EI: “Ingresso caro e burocracia fazem torcida do Fla não ‘comprar ideia’ de voltar à Libertadores”

O Flamengo entra em campo nesta quarta-feira (16), contra o Emelec, no Maracanã, às 21h45 (horário de Brasília). A partida válida pela quinta rodada da Libertadores é tratada como decisão e o jogo mais importante do time no semestre, já que, em caso de vitória, o Rubro-Negro se classifica às oitavas de final da competição, o que não aconteceu nas duas últimas participações do time na competição.

Além da importância do jogo, a partida marca o retorno da torcida do Flamengo à Libertadores. Contra River Plate e Santa Fe, por punição da Conmebol, os rubro-negros não puderam apoiar a equipe. Porém, até o momento, “apenas” 36 mil ingressos foram vendidos de forma antecipada, segundo a última parcial divulgada pela assessoria do clube.

Motivos?

O alto preço dos ingressos e a obrigatoriedade de retirar os bilhetes (para os sócios-torcedores do Flamengo) são duas justificativas plausíveis para explicar a baixa procura para o jogo que é tratado como decisivo para o time na temporada.

Ciente do “problema”, Juan fez coro e pediu apoio da torcida do Flamengo no Maracanã.

“O que aconteceu na Sul-Americana ficou comprovado que foi uma coisa atípica. Não é histórico da torcida do Flamengo e foi punido. Geralmente, a torcida do Flamengo dá um grande espetáculo, comparece em massa e se comporta bem. Tem que ser como foi nesses últimos jogos de Maracanã cheio, transmitindo essa energia. Dentro de campo, vamos fazer a nossa parte”.

O Flamengo fez campanha nas redes sociais para estimular o torcedor a comparecer ao jogo. A ação envolveu alguns jogadores do elenco. No exemplo abaixo, o camisa 7 Everton Ribeiro apareceu na imagem.

Cenário diferente:

Nos três últimos jogos do Flamengo no Maracanã, contra América-MG, Internacional e Ponte Preta, respectivamente, com preços mais acessíveis e a não necessidade de o sócio-torcedor realizar a troca do ingresso, o Rubro-Negro totalizou mais de 150 mil pessoas pagantes (somando as três partidas) no estádio.

Dinheiro em caixa?

Por outro lado, a renda não foi como o Flamengo esperava: ​a receita superou a casa dos R$ 4 milhões, mas o clube ficou “só” com R$ 692.320,81, por conta dos custos do Maracanã. Diante do Emelec, a tendência é que o lucro seja mais vantajoso.

Reprodução: Venê Casagrande | Esporte Interativo

Créditos da Foto: Gilvan de Souza | Flamengo

2 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular