Vinicius Jr brilha, marca duas vezes e garante virada heroica para o Flamengo sobre o Emelec

Pressionado por um bom resultado, o Flamengo foi ao Equador encarar o Emelec. Sem perder em casa desde junho de 2017, o clube equatoriano mostrou grande ímpeto ofensivo nos minutos iniciais, arriscando bastante de fora da área. Contudo, o rubro-negro não demorou a equilibrar o jogo, com o volante Jonas dando grande segurança à defesa.

Mesmo fora de casa, com mais de 40 mil torcedores da equipe mandante nas arquibancadas, o Fla não se intimidou, criando dificuldades para a defesa do Emelec. Logo aos sete minutos, a arbitragem errou lance grotesco, que seria pênalti para o Mais Querido. Diego fez ótimo lançamento para Everton Ribeiro, que chegaria bem para finalizar, mas o zagueiro Guagua cortou com a mão em lance claro e impediu a finalização do meia flamenguista. O infração foi muito contestada pelos jogadores do Fla, mas apenas escanteio foi assinalado.

Ainda na primeira etapa, o Flamengo chegou bem perto de abrir o placar em mais duas oportunidades. A primeira delas foi com o centroavante Henrique Dourado. Everton Cardoso disputou a posse de bola na linha de fundo e acionou o centroavante livre. O camisa 19 se livrou do primeiro zagueiro, mas demorou para finalizar e acabou sendo travado pela defesa. Pouco depois, após cruzamento de Rodinei, o zagueiro Rhodolfo foi no segundo andar para cabecear e mandar no cantinho. A bola tinha endereço certo, mas o goleiro Deer voou para fazer grande defesa e deixar os rubro-negros com o grito de gol entalado na garganta, aos 41 minutos.

Diferente do que muitos esperavam, o clube da Gávea encerrou o primeiro tempo com o domínio da partida e pressionando o Emelec. Porém, esbarrou no bom goleiro adversário e na falha grotesca da arbitragem e não conseguiu abrir o placar na etapa inicial.

Para retornar à segunda etapa, o técnico Paulo Cesar Carpegiani não realizou substituições, pois, certamente, gostou do que viu nos primeiros minutos. O jogo também não mudou, com o Mengão tendo o domínio das ações e tentando abrir o placar.

Apesar da superioridade em campo, o Fla não conseguiu balançar as redes. E como diz a velha máxima do futebol, ‘quem não faz, leva’. Aos 20 minutos, Angulo recebeu lançamento na grande área, dominou e chutou. A bola desviou em Rhodolfo e tirou a chance de defesa do goleiro Diego Alves.

Como responsa ao gol adversário, Carpegiani acionou Vinicius Júnior, sacando Everton Ribeiro da partida. O Flamengo seguiu com o controle da partida, tendo boas oportunidades em lances de bola parada, mas desperdiçava os tentos.

A pressão do Flamengo, enfim, deu resultado. O garoto Vinicius Jr, que havia entrado pouco antes, recebeu lançamento de Paquetá e partiu para cima da marcação. O camisa 20 driblou dois marcadores e bateu de esquerda para igualar o marcador.

O Mengão se empolgou com o gol de empate e foi para cima. Em novo contra ataque, Diego fez ótimo cruzamento para Henrique Dourado. O centroavante recebeu livre, mas cabeceou sem direção e jogou fora uma boa oportunidade de colocar o rubro-negro na frente. Pouco depois, o camisa 19 teve grande chance de se redimir. O atacante recebeu na pequena área, livre de marcação, mas cabeceou pra fora.

O atacante foi salvo por Vinicius Junior. O garoto recebeu novo lançamento e passou para Diego. O camisa 10 escorou e o jovem mandou de esquerda, colocado, e virou a partida para o Flamengo aos 41 minutos do 2° tempo.

Com a vitória, o Mengão assumiu a liderança do grupo, com quatro pontos conquistados e quebrou a longa série invicta do Emelec. O confronto entre River Plate e Santa Fé, que fecham o grupo D, será no início de abril. Sendo assim o Flamengo ficará, no mínimo, em 2° colocado após o fim da rodada.

174 Comentários
Carregando comentários...