Flamengo sai na frente, mas arbitragem comete erros grotescos e partida termina em empate

Na estreia do Brasileirão, o Flamengo foi a Salvador para encarar o Vitória, no Barradão. O duelo iniciou quente e contou com erros de arbitragem que fizeram total diferença no placar, que terminou empatado em 2 a 2.

Já sem Everton, o Mengão foi a campo sem alterações na formação, contando apenas com a entrada de Vinicius Júnior. Logo no primeiro lance, o Garoto do Ninho mostrou deu seu cartão de visita. O camisa 20 arrancou pela ponta esquerda avançando na diagonal. Vinicius acionou Lucas Paquetá que, logo no primeiro toque na bola, mandou colocado, abrindo o placar aos 16 segundos de jogo.

A partida saiu quente, com o Mais Querido tentando se manter no ataque o Vitória correndo atrás do prejuízo. Aos dez minutos, a equipe da casa chegou com pressão e Denilson finalizou na direção do gol. Em cima da linha, Everton Ribeiro salvou. Porém, em erro grotesco da arbitragem, foi assinalado pênalti e o atleta do Fla acabou expulso. A arbitragem alegou que Everton tirou com a mão. Enquanto, na realidade, a bola explodiu em seu rosto. Na cobrança, Diego Alves até foi bem, mas acabou superado por Yago, que igualou o marcador.

Após a expulsão equivocada, o Vitória assumiu as rédeas do jogo, com o Fla encontrando bastante dificuldade para chegar ao campo ofensivo. Com a intenção de equilibrar o meio campo, Mauricio Barbieri decidiu sacar Henrique Dourado para colocar William Arão.

O Flamengo conseguiu equilibrar a partida, com Lucas Paquetá se destacando nas jogadas individuais. Contudo, o camisa 11 se viu isolado na maioria das oportunidades e não conseguiu fazer o Mengão chegar ao segundo gol. O placar seguiu igualado ao fim do primeiro tempo, que acabou ficando marcado pelo erro grotesco da arbitragem.

Na etapa complementar, a cara do jogo continuou a mesma. Com mais jogadores em campo, o Rubro-Negro baiano com a posse de bola no campo de ataque, enquanto o Flamengo tentava contra-ataques contando com as arrancadas de Paquetá e Vinicius Júnior.

O camisa 11 passou a dar sinais de cansaço, e Barbieri decidiu sacá-lo de campo, colocando Geuvânio na partida. Com isso, Vinicius Jr passou a jogar mais centralizado e o camisa 23 entrou pela ponta direita.

Na base da raça, o Flamengo tentava atacar o Vitória na base das jogadas individuais, e o time da casa parava a maioria dos lances com faltas. Aos 27 minutos, o clube baiano cometeu mais uma infração na entrada da área. Desta vez, o Mengão não perdoou: Diego levantou na área e Arão desviou. Na sobra, Geuvânio mandou para a pequena área e Réver apareceu para empurrar pro fundo das redes.

Contudo, a vantagem do Fla pouco durou. Aos 30 minutos o Vitória avançou pela lateral direita e investiu na bola aérea. Juan não subiu com o atacante Denilson, que teve liberdade para subir e mandar no contrapé de Diego Alves, sem dar chances ao goleiro.

Por fim, Barbieri sacou Vinicius Júnior para colocar Pará em campo, passando Rodinei para uma linha de campo mais avançada e lançando Geuvânio, que pouco participava do jogo, para a posição mais centralizada.

Com duelo marcado pelos erros de arbitragem, o Flamengo saiu apenas no empate de 2 a 2 com o Vitória, tendo ainda a baixa de Everton Ribeiro para a próxima partida do Brasileirão, que será contra o América-MG, no dia 21 de abril.

 

238 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular