Estreia do Fla no Brasileirão é marcada por erros graves da arbitragem

O Brasileirão começou com o mesmo nível absurdo de erros de arbitragem que ocorreram na última temporada. O Flamengo sofreu no último sábado (14), quando enfrentou o Vitória no Barradão em Salvador, as consequências dos erros absurdos de Wagner Reway. O juiz protagonizou a expulsão de Éverton Ribeiro, com direito a pênalti, quando a bola explodiu no rosto do meia que estava parado em cima da linha.

Reway estava aproximadamente seis metros do ocorrido e o auxiliar, apesar de estar a uma distância parecida, tinha uma ângulo mais privilegiado de visão da cena. O Fla tomou o gol de empate e jogou o tempo todo com um a menos o que obrigou o técnico Maurício Barbieri a recompor a equipe. Barbieri tirou um atacante, Henrique Dourado, e colocou um volante, William Arão.

As trabalhadas de Wagner não acabaram por aí. No segundo tempo, o árbitro ignorou um pênalti claro em cima de Diego e no começo da jogada que resultou o segundo gol do Mais Querido, Arão estava em posição de impedimento. O Vitória conaeguiu o empate e jogo terminou em 2×2. Foram três erros graves que mudaram a história do jogo.

3 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular