Que time você quer para o Flamengo?

Fala companheiros (as) de Coluna. Tudo bão? Pois é, iniciamos uma semana que promete ser de grandes emoções, principalmente pelo anúncio de quem comandará o Mais Querido nos próximos jogos. Como não tenho técnico favorito (por não ver pessoas qualificadas para o desafio que vai ser comandar o Flamengo), resolvi apontar que time acho ideal. Talvez, a partir daí, possamos chegar a um treinador. Até porque, é preciso pensar nas características do elenco na hora da contratação do novo comandante.

Acredito que Carpegiani deixou uma base de como deve ser o time do Flamengo: com toques rápidos, curtos e muita movimentação. Qualquer um que chegar precisa ter a humildade de olhar para esse ponto e daí desenvolver um modelo de jogo. No entanto, faria algumas modificações no 4-1-4-1 de Carpa.

O primeiro ponto, sem sombra de dúvidas, é o posicionamento de Diego. Desde a época de Zé Ricardo, o camisa 10 tem tido dificuldades de ser o nosso armador. Mas, por quê? Se observarmos a movimentação do meia, vemos que há um problema (como visto no mapa de calor abaixo): ele volta demais para pegar a bola. E, não tem jeito. Isso se dá pela falta de um segundo volante de qualidade (não vou entrar na questão de usar o Ronaldo, porque NENHUM treinador colocou o garoto para jogar, então não dá pra saber como ele poderia vir a render). Ao introduzir um meio com quatro jogadores, Carpegiani tentou modificar esse problema. Já que os jogadores teriam trocas constantes de movimentação, qualquer um (Paquetá, Éverton Ribeiro, Diego ou Éverton Cardoso) teria condições de chegar ao ataque com qualidade.

Mapa de calor de Diego contra o Emelec, na vitória de 2 a 1 pela Libertadores. Observe que ele ficou a maior parte do tempo no círculo central, às vezes, até mesmo no campo de defesa. (Reprodução: Footstats)

Mas, a estratégia não deu certo. O time engessou (como ocorrido com Zé Ricardo e Rueda) e não conseguiu ter um ataque efetivo. Prova disso foi que no último jogo à frente do Mengão, o ex-treinador modificou o esquema tático e deu no que deu.

Quais as minhas considerações? Manteria o esquema. Mas… deixaria Diego mais fixo para fazer a saída de bola e ver o jogo de frente. Há tempos a mídia especializada fala que o camisa 10 tem dificuldade no toque rápido, gira demais, perde tempo, etc. De fato é algo que acontece. Contudo, vejo que essa situação se torna rotineira por ele não ter com quem tabelar. O fato é que desde o ano passado o time é espaçado.

Acredito que Diego deveria jogar na função que Tite pensa nele para a Seleção: um ritmista, que vem de trás, observando o jogo todo, sabendo a hora de acelerar e cadenciar a partida. Então, deixaria Cuéllar como único volante, Diego, ER7, Paquetá e E22 na linha de quatro. Infelizmente, não há hoje no elenco alguém que possa bancar o “Motorzinho”. Vinícius Júnior não aguenta o jogo todo, Geuvânio ficou na China e Marlos ainda não mostrou ao que veio.

Feitas essas colocações, dá pra perceber que o esquema iria variar de um 4-1-4-1 com um 4-2-3-1. Diego seria o responsável pela transição defesa-ataque. Com ela feita, iria para frente para tabelar com os outros meias, chegando ao ataque, já que tem um bom chute de meia-distância. Na hora de cadenciar o jogo, ou enfrentar uma equipe mais fechada, ficaria atrás, observando a movimentação dos três meias e centroavante para poder iniciar o ataque. Assim, o papel de ficar mais próximo ao centroavante caberia, principalmente, a Paqueta e ER7. O primeiro tem o drible e o passe curto como boas qualidades. O segundo tem a finalização de média distância e o drible como boas características. Isso ajudaria na hora de deixar o centroavante em posição de finalização.

Para mim, acertar o posicionamento do Diego é a chave para fazer o time funcionar. Tecnicamente é o nosso principal jogador. E, qualquer um que queira tirar ele do time está ficando maluco, com todo o respeito. O melhor momento dele com o Manto foi quando o Zé Ricardo achou o posicionamento dele: perto do gol, jogando próximo ao Guerrero. Mas, por não ter um jogador que faça bem essa ligação, creio que o camisa 10 tenha as características necessárias para poder recuar e ser o nosso ritmista (palavra da moda, no Titês).

E na recomposição? Bom, Diego tem um bom preparo físico para poder retornar e fechar a marcação. Uma das grandes falhas de Carpegiani foi não conseguir montar um bom sistema defensivo. E isso não tem só a ver com o posicionamento dos defensores e sim com o meio-campo. Jonas ou Cuéllar ficavam sozinhos para marcar os meias adversários, enquanto os nossos meio-campistas não ofereciam resistência. Para que o 4-1-4-1 dê certo, as linhas precisam estar compactas e os meias ajudarem na marcação.

Paquetá também tem bom preparo físico para fazer o combate. Os Évertons fecham os flancos, ajudando nossos fracos laterais. Na hora do contra-ataque, eles precisam dar opções de velocidade (principalmente o camisa 22).

Óbvio que tudo no campo teórico é fácil, mas é preciso de treino, muito treino para que um modelo de jogo dê certo. Por isso, precisamos de alguém que estude e consiga colocar as ideias em práticas. Carpegiani nos deixou o caminho, precisa de alguém para evoluir.

Em relação à defesa….. ah, isso aí não tem jeito. Vamos sofrer! E não adianta falar de contratação, porque não temos laterais bons no mercado e nem zagueiros de velocidade. Por isso, acertar o sistema defensivo desde o posicionamento do centroavante é essencial. Todo grande time da história tinha um ponto fraco, ou um jogador menos confiável, não é no Flamengo que isso vai ser diferente.

Por isso, meu time ideal é: Diego Alves; Rodinei, Juan, Réver e Renê; Cuéllar, Diego, Paquetá, Éverton Ribeiro e Éverton; Dourado (depois Guerrero). E o seu? Vamos usar este espaço democrático para discutir: que time você quer para o Flamengo?

Matheus Brum
Jornalista
Twitter: @MatheusTBrum

Gostou? Comente! Não gostou? Comente mais ainda! Mas, por favor, vamos manter o diálogo sem xingamentos ou palavras de baixo calão. O bom diálogo engrandece o homem e nos faz aprender, diariamente!

  • Marcio Makaay

    Quero um time que jogue com raça, coloque o salário gordo e em dia que o meu time paga na ponta da chuteira

  • Nedson Hiller

    Quero outro camisa 10

  • Roy Parker

    Diego tem feito essa saída de bola, mas ai não adianta nada, zero compactação e movimentação por parte dos meias ofensivos.

    • Marcos Borges

      O pior é que ele dá de 3 a 4 toques na bola antes de fazer o passe.

      • Roy Parker

        Faltando 20 minutos antes de acabar a semi contra o Foguinho ele ate se esforço, mas ai…já era tarde…Diego na verdade esta sendo Diego…só vi ele explodir em dois clubes: Santos e Werder Bremen, o resto sempre foi assim mega oscilante

  • Gerson Francisco de Azevedo ne

    Problema é raça, não se conformar com derrotas! !! O dia q isso ocorrer pode botar qualquer esquema q dará certo! Tecnicamente só os laterais arao e a zaga lenta msm ! Mas a maioria dos clubes tem alguma deficiência !! Todos times são mais limitados q o flamengo e se superam na raça como o botafogo fluminense Vasco , o corintians sem um 9, o grêmio com cortês , etc!!!!! Portanto o dia q a raça superar as deficiências a mesma será menos percebida !!! E pra ser sincero só acredito a partir de 2019 com um novo departamento de futebol sem um presidente q não entende nada de futebol se metendo achando q tem a mesma competência q tem pra fazer contas!! Eu se fosse o lomba já tinha vazado !! Esculacho ficar defendendo quem não se doa fazendo jus ao q ganha em dia trabalhando com toda estrutura e sem honrar a camisa mais importante é mística do futebol mundial

  • Vamos Flamengooooo em 2018

    Em relação aos laterais as peppas contrataram os melhores para suprir as deficiências do ano passado. No Mercado Sulamericano tem vários laterais que ja foram analisados pelo Mauro César. Quanto ao Diego, basta jogar o que realmente sabe que fará a diferença. O problema está do goleiro ao atacante.

  • alessandro j nascimento

    primeiro o 4-1-4-1 não se monta assim, e isso e problema do técnico, diego e ribeiro pelo meio e brincadeira, não tem que inventar e so seguir uma logica fase/função/desempenho, no caso do diego veja analise; fase defensiva ou 4-4-1-1, quem volta pelo meio pra se juntar a cuellar tem como função a marcação e roubada de bola como se fossem volante, desempenho pessimo pois não tem essa capacidade.
    fase transitiva ou 4-1-4-1, ai vem o papel de ritimista a função e de distribuir o jogo, mais denovo diego e lento desacelera o jogo e trava a equipe bem na hora que a equipe precisa do passe vertical em velocidade, desempenho péssimo.
    fase ofensiva ou 3-5-2; a função e simples para um cara que veio para ficar com a 10 na camisa, colocar o companheiro na cara do gol, chutar de fora da área e manter a bola no ataque mas com o time adversário plantado na área o desempenho de novo e muito ruim pois não chuta não solta e não infiltra, mas olhe que a critica não e ao diego e sim a forma errônea que treinadores veem o sistema tático da moda, eu manteria o esquema, mudarias as pecas e movimentações assim;
    cuellar de volante, na linha de quatro ribeiro, arao, diego e paqueta, e um atacante, com diego perto do gol não voltando na marcação, e não voltando pra tumultuar o meio campo e sim pisando na área. agora 4-2-3-1 com diego como volante nem vou comentar ne.

    • Matheus Brum

      Por que Diego não pode jogar recuado? É um caminho natural para vários meio-campistas que não conseguem render quando jogam na faixa ofensiva.

      Basta treinamento. Deixar Diego perto da área não adianta. Ele não fica lá. Volta pra fazer a organização ofensiva e deixa um buraco atrás do centroavante.

      • alessandro j nascimento

        NAO VOU CONTESTAR TITE, MESMO SABENDO QUE TEM DOIS FATORES PARA ELE PENSAR ASSIM; PRIMEIRO E QUE NA SELECAO TEMOS JOGADORES DE MAIOR CAPACIDADE PARA DAR SUPORTE COISA QUE NO MENGAO NAO TEMOS, E DEPOIS ELE PENSA O BRASIL NUM POSSIVEL FORMACAO OFENSIVA EM QUE O ADVERSARIO FIQUE RECUADO O TEMPO TODO COM DIEGO LIVRE ATRAS PRA SEGURAR E GIRAR A BOLA, COISA QUE ELE JA VIU QUE NAO VAI ENCONTRA POIS NINGUEM VIVE SO DE RETRANCA, AGORA SE ELA VAI PARA COPA NAO SEI, VAMOS ESPERAR.

  • Silvio Marcelo

    Eu já jogaria no 4231… Jonas e cuellar… Diego.. Vinícius…h

  • Diogo Mattos

    Maior problema é a movimentação sem a bola. Ninguém se apresenta, ninguém faz uma tabela. Todos passam a bola e param, todos esperam um passe parados. Eu faria um esquema sem laterais, não dá. Coloca 2 volantes cobrindo as laterais e os pontas fazenão apoio lateral.

    • Matheus Brum

      Com essa sua “solução”, o problema não seria resolvido. Se os pontas precisarem de fazer apoio lateral, aí que não vão conseguir espaços para atacat

    • Johny_Fla

      Concordo até a parte de que ninguém se apresenta, não há aproximação pra dar opção de passe. Aliás, esse é um problema antigo.

  • Fernando Menezes

    Na defesa tiraria o Rever e colocaria o Rhodolfo, o primeiro tem bom jogo ofensivo, mas atrás a idade está pesando mais para ele. Juan é extra classe, joga até os 50 nesse futebol brasileiro se quiser.
    Ofensivamente vejo o time sem variação de jogadas.

    • Matheus Brum

      Dá pra jogar no 4-4-2, até porque há dezenas de variações e formas de jogar neste desenho. No entanto, não adianta insistir no VJR pro jogo todo. Ele ainda não consegue ser um diferencial. Melhor deixar pro segundo tempo, que é quando ele consegue render melhor.

      • Fernando Menezes

        Bota ele no primeiro tempo e faz os come e dorme correrem como tem que ser! Se ele cansar bota outro no 2o tempo. Marloa Moreno já mostrou q tem velocidade e drible tb.

  • Ruy

    Mas é o que falo à tempo, o DR seria o nosso Pirlo, mas o “problema” é que ele quer fazer gols.

    • Fernando Menezes

      Ele vai fazer MELHOR ( nunca direi igual!) do que o Arão que de vez enquando sobe de surpresa.
      Diego está começando a sentir o peso da idade, no mano a mano ele já não consegue mais levar o marcador, de costas protege bem, mas não consegue se livrar. É melhor pra ele jogar atrás mesmo.

    • Paulo Eduardo Garcia

      Boa comparação. Faz sentido.

  • Antônio Alves da Costa

    Vamos ter um time forte na copa São Paulo em 2019.

  • alessandro j nascimento

    PIRLO????maestria em chutes de media e longa distacia um dos melhores passadores da historia e mestre em assistência além dos passes longos e visão de jogo comparado com diego?

    • Paulo Eduardo Garcia

      Não se está comparando a qualidade do jogador e sim o estilo de jogo, a forma como o time deve ser armado. Nesse aspecto, a comparação com Pirlo é válida sim.

      • alessandro j nascimento

        então diga oque que o PIRLO faz que o DIEGO também faz???? NAO E QUALIDADE QUE SE ANALISA E SIM CAPACIDADE PARA DESEMPENHAR A FUNCAO.

  • nilo olmedo

    Penso que deverá ocorrer uma forte reformulação no elenco, jogadores como Para, Rever, Rene, Romulo,Arão, Everton Ribeiro, Geuvanio, Marlos Moreno não deverão permanecer

  • nilo olmedo

    um maior aproveitamento dos meninos da base, sem duvida

  • Lopes

    Meu time ideal,
    D. Alves
    Não tem
    Rodolfo
    Juan
    Não tem
    Cuellar
    Ronaldo
    Paquetá
    Everton
    Vinícius Jr.
    Dourado
    Se o guerreiro voltar entraria no lugar do Dourado, discordo da análise que o Diego não está rendendo por está em posição errada, não rende oq é pipoqueiro, e se olhar o histórico dele em todos os clubes que jogou foi assim fez uma primeira temporada boa depois sumiu, se acomodou e se escondeu, laterais o Flamengo não tem, hoje daria oportunidade ao Klebinho e ao outro da base ou até mesmo procuraria o santos e tentaria uma troca entre Diego e Zeca, viniViní Jr. Como titular, para ter uma sequência, Dourado sabe fazer gols não está bem mas ainda screacre nele, Guerreiro não sabemos se irá voltar, lembrando que foi pedido o aumento da pena para dois anos.

    • Matheus Brum

      Não concordo com a expressão “pipoqueiro” . Diego é um dos jogadores do time que mais corre e está sempre participando do jogo.

      Falta encontrar um posicionamento ideal pra que ele possa render. Precisamos extrair o melhor de cada jogador. No caso dele, não é diferente.

      E, repito, se o Tite, treinador da Seleção vou no Diego um espaço no time, alguma coisa de bom ele deve ter, Não?

      • Lopes

        O fato do Tite ter o chamado algumas vezes não quer dizer que o Tite está certo, acho sim o Diego pipoqueiro, conformado não aguento mas o Flamengo ser eliminado ou perder uma final e o senhor Diego vir e falar que jogamos bem estamos satisfeito, não é o que nós queríamos mas o trabalho está sendo bem feito,

  • Matheus Andrade

    Gosto desse estilo proposto, mas existem falhas, o everton22 nao joga bem na direita e é o setor onde seria mais necessaria a presença de um homem de recomposição, devido as subidas do rodinei, que geralmente nao resultam em gol e sim em sufuco para defesa. Mas o que mais falta sao as jogadas de infiltrações dos meias, dificilmente uma jogada termina em uma bola enfiada para alguns dos meias, deixam apenas o dourado dentro da area. Tendo em vista essa dificuldade de marcação pelo lado direito e a pouca efetividade dos meias ao entrar na area meu time seria:
    Diego alves
    Dantas
    Rever
    Juan
    Renê
    Cuellar
    Diego
    Paquetá
    Everton ribeiro
    Everton22
    Dourado(guerrero)
    O dantas fez uma boa copinha e mostrou que pode ser util na lateral, por ser um zagueiro diminuiria a obrigaçao do everton ribeiro com a marcaçao

    • Matheus Brum

      Não haverá espaço para garotos da base no time. É demagogia pensar que será diferente disso. Por isso, precisamos analisar com o que temos nas mãos.

      E22 precisa jogar na esquerda. A direita é do Ribeiro

      • Matheus Andrade

        sim exatamente, acho muito complicado que usem o garoto, apenas falei por achar que é o cara perfeito para posiçao, precisamos de um lateral direito

  • Paulo Eduardo Garcia

    Perfeito seu comentário. Venho falando a mesma coisa que vc há muito tempo. Tite que é um excelente técnico já viu isso também. Muito antes desses comentaristas das emissoras de tv que ficam falando besteiras do tipo “Diego tem que sair do time”, “ele é lento”, etc. Na verdade ele é o homem de transição da defesa para o campo de ataque e não o “antigo 10” como um Zico ou Pet. Falta um técnico de visão como Tite ou alguém que pense como nós. Parabéns pela análise. Abraços.

    • Marcos Borges

      Só não dá para aceitar é ficar achando que o ZR é o novo Tite, talvez daqui a alguns anos de estrada.

  • Johny_Fla

    Ótima análise! O Carpegianni começou implementando mudanças interessantes no time, mas não soube sustentar. As mexidas constantes fizeram o time perder compactação e voltar a recorrer à bola longa e chuveirinho. Um dos motivos pelo qual era a favor do retorno do Cuellar aos titulares era qualificar a saída de bola e liberar mais os meias. Com o Jonas, apesar de ter ido bem, o quarteto da frente precisava retornar mais para iniciar as jogadas, principalmente o Diego, aumentando o desgaste ao longo do jogo e fazendo com que o time perdesse aquela movimentação das primeiras partidas.

  • kingDavid

    As vezes Diego parece jogar em camera lenta. Voce vê os outros correndo, e ele com dificuldades de dar 5 passadas rápidas. O problema de Diego é físico, desde a contusão ano passado. É um dos melhores do elenco tecnicamente, mas faltam pernas. Ele me lembra Lothar Mattheus, o lider da Alemanha campeã em 90. Era um 10 clássico, que nessa Copa foi recuado quase como um volante, porque a idade já não permitia correr tanto. Por isso o mapa de calor de Diego não tem nada errado. Ele precisa marcar também, senão sobrecarrega a defesa.

    O Flamengo que queria ver teria mais jogadores jovens, e não medalhão. Vejam o Grêmio, cheio de jovens ainda no auge físico, e mais importante, com fome de vitórias e ambições de progredir na carreira e ter uma boa venda. Esse tipo de jogador vai se esforçar ao máximo, vai correr como louco, e vai ter alegria em jogar. Os medalhões ja em decadência só querem dinheiro, paz e agua fresca.

  • Henryk Holmes

    Cuellar e Trauco de volantes, o Trauco pode vir a ser esse segundo volante de qualidade que tanto precisamos. Continuando com Éverton na lateral esquerda.
    No meio ER7, Diego e Paquetá. Vini Jr pro segundo tempo no lugar de quem estiver mais cansando.

  • Taciano Vogado

    Boa analise, mas somente tem um porem que é o fato de o time do Carpegianni ser esse que colocou ai, e que quase todos os comentário citam, onde se tem os 4 meais e somente um volante. Ocorre que ou o sistema não funciona ou os nossos jogadores não se prestam a executá-lo. E faço parte daqueles que exergam o Diego retendo demais a bola, sendo ele um jogador lento, e não dando um único passe/assistência durante uma partida toda. Sinceramente, não sei o que esperar para o restante do ano, mas talvez seja o nada dos últimos 5 anos, mas a esperança é a última que morre. SRN.

  • Flávio Dantonio

    Mais do mesmo, com esse time aí vai ficar a mesma merda.O time do Zé era o q jogava mais bonito mas faltava o goleador, goleiro e Zaga veloz para não tomar gol de contra ataque, o Rueda concertou a defesa segurando os laterais mas o time parou de criar, e os problemas no gol e falta de goleador continuou.Com Carpegiane o time parecia q ia engrenar mas os laterais não apoiavam e os meias lentos criaram muito pouco.Temos q jogar com pontas velozes para nossos meias criarem, time tem q ter movimentação e o treinador deve implantar meritrocacia, tem muitos jogando com o nome.Cesar, Rodnei, Rever, Juan, Eventon, Jonas .Geuvanio, E Ribeiro, Paqueta e Vinicius Jr, Dourado/Guerrero. 4-1-4-1 banco vai fazer bem para Diego, Geuvanio e Vinicius só precisan de ritmo e são os melhores pontas no 1contra 1.

  • Helio Silva

    Olá amantes do clube de regatas do Flamengo , esta pergunta
    sintetiza tudo o que se passou ,depois da medida que culminou com
    a redenção da recuperação fiscal , iludindo a tantos quantos vieram juntar forças à chapa Azul , vencedora , na reeleição do Bandeira de Mello , inclusive eu . Jamais havia visto , um candidato do porte
    decisivo na solução de um problema que se arrastava havia anos
    de corrupção na Gávea , e a recuperação fiscal , executada pelo snr
    Bandeira de Mello, abrindo esperanças em todos que amam o clube
    de Regatas Flamengo ,achando que o sucesso estaria diante de um
    pulo rápido , colocando-nos no topo do progresso à muito desejado.
    por todos os rubro negros . Mas quando o snr Bandeira de Mello
    ao assumir o primeiro mandato ,deixou de enquadrar a snra Patrícia
    auditorando seu mandato ,deu um perdão ,assumindo e assimilando
    aos erros do passado ,tornando-se conivente com o passado infame
    e consequentemente um fiel cumpridor da carga corrupta que pode
    dela se valer , deixando de cumprir suas obrigações com o futebol .
    Até chegarmos aos dias de hoje , podemos fazer as leituras nas
    propostas para levar o Flamengo ao pódio negativo por faltar um
    apoio mais
    efetivo para levar-nos aos posições mais nobres para o maior e
    melhor clube
    do Brasil , quiçá do MUNDO .

    Flamengo até morrer , eu sou

  • Ubirahy

    É óbvio que queremos o time do Mengão com Éverton Ribeiro jogando o que jogou no Cruzeiro, o Diego jogando o que jogou no Brasileiro de 2016, o Dourado no que jogou em 2017, o Rodinei que jogou antes no último Paulista que disputou, o Paquetá jogando o que sabe, mas sendo mais objetivo, não prendendo a bola, o Renê jogando o que jogou em seu último ano pelo Sport, o Trauco jogando o que jogou no início do ano passado, o Diego Alves agarrando o que agarrou na Espanha, o Berrío jogando como no seu melhor ano de Atlético Nacional, Arão jogando como em seu primeiro ano de Mengão, assim como Jonas e Cuéllar jogando em seu melhor e o Vinícius Jr contra o Emelec e da vitória sobre o Botafogo. Tudo isso, somado à garra mostrada na vitória conquistada no Equador. Diria ainda que Éverton e Juan, mantendo a regularidade de suas boas atuações, fecharia uma excelente equipe para o resto de 2018. Poderíamos incluir mais um zagueiro e o meu preferido seria o melhor de Matheus Thuler, que é lembrado sempre na seleção sub-20, por suas boas performances.
    Geuvânio, Pará e Rômulo também já tiveram seus dias de glória, mas parecem que isso dificilmente acontecerá de novo.
    Então, temos ou não temos um grupo com grande potencial? Como extrair o melhor dese jogadores?
    Acho que o injustiçado Zé Ricardo, se não tivesse sido tão pressionado, chegaria lá.
    SRN!

  • Thiago pereira dos santos

    Quero um time que jogue com raça e amor a camisa,e nao um bando de jogadores que so vem sugar o dinheiro do clube e mais nada.Quero um presidente que entenda tanto de futebol como de finanças,que nao passe a mao na cabeça dos jogadores e nem tenham conformismo com as derrotas,e que tambem pare de proteger certos jogadores dentro do clube,que nao é o caso do Banana de melo. É isso tudo que eu quero,mas isso infelizmente so vai ficar pra 2019,pois com o Banana de melo nao vai rolar.