Projeto, Castlevania, Flamengo. É possível achar algo que os conecte?

Que a diretoria não tem um planejamento está claro. Esse hiato entre Carpegiani e outro treinador prova isso. Claro, temos que fazer uma distinção dos tipos de planejamento, mas fica mais fácil destacar que o planejamento financeiro, de esportes amadores e do futebol de base são sucesso e todo o resto é uma lástima.

Olá coleguinhas de coluna do Flamengo. Hoje gostaria de fazer uma digressão sobre projeto. Atenção: não é sobre o planejamento em si, mas sobre aquilo que o antecede e as estratégias para chegar nessa meta, o que dialoga diretamente com o planejamento.

Em primeiro lugar devemos definir cada coisa. Projeto é uma meta. Onde se quer chegar. Planejamento é uma forma. Como se vai chegar. Neste sentido nos parece que o clube tem um projeto, ainda que precário, mas ou esse projeto é conservador demais, causando os episódios recentes, ou é distante demais, provocando uma distorção.

Vamos partir para um exemplo mais paupável, se assim o podemos dizer. Num jogo de videogame, o seu projeto é chegar ao final e o superar. Problema? Muitas vezes esse final do jogo fica tão distante que simplesmente não é possível enxergá-lo. Em Castlevania, por exemplo, esse final pode demorar 24 horas. Alguém consegue ficar na frente do videogame esse tempo todo? Não. Qual a solução? O próprio jogo oferece mini objetivos mais curtos. São os chamados save points. Uma vez chegado o primeiro save point, o próximo objetivo é chegar ao posterior e assim por diante até chegar ao final do jogo, enfrentar o Drácula e concluir o jogo.

“Viajou, hein Anderson”. Nem tanto, coleguinha. Vamos ver? O Flamengo já deixou vazar sua meta, inclusive como deve ser. Anualmente ou em biênios. Interessante. Em seu site oficial, o clube teria projetado sucesso de 50% do brasileiro até 2021 e 20% sulamericano. E enquanto isso? A hegemonia deve ser o objetivo final do jogo de videogame do Flamengo, mas qual é o nosso Save Point? Mais ainda! O Alucard troca equipamentos conforme vai chegando ao objetivo. Que equipamentos o Flamengo vai mudar? Para quais?

Então, como se passassemos para o próximo passo dessa conversa essa coluna cresceria de forma gigantesca, vamos parar por aqui. Mas ainda vamos sugerir equipamentos, Save Points e talvez até uma mudança no objetivo final. Vem com a gente. Diz aí o que você acha do projeto do Flamengo.

Anderson Alves, O otimista.

  • Luiz Gabriel

    Falta do que escrever hein…

    • Anderson

      Não falta o que escrever, Luiz. Só não quis cansar com uma coluna de cinco páginas. Continua. Fica tranquilo

  • Anderson Alves, O otimista.

    Faltou dizer que é um descendente da familia Belmont

  • Tony Santos

    Como agradar todo mundo? Futebol é assim mesmo cara as vezes as decisões dão certas outras erradas, se estivessemos ganhando tudo seria a melhor diretoria da história de todos os clubes. Só não podemos esquecer que antes deles jogadores falavam que o Flamengo fingia que pagava e eles fingiam que jogava, vivia beirando a zona de rebaixamento, hoje podemos não estar ganhando tudo mas o Fla já está nas cabeças brigando por todos os titulos, devemos mais respeito as pessoa que fizeram do nosso time grande novamente.

  • Damon

    A falta de assunto faz esse povo escrever cada besteira.

  • A solução do Flamengo esta em Castlevania! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Pode fazer sentido…. No time o que nao falta é sanguessuga e morcego

    • Luiz Carlos Conte

      MITOU !!!

  • Gardner

    Fraco o texto.
    Aceita sugestão ?
    Esquema tático que funcione pra esse estilo de elenco que temos.
    Eu nao tiro da minha cabeça que esse time na mão do abel seria campeão de muita coisa.

  • Gleu Costa

    Meu deus nunca li tanta besteira. o coluna precisa escolher melhor seus colunistas ou ao menos revisar suas colunas antes de postar.