Bandeira explica transação de Éverton com o São Paulo: “Não existe negociação”

Detalhes separam Everton de vestir a camisa do São Paulo. Ele e seus representantes já chegaram a um acordo com o Tricolor e apenas questões envolvendo documentação o separam do anúncio oficial. A expectativa é de que tudo seja formalizado na segunda-feira. O atacante sequer viajou com o Flamengo para a estreia do Brasileiro, em Salvador, contra o Vitória, e já se despediu dos companheiros.

O presidente do Mais Querido, Eduardo Bandeira de Mello em entrevista concedida logo após o empate de 2×2 no Barradão, falou sobre a provável saída do motorzinho. Bandeira deixou clara a insatisfação com a negociação do Tricolor paulista com o atleta.

– Não existe negociação com o São Paulo. Recebemos uma notificação de que eles vão depositar a multa. Se depositarem, vamos ver. Provavelmente o jogador está concordando. Se não tiver, pode ficar no Flamengo. Será sempre acolhido, onde está há muito tempo. Se ele quiser ir, não podemos fazer muita coisa -, explicou Bandeira.

O Mengão teria oferecido ao atleta uma proposta de aumento salarial e renovação até 2020. Já o São Paulo vai desembolsar R$ 15 milhões pelo atleta. Na transação, 50% ficaria com o Mengão. Éverton assinará contrato de três anos com o São Paulo. O camisa 22 receberá um salário de R$ 500 mil mensais, mais luvas.

185 Comentários
Carregando comentários...