Gepe testa medida de segurança para Fla x Emelec

O Grupamento Especial de Policiamento dos Estádios, o GEPE, preparou uma operação especial de segurança diferenciada para Flamengo e Emelec. Foram 36 mil ingressos adquiridos antecipadamente, mas as  autoridades trabalharam com expectativa de esgotar os 50 mil postos à venda e para evitar as cenas lamentáveis de violência e invasão da final da Copa Sul-Americana, uma barreira será criada para “filtrar” os torcedores ao redor do estádio.

De acordo com Thayuan Leiras, jornalista do Esporte Interativo,  a barreira desta quarta será o primeiro teste e consistirá no fechamento de algumas das principais vias no entorno como a Avenida Maracanã e Rua Eurico Rabelo. A primeira polêmica desta iniciativa foi a obrigatoriedade do sócio-torcedor, que carrega seu ingresso no cartão, ter que trocar nos postos de venda por ingresso de papel. Mas, apesar do contratempo, para Silvio Luiz, tenente-coronel e comandante do GEPE, a medida é eficiente.

– Esse é um entendimento de todos os órgãos que trabalham na área externa. O modelo com as barreiras de verificação é o mais eficaz. É por conta do comportamento do torcedor. Tivemos três jogos do Flamengo com mais de 50 mil pessoas e nenhum grande incidente, porque só foi para o jogo quem possuía ingresso -, disse ao Esporte Interativo.

A medida será colocada à prova nesta quarta-feira (16),  quando Flamengo e Emelec se enfrentam em partida válida pela Copa Libertadores da América. A bola rola a partir de 21h45 (horário de Brasília), no Maracanã. O Mais Querido precisa de uma vitória simples para passar de fase na competição.

0 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular