Virada financeira do Fla é destaque em jornal espanhol

A gestão do Eduardo Bandeira de Melo, é um divisor de águas na história do Flamengo. Desde que assumiu, o time vem se recuperando financeiramente e se destacando entre os maiores do país. Em matéria publicada nesta segunda (05), o jornal espanhol, El Pais, na sua edição brasileira, destacou a virada que o clube carioca teve em sua vida econômica.

Em sua matéria, o jornal destacou a arrancada que o Fla teve desde que Bandeira de Melo assumiu em 2013. Quando conquistou a presidência, o clube estava com uma divida de 800 milhões de reais e um déficit de R$ 20 milhões. De acordo com o vice-presidente de finanças, Claudio Pracownik, a situação financeira do clube não era fácil, para cada real que entrava, se pagava R$ 3,60 de divida, enquanto atualmente, para cada real ganho, sai apenas 0,49 centavos.

A comparação entre o inicio do mandato até o estágio atual é maior quando se analisa a receita. Em 2013, o Flamengo acumulou 273 milhões de reais, no entanto, ficou com um saldo negativo de R$ 20 milhões. Para 2017, Pracownik calcula que a receita tenha alcançado R$ 650 milhões, com um lucro de 145 milhões de reais.

Para Pracownik, essa mudança de cenário foi propiciada graças a um tripé, que o clube segue a risca: credibilidade, planejamento e criatividade.  Na prática, esses três passos seguiram uma determinada ordem. Primeiro se promete somente o que é possível cumprir, depois, deixar os gastos previsíveis, sabendo sempre quando pagar e sem surpresar. Por fim, com o auxilio do marketing, uma ampliação da receita. “

115 Comentários
Carregando comentários...