Rica Perrone: “Sem vexame”

Rubro-negro sofre com o fantasma do “vexame” na Libertadores. Primeira fase ou qualquer adversário que se considere “obrigação” faz do Flamengo uma vítima de si mesmo.

Assisti aos 5 jogos do Mengão na Libertadores. Esse foi o que mais me preocupou.

Porra, Rica! Mas jogamos partidas piores que essa!

Depende.

Eu entendo a ansiedade e o drama da “primeira fase”. Mas algumas coisas precisam ser colocadas antes que o oba-oba delicioso da torcida do Mengão encubra tudo.

  • Time com Everton, Diego, Vinicius e Paquetá TEM que ter no mínimo uma puta saída de bola. O Flamengo perdeu bola o jogo todo hoje na sua intermediária. Não conseguia sair jogando.
  • Dos 4 talentosos citados acima, só 1 jogou bem.
  • A maioria das chances de gol foram criadas por contra-ataques e/ou erros da defesa adversária e não articuladas pelo Flamengo.
  • O primeiro objetivo de um jogo de futebol é ter a bola. Sem ela você não joga, com ela o adversário não te ameaça. Todo time, em qualquer circunstancia do jogo, está buscando a bola. O Flamengo não conseguiu ficar com a bola.

Enfim. A vaga garantida, paz no Ninho e agora Copa, treino e só tem “fantasminha” em julho/agosto. Hora de curtir a vaga e o primeiro semestre que “deu certo” com o time bem no Brasileiro, classificado na Copa do Brasil e também na Libertadores.

Mas ou o Flamengo encontra um equilíbrio emocional e tático, ou… nada feito.

Houve show no Maracanã. Mas foi da torcida. Essa “engoliu o choro” e empurrou mesmo morrendo de medo do “vexame” aparecer ali de novo.

abs,
RicaPerrone

Reprodução: Blog do Rica Perrone

  • Antônio Alves da Costa

    Falou tudo, pés no chão

  • – Ryan –

    Como disse em outro post, Mata mata é outro campeonato, não importa passar em 1º ou 2º, importante é passar. Temos uma copa pela frente, espero que essa parada seja benéfica.

    • Vágner Rondon

      Algo que animou ontem foi que o Flamengo mostrou evolução, algo que não acontecia muito tempo. Quantas mini temporadas o time fazia e voltava pior?

      • – Ryan –

        Em 2014, não me lembro bem, mas acho q foram uns 7 jogos sem nenhuma vitória dps da copa com o professor Ney Franco.

  • Jader

    “O primeiro objetivo de um jogo de futebol é ter a bola. Sem ela você não joga, com ela o adversário não te ameaça”. Tem isso mesmo, mas nem sempre é assim. Tem times como o Corinthians. Eles dão a bola para o adversário, marcam muito bem e esperam ele errar. Adoram um time de posse de bola como o Flamengo.

  • Luiz Carlos

    Muita raça, pouco futebol, mas sem vexame!!!!!

  • Márcio Rodrigues

    Verdade isso que ele disse sobre a saida de bola, diversas vezes saimos no chutão. Achei o nossos jogadores muito nervosos, não conseguiam dominar a bola. O Emelec tava tranquilo, tocando a bola de pé em pé.

    Por outro lado, nosso time jogou com raça, muita vontade mesmo, e a torcida entendeu e apoiou o tempo todo. Desempenho precisa melhorar mas o resultado foi excelente!

    Espera Liverpool que a sua hora vai chegar!!!!

    SRN

  • Shaka de Viking

    Prefiro na raça. Com a “bola no pé” jogamos muito nos últimos anos e não ganhamos nada.

  • Kia

    Precisa dosar a vontade com lucidez , raça nao faltou resta apenas apenas controlar a afobação, mas gostei da disposição.

  • André N Lessa

    O Flamengo tem problemas na saída de bola sim por dois motivos básicos na minha opinião:

    a) Não existe movimentação de opção de passe quando o Diego Alves pega a bola. Os laterais não se apresentam rapidamente e ninguém no meio se desloca como opção.

    b) O Réver, pelo menos no Flamengo, não tem por costume ser um jogador de passagem de bola e sim de lançamentos invariavelmente forçados, até por não ser um fundamento de qualidade de sua parte, que acabam “tirando do jogo” o meio de campo do Flamengo.

    A questão dos 4 talentos eu vi da seguinte forma:
    Paquetá e VJr. foram regulares no sentido de na média. Para o VJr. ter mais destaque em uma partida é preciso que o passe seja feito no tempo certo. Se for na base da ligação direta a coisa complica muito mais.
    ER7 se movimentou muito, buscou jogo e jogou duro – ele tinha fama no Cruzeiro de se “apagar” em jogos mais ríspidos – e “bateu de frente” contra a “pegada sul americana”. Para coroar, ele está melhorando cada vez mais a pontaria e o gol de falta – importante lembrar que só bateu porque o Diego não estava em campo – foi uma pintura.
    Diego precisa repensar seu papel no elenco do Flamengo. Ele precisa entender que talvez seja melhor ele ser um coadjuvante de qualidade, no sentido de elevar o nível dos companheiros através do passe mais rápido e da generosidade em certos lances – como nas questões das faltas próximas a área – do que buscar o holofote a todo instante. Se bobear ele é o jogador que mais faltas sofre e que mais tempo fica com a bola nos pés na média da temporada.

    Quanto à questão levantada das chances do Flamengo, é importante lembrar que elas aconteceram por conta da forte e comprometida marcação que foi feita desde os atacantes até o “para-brisa” Cuellar.

    SRN

    • Bruno Taunay Gripp Mota

      MUito bom!

    • Junior Vinicius

      Análise excelente

    • Golbery

      Concordo. Diego não precisa ir pra o banco, mas não pode ser jogador intocável. Tem que ser substituído quando estiver mal, e talvez quem sabe inverter a função com o ER7, passando a marcar o lateral em certos momentos.

    • Valdir Frota

      as vzs nem leio a materia do jornalista, prefiro ler os comentarios, como este acima, que sao melhores

      • André N Lessa

        Valdir,

        Grato pelo elogio, mas as matérias de jornalistas são sempre bem vindas pois permitem o ponto de partida de reflexões de nossa parte.

        SRN

  • alfredo

    putz grilo!!!!!!!!!que jogo tenso velho!e o renê hein!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Kia

    Fico imaginando geuvanio jogando o que jogava no santos , marlos jogando o que jogava no atlético, o Rômulo jogando o que jogava no Vasco, Diego soltando mais a bola ,E.R jogando o que jogava no Cruzeiro , Arão voltando a jogar bem , nao é pedir demais ne , imagina o potencial que esse tem pra oferecer
    .

    • Filipe

      Com certeza. E esses caras não desaprenderam a jogar bola, só que o psicológico quando tá ruim bate forte. Veja só, o Rodinei disse em entrevista que a melhora dele se deve em grande parte ao fato dele ter largado as redes sociais, onde gastava muito tempo e absorvia críticas, o que maltratava seu psicológico. Outro fator importante é o técnico escalar o cara no lugar certo.

      • Kia

        Verdade, deve ser questao de confiança , Renato Gaúcho nessa hora ia cair como uma luva.

  • Bruno Taunay Gripp Mota

    Concordo. Continua sendo esse time que ganhou, mas poderia ter empatado, dado o que ocorreu em campo. Continua sendo o time que não tem sangue frio pra definir, perde muitas chances. E é nítido como alguns querem ser heróis em detrimento do coletivo, o caso do Paquetá é o mais triste, raçudo e ténico, mas mais vaidoso do que inteligente.

  • Clesilanny Santos

    o time tem melhorado em muito mas vamos começar a pegar times mais cascudo , as laterais melhorou em muito mas a zaga continua me preocupando devido as ausências constante do Ruan , alem de termos uma zaga lenta, jogadores como Geuvânio,Willian Arão, Romolo, Jonas, jaja poderia servir de moeda de troca

  • Junior Vinicius

    Coincidentemente fomos eliminado da libertadores nos dois anos em que fomos campeão do carioca. Esse campeonato atrapalha demais o Flamengo.
    Esse ano, já nos “livramos” de um vexame na libertadores e copa do Brasil, estamos bem no brasileirão e podemos sonhar com um título de expressão

  • – Ryan –

    Uma coisa boa, desde o inicio da libertadores pegamos times com certa expressão no campeonato, times mais cascudos, isso nos prepara melhor para as fases posteriores.

  • Paulo Han

    Diego está destoando nesse time, qd ele joga o rendimento de Paquetá cai, o time fica lento.

  • kingDavid

    Rica Perrone sendo ANTI de novo. Sarcastico profeta do apocalipse…

    Basta dizer que o time não foi bem, mas até de analista tático o cara quer se fundamentar? Se vai falar que o time quer a bola o tempo todo, então pelo menos cite qual a percentagem da posse de bola, seu preguiçoso!

    “A maioria das chances de gol foram criadas por contra-ataques e/ou erros da defesa adversária e não articuladas pelo Flamengo.”

    Deixa eu ver se entendi, quer dizer que pegar o adversário desarmado em erros ou contra-ataques é DEMÉRITO? Há sei, é sempre melhor dar aquela “encerada”, entrar naquele modo “arame liso”, para depois dizer que sabe “articular” jogadas…

    • Henrique

      Poço não concordar com tudo mas na conclusão ele foi certeiro ,sem equilíbrio emocional e tático o Flamengo não vai muito longe.

    • Davi Rodrigues

      Cara, você não é nem de longe analista tático e, pelo visto, não entende PORRA NENHUMA de futebol seu merda. Em primeiro lugar isso é uma REPRODUÇÃO do texto do Rica Perrone, ele provavelmemte não vai ler a sua resposta imbecil – bom pra ele. Segundo que ele tá corretíssimo, você que é uma anta e não enxerga que um time como o que o Flamengo tem do meio pra frente tem que dominar praticamente todos os jogos na América do Sul, que não pode ceder a posse tão facilmente quanto faz durante o jogo, inclusive com o Paquetá, que tá de estrelinha entregando contra-ataque a torto e a direito. Mas você deve ser daqueles que nem vêem isso porque pelo que entende de futebol, ou seja, nada… Pra finalizar, chamou o cara de preguiçoso por não ter mencionado a posse de bola. Pois a do Flamengo foi MENOR seu boçal! 48%! Antes de cagar pelos dedos pelo menos se informa seu idiota. Agora vai lá limpar as unhas cheias de merda e assistir o programa do Júnior pra ver se aprende um pouquinho e não ficar escrevendo merda na internet…

  • Valdir Frota

    Acho que o Barbiere está sendo o melhor tecnico dos ultimos anos. Colocou o fla nas oitava da liberta e no topo da tabela do brasileiro e, ainda, esta escalando bem, colocando VJ de titular, o rondinei (que é melhor que Para ), dando preferencia para o JEAN LUCAS. A escalacao esta sendo mais proxima da dos torcedores. Claro que nem tudo sao flores, e nunca sera, (so se for com o tite, guardiola…). Mas por enquanto estou gostando do Barbiere.

  • DefendaSeuDinheiro

    É tudo vdd