ESPN: “Árbitro do jogo do Flamengo mantém opinião de mão na bola e revela reclamação de Bandeira”

Wagner Reway foi o protagonista do empate em 2 a 2 entre Vitória e Flamengo, na estreia de ambos no Campeonato Brasileiro de 2018. Logo aos 9 minutos do primeiro tempo, ele deu um pênalti para os mandantes e expulsou Éverton Ribeiro por ter visto um toque de mão do meio-campista, evitando um gol certo.

Mesmo após as imagens terem mostrado que a bola pegara no rosto do camisa 7, o árbitro mato-grossense registrou em sua súmula depois do jogo a decisão tomada e o seguimento com a opinião.

“Impedir um gol ou acabar com uma oportunidade clara de gol, com uso intencional de mão na bola – Por impedir uma clara oportunidade de gol com uso intencional da mão”, escreveu, na parte de “motivo”, onde explica por que aplicou cada cartão.

O lance decisivo, inclusive, irritou muito os jogadores do Flamengo e, principalmente, o presidente rubro-negro carioca, Eduardo Bandeira de Mello, que desceu para dentro do campo para reclamar com Reway.

O fato, aliás, além de xingamentos dos atletas flamenguistas, fez com que o árbitro pedisse a entrada de policiamento no gramado para proteção do trio.

“No intervalo do jogo, enquanto a equipe de arbitragem se deslocava para o vestiário, o presidente do Flamengo, sr. Eduardo Bandeira de Mello, posicionou-se em frente ao vestiário e quando estávamos passando proferiu palavras de reclamação contra a arbitragem: “Isso é uma vergonha o que você está fazendo”. Além dele, diversas outras pessoas com uniforme do Flamengo estavam próximos à região dos vestiários reclamando com gestos e palavras ostensivas. A equipe de segurança do estádio e o policiamento necessitou agir para nos dar segurança”, disse na súmula.

“É claro que pretendo (conversar com a CBF), mas eu fui várias vezes lá, não sei… Vocês têm que avaliar se adianta ou não. As imagens são tão claras que certamente a comissão já deve ter recebido. Acho que é minha obrigação fazer um protesto formal. Se vai adiantar, vamos ver. Não dá para voltar atrás e recuperar o prejuízo que tivemos hoje”, comentou Bandeira, em entrevista coletiva após o confronto.

“Não vamos pedir afastamento de ninguém, não nos cabe. Mas fico feliz de ele ter reconhecido que errou, o lance é claro, ele está de frente para o Éverton Ribeiro, e a bola bate na cara. Quando se tira com a mão (a bola) é amortecida, ali bate na cara e vai para longe. Um arbitro Fifa teria que ter essa experiência. Eu acho que ele deveria ter agido corretamente, o Flamengo não teria tido o prejuízo que teve”, completou o mandatário.

O Flamengo volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo sábado, às 19h (de Brasília), no Maracanã, contra o América-MG, pela 2ª rodada. Antes, porém, na quarta-feira, no mesmo estádio, às 21h45 (de Brasília), recebe o Independiente Santa Fe-COL, pela Libertadores da América.

Reprodução: ESPN

75 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular