Coluna do Torcedor: “R$ 44 milhões de ‘bicho’ na Copa, mas e o VAR no Brasileirão?”

O sistema de vídeo-arbitragem é uma das principais “sensações” na Copa do Mundo deste ano. Este acontecimento, porém, deveria acontecer desde o último ano, no Brasileirão. A atitude da CBF, no entanto, foi covarde: a entidade pediu R$ 1 milhão de reais, por clube da Série A, para pagar o custo de R$ 20 milhões da novidade. Ao fim, nada aconteceu e os erros continuam tomando conta dos jogos de um dos torneios mais disputados do mundo.

Eis que nesta terça-feira (19), segundo o portal UOL, o “bicho” para o hexa foi decidido pela mesma entidade que cobrou caríssimo por clubes, mesmo tendo aqueles que não possuem todo esse montante para praticamente doar: R$ 43,1 milhões de reais + R$ 1,87 milhão para Tite, caso ele saia vitorioso numa eventual final de Copa, totalizando 44,97 milhões de reais.

Tá… Mas e o VAR no Brasileirão?

Pois é… Parece que a Confederação Brasileira de Futebol está preocupada em garantir dinheiro extra para jogadores que recebem milhões em seus clubes, e eu afirmo isso com toda a certeza do mundo, do que investir no seu campeonato que está cada vez mais precário. Uma escolha absurdamente contrária ao que o organizador da Série A Tim, na Itália, por exemplo, faria.

Acorda, CBF! Ainda dá tempo de corrigir todo a cagada que você tem feito por anos e anos! Tira o dinheiro do bolso! Se tem grana para pagar o bicho dos atletas e técnico, tem para investir onde precisa!

SRN!
Yuri Vinícius Sobral


Quer ver seu texto também publicado na Coluna do Torcedor? Envie para redacao@colunadoflamengo e aguarde nossa resposta!


A coluna acima é de responsabilidade de seu autor e não reflete necessariamente a mentalidade do Coluna do Flamengo.

2 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular