento em que foi abordado no aeroporto e não reagiu à manifestação exacerbada do torcedor mostrando experiência e não inflamando ainda mais a ira do torcedor, seja no momento em que fez o gol contra o Ceará e correu o campo inteiro para se render à torcida e se jogar nos braços do povo.

Saber reagir e tomar a decisão correta em momentos de pressão é o que diferencia jogadores comuns de jogadores diferenciados. Diego é diferenciado e já mostrou isso ao longo de sua carreira vitoriosa.

Se não vai à copa, azar da Copa! Perde a oportunidade de ter um jogador do Flamengo e junto com ele a simpatia de mais de 40 milhões de torcedores. Zico é endeusado no mundo hoje pelo que fez pelo Flamengo, muito mais que pela seleção. Não ganhou a Copa, e sempre dizemos que isso é azar da Copa. Diego não é Zico, mas pode fazer história no Flamengo e quem sabe repetir algumas conquistas do maior camisa 10 de todos os tempos?

Então Diego Ribas, aproveite o momento, reúna as condições necessárias para escrever de vez seu nome na história rubro-negra! Seja o líder desse time rumo ao hepta do Brasileiro, o Bi da Libertadores e quem sabe o Bi do Mundial. O futuro vitorioso está nas mãos daqueles que se propõem a enfrentar as dificuldades, que não se escondem perante os obstáculos e que conseguem dar o algo à mais.

Levanta essas taças, capitão! E mostra ao mundo que realmente a seleção perdeu por não ter você. Mas mostra isso conquistando títulos, pois as suas palavras serão referendadas por suas conquistas!

Eu, assim como toda a Nação Rubro-negra estaremos aqui, torcendo por você!

SRN!

Jerônimo Simeão Júnior

Comente no Twitter usando a #ColunaDoJJConcorda ou Discorda? Comente, cornete e se gostar: Divulgue! Ah! e se quiser saber mais sobre o Mengão segue lá no Twitter @JeronimoSJunior! É Mengão 24 horas por dia!

33 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular