Três técnicos e o mesmo problema

Fala companheiros (as) de Coluna do Flamengo! Tudo beleza? Pois é, iniciamos a semana preocupados com o jogo de quarta-feira contra o Emelec, no Equador. Afinal de contas, não temos visto o time evoluir nos últimos jogos. Claro que a derrota pro Macaé é atípica, mas… no contexto que estamos inseridos, acaba pesando, e as primeiras críticas começaram.

No entanto, queria trazer aqui um debate que tive na manhã deste domingo com um amigo. Na conversa, falávamos sobre o atual estado do Flamengo. É muito sintomático termos tido três técnicos e nenhum deles conseguido impor um sistema de jogo convincente.

Zé Ricardo, depois da eliminação da Libertadores, perdeu a mão completa no time. Afundou pela teimosia de não se livrar daqueles que o abraçaram em 2016. Se lembrarmos, o atual técnico do Vasco, jogava com dois volantes e explorando os flancos, com Diego na armação das jogadas. Basicamente um 4-2-3-1.

Quando Rueda chegou, ele manteve o esquema, mas modificou algumas peças. Saiu Márcio Araújo e entrou Cuéllar. De resto, quase a mesma coisa. O desenho seguiu o mesmo, assim como as críticas. O tal “arame liso” se perpetuou. O time tocava, tocava, tocava e não conseguia ameaçar o gol adversário. Em alguns momentos, Rueda tentou deixar o time mais vertical, sem tanta posse de bola. Também não deu certo. Time não era criativo e Guerrero ficava isolado na frente.

Começou 2018 e Carpegiani assumiu, depois que Rueda escolheu ir para a seleção chilena. O atual comandante resolveu modificar o sistema de jogo. Colocou o time no 4-1-4-1. Filosofia? Toque de bola, adaptando na Gávea a forma de jogo usada nos principais times do mundo. Pra isso, os jogadores do meio-campo precisam trocar passes rápidos, buscando infiltrações e jogadas pelos flancos. No entanto, não temos visto o time atuar dessa forma. Continua burocrático, assim como era no ano passado.

Fora que o sistema defensivo segue falhando. Com apenas um volante, é preciso que o time esteja compacto no momento em que está defendendo. Contra o River ficou claro o espaço aberto entre Jonas e os meias. Tanto que o gol sai num desses espaços.

Três técnicos e o mesmo problema: fazer o time jogar bola. Ao fazer toda essa análise, me pergunto: será que é tudo culpa do treinador? Como que nenhum deles, com seus estilos, jeitos e experiências conseguiu fazer o atual elenco se transformar na principal equipe do Brasil?

Não acredito, a menos que me provem o contrário, que os jogadores não querem vestir o Manto, que estão de má vontade, ou querem derrubar treinadores. Mas, é no mínimo estranho que há quase um ano o debate em torno do Mais Querido seja o mesmo. Que os analistas dos principais meios de comunicação batam na mesma tecla. Parece que estamos parados no tempo.

Assim, as criticas da arquibancada vêm forte. E não é de menos. Nos foi criada uma expectativa muito grande, tanto pela diretoria quanto pela imprensa especializada. O tal ano mágico não veio. E 2018 também não inspira confiança.

Dessa forma, penso também a quantas anda o lado psicológico desse time. Sabemos que pesou no ano passado. Parece que o time está tenso ao longo dos jogos, principalmente quando o resultado não aparece. Mas os jogadores não sabem como fazer para mudar a situação.

Enfim, no meio desse rebuliço todo, temos um confronto de suma importância, nesta quarta-feira. Uma derrota no Equador pode piorar demais nossa vida na Libertadores.

Por isso, trago a vocês essa reflexão… onde está o erro? Ainda não sei responder. E vocês?

Que a força esteja com o Mengão!

Matheus Brum
Jornalista
Twitter: @MatheusTBrum

Gostou? Comente! Não gostou? Comente mais ainda! Mas, por favor, vamos manter o diálogo sem xingamentos ou palavras de baixo calão. O bom diálogo engrandece o homem e nos faz aprender, diariamente!

  • Léo Faria

    Enquanto insistirem no Diego na armação vai ser isso aí.

    • Nedson Hiller

      Concordo, não temos meias de armação. Dai vc pergunta mas e os outros times que não tem meias de armação? Esses outros times tem meio de campo que correm e marcam o jogo inteiro, ER e DR não marcam nem a pau o ER ainda recompoe o setor é só prestar atenção nos jogos que vc verá o adversário passando pelo ER e o DR sem ter qualquer problema. Ai meu filho quem se ferra é Paqueta, EC e o volante. Eu defendo por dois volantes sim e deixar tanto ER e DR disputarem posição, Pra mim Jonas e Cuellar são ideais pra um time que o Meio não marca ninguém.

  • Ltom Macêdo

    Esse esquema com 4 meias so vai da certo pondo pra jogar.

    É precoce falar que não deu certo.

    O problema é que o Carpa nao sente firmeza não. Sente firmeza no fraco WA e ta doido pra jogar com 2 volantes, ate porque nao temos muitos meias no elenco.

    Uma pena.

  • Nicolas Gomes

    Com o atual elenco o único time que vejo poderia ser mais equilibrado entre ataque forte e defesa sólida e 3-4-3, mas precisariam de tempo pra ser adaptado e foi perdido ( Pré Temporada)
    Diego Alves
    Rever
    Juan
    Rodinei
    Jonas
    Cuellar
    Diego ( Everton Ribeiro)
    Paquetá
    Vinícius Junior
    Everton
    H. Dourado

    Com dois volantes fixos responsáveis só pela marcação e trasição da defesa ao ataque, ou meias e os pontas não necessitariam voltar e ajudar na marcação o jogo todo , e as subidas do lateral seriam mais ocasionais, se dedicando mais a marcação e o Rodinei é melhor pra isso equilibrado tanto ofensivamente quanto defensivamente e muito rápido . Melhor esquema pras deficiências do elenco atual.

  • Ricardo Freitas

    “onde está o erro?” Boa pergunta,desde 2016 já foi falado de tudo aqui, vários motivos e nao se chegou a um consenso, torcedores se xingando,saindo na porrad@ kkkkk,vários culpados Zé panela Ricardo,Marcinho,Vaz, gabriel,Rueda, Diego,E.R7, Pará,carpa,RC,banana de Melo, Victor Hugo, muralha…e ninguém acha o culpado e nem o erro, até a torcida se dividiu é uma parte acusa a outra, difícil isso,ver o nosso clube sair dos trilhos das grandes vitórias e se abituar com eliminações vexatórias…que os deuses do futebol e esses jogadores acordem e lembrem que estão jogando no Flamengo!!

  • Marcelo

    Fora Rodrigo Caetano
    EBM vá cuidar de política
    o resto é lucro!

  • Roberto rubro negro

    O esquema 4-1-4-1 é muito bom. Mas vejo que os clubes que usam esse esquema jogam com jogadores rápidos pelos lados. No caso teria que sair o Diego ou Ribeiro. Eu tiraria o Diego! Everton 22, Paquetá, Ribeiro e Vjr

  • Joelson Costa Silva

    “Henrique Dourado recebe passe magistral e…”
    Essa frase acima poderia ter sido dita por algum narrador, mas não foi. Sabem o motivo? Nossos meias, os quatro, não tem feito isso, infelizmente. Apesar da capacidade de três deles – porque o Everton Cardoso tem vontade e dedicação, mas não muito talento – nossos centroavantes não tem recebido bolas com qualidade suficiente para cobramos deles o que se espera. No último jogo, até que Paquetá enfiou uma bola pro baixo das pernas do zagueiro para Vizeu, mas foi só. Não vou discutir a qualidade dos nossos “camisas 9”, porque isso é outro assunto a ser conversado seriamente.
    Nossos meias tem tentado é fazer jogadas para que eles próprios finalizem, na maioria das vezes com chutes toscos. Bola para o centroavante só quanto está sem ângulo, na base do cruzamento, e olhe lá. Talvez o que mais esteja errando é justamente porque tem tentando esse tipo de bola, Everton Ribeiro.
    Carpegianni precisa cobrá-los.

  • Sobei loscar

    O problema do Flamengo são 2: a síndrome Diego e a síndrome pseudo bom jogador. A do Diego se resolve quando o técnico tem coragem, e bota ele no banco, pra onde deveria ter indo a muito tempo, a outra quem tem que ter coragem, é os responsáveis pelo futebol assumir, que não sabem avaliar um elenco. Armar um time com marcação alta, no 4-14-1 sem laterais e com zagueiros lentos, sendo que o melhor dos zagueiros tem quase 40 anos, veja que cenário lindo, jogadores que não tem capacidade de trocar passes rapidamente, com movimentação idem, perde a bola, o zagueiro toma nas costas tendo correr atrás de um adversário, com a metade de sua idade, claro não vai dar certo, os zagueiros sem confiança no esquema tático, recuam para linha da grande área deixando o buraco entre a zaga e o resto do time.
    Se o Flamengo precisa de zagueiros rápidos e laterais dos dois lados, de quem foi a idéia do Marlos Moreno?
    O que faz o Rômulo, o Geuvanio, Trauco, Pará no Flamengo?
    E a base, que tem mais vigor físico, mais entendimento tático do que os profissionais, cadê?

  • Joao Junior

    Achei rueda muito mais organizado e com senso de futebol melhor que Ze ricardo e Carpegiani..
    Agora tem que mudar essa mentalidade tosca no flamengo, se contentar com jogador mediano e ficar endeuzando jogadores que não são isso tudo como Diego.. O cara não joga nada a anos, não da uma assistencia não da um drilbe, so faz gol de falta… e a torcida e a imprensa fica adorando o cara como se fosse um zico.. afffffs.. se contentam com pouca coisa mesmo.. sem contar um time com laterais fracos.. volantes fracos, zaga fraca lenta.. pontas que não são decisivos e um centro avante que não se entende no ataque.. e o pior de tudo o Rodrigo caetano so contrata pessoa errada, forma um elenco desequilibrado.. mal escolhido e ainda fala que o elenco ja ta otimo.. palhaçada mesmo.. esse diretor é muito fraco para o flamengo… o cara veio do vasco.. eu mesmo ja desiludi desse novo flamengo.. so tem sucesso fora de campo..

    • Dion Lima

      É isso mesmo!

  • nilo olmedo

    o comentario e interessante, erros que se repetirtam com os 3 tecnicos, mas não dá sugestões de como melhorar. Qual seria o problema? Tecnico? jogadores ? sistema de jogo ?

  • nilo olmedo

    Ficar falando aqui que falta raça, isso é bobagem, raça não ganha jogo e não vejo falta de empenho em campo. Não sou tecnico, não sei o que falta. Mas o time toca, toca e não chute em gol. Falta a bola chegar para o Dourado, Vizeu o Guerrero?

  • Elder

    O problema é simples.
    Se ganhar esta bom, se empatar está bom, se perder está bom para eles. Eles não ligam para nós torcida, só com os chefes deles e infelizmente essa diretoria que é excelente nas finanças é extremamente conivente com a falta de vontade e disposição destes que jogam sem o mínimo de compromisso pela torcida. Essa diretoria trata jogadores como se fossem filhos mimados.
    SRN

  • Sobei loscar

    Pra mim o RUEDA foi embora por 2 motivos: melhor condição de trabalho, salário… e o medo de queimar o próprio filme com esses jogadores indolentes, veja a diferença de disposição do time do Flamengo, para o Atlético Nacional da Colômbia, campeão da libertadores de 2016.

  • Adalberto Silva

    Com o Rueda, tínhamos a esperança de um 2018 melhor. Em pouco tempo ele.deu solidez defensiva, sacou NA, colocou cuellar e lançou Paquetá. Pena foi ele ter ido embora, levando todo o planejamento.
    Não me iludo com esse time. 2018 será de sofrimento. Não trouxemos reforços, perdemos peças, que apesar de contestaveis, sou mais Márcio araujo que Jonas – como reserva!
    Elenco com deficiências claras e não trouxemos ninguém. Com um técnico, que apesar de estar na história do Mengão, não ganha nada há muito tempo e nas palavras dele chegou para ser COORDENADOR TÉCNICO! Enfim… vamos torcer, sem queimar os poucos jogadores que nos restam

    • Agnaldo

      Também acho que se o Rueda tivesse ficado esse time estaria com um esquema tático definido.

      • Ricardo Freitas

        Tenho a mesma opinião!

    • Dion Lima

      a diferença é que Rueda tem pulso firme, tanta faz ser com medalhões ou não.
      uma coisa de bem que Carpeggiani barrou foi a contratação de jogadores para compor elenco por isso o Flamengo não contratou ninguém depois de M.M
      SRN!!!

    • Thiago pereira dos santos

      Penso da mesma forma,se estava ruim com o Rueda pior sem ele. acredito qure com ele pelo menos teriamos um padrao melhor de jogo, e tambem uma esperança melhor pra essa temporada. Ja desisti desse time e dessa diretoria ha um bom tempo,to so esperando o mandato deles acabar.

  • Hudson Ramalho

    Se já são três técnicos e continua o mesmo problema, a solução e trocar de jogadores, os que não tem mais o que oferecer devem cair fora.

  • Agnaldo

    Culpar técnico? Talvez…Mas os maiores culpados são os jogadores, Rueda várias vezes não entendia o que o time estava fazendo, por que? Por que os caras são burros mesmo….jogador brasileiro é burro, ele não entende esquema tático de jogo, só corre e faz o que sabe, pronto, acaba aí sua função em campo. Quando a gente vê a Premiere League,times pequenos conseguem demonstrar futebol vistoso, mesmo tendo no elenco jogadores duros e sem muita qualidade individual, mas compensam no preparo físico e na dedicação tática, eles entendem o que o técnico quer, você vê claramente quando a camera se distancia do campo e o desenho tático fica muito visível. o Manchester United sábado jogou contra o Liverpool claramente utilizando de chutões pra frente, mas até nos chutões existia uma proposta tática e funcionou! O problema não é somente técnico, o problema é a burrice de jogadores como Everton, Everton Ribeiro, Diego Ribas (sim é burro também) e alguns outros jogadores do elenco. Cuellar apesar de lento entende bem alguns esquemas, Juan entende muito, Réver é um lixo como zagueiro, Para eu nem comento, Renê é fraco, mas pode vir a render, Trauco não funciona como lateral e Arão , Rômulo não dá para esperar nada.

    • Dion Lima

      Jogadores brasileiros não vírgula, rsrsrs…. jogadores do Flamengo!

      • Agnaldo

        No geral jogadores brasileiros são burrinhos taticamente, não é à toa que alguns treinadores detestam jogadores brasileiros no Europa, por que além de sentimentais demais, não possuem uma noção tática boa.

    • Thiago pereira dos santos

      E tambem essa diretoria incompetente com esse DNA de perdedor,tem bastante culpa tambem.

      • Agnaldo

        Concordo em partes, acreditar num “DNA” de diretoria é meio crendice, acredito mais na falta de pulso firme, na falta de busca por metas dentro de campo como ela faz fora dele, a diretoria não é tão incompetente, ela foca uma necessidade (gestão financeira) e ali gasta suas forças, conseguiram assim algo que eu não imaginava, porém, como as metas do futebol ficaram em segundo plano, a torcida fica prejudicada, por que, infelizmente, torcedor brasileiro não torce para o time, ele torce por títulos, se o time ganha, ele vira sócio torcedor, compra camisa e vai no estádio, se o time perde esse papel se inverte, ou seja, na verdade, nós brasileiros não temos muito amor à camisa e sim amor aos títulos.

  • Mais Querido

    Uma coisa é certa, Zé Ricardo segue fazendo bom trabalho no Vasco e mesmo com a mudança de jogadores “contestados” pela torcida, o time continua apresentando os mesmos resultados.
    Percebo que diferente dos outros clubes, o time do Flamengo é muito mimado e submisso a torcida, pois quando faz uma partida boa, é considerado o melhor time do mundo mas, quando perde um jogo, mesmo que no carioquinha, passa a ser considerado o pior time do mundo. Desta forma o time não consegue encontrar uma identidade.

  • Bruno

    Não dá p/ tirar um parâmetro do trabalho do Zé Ricardo no Vasco, só pegou bananada, quase saiu na pré-libertadores. Vamos ver agora, na fase de grupos de libertadores, se realmente fará um bom trabalho. Pq no Flamengo, deixou a desejar com suas insistências (minha opinião). O Rueda foi o melhor q tivemos, mas recebeu uma boa proposta e não o culpo de sair, faz parte, futebol é assim. O fato é q não temos jogadores de bom nível defensivo. Nossos zagueiros (Réver e Juan), além de velhos, são extremamente lentos. O Juan deveria compor o elenco do Flamengo (com toda sua experiência e bom nível de jogo, o único), o Réver está sempre dando bobeira, o Rodolpho a mesma coisa (mas ainda considero o Rodolpho melhor atualmente do q o Réver), o Léo Duarte e o Thuller, me desculpem, mas não tem nível p/ jogar no Flamengo. Nossos laterais não marcam e tb não apoiam com eficiência. Aí fica difícil conseguir resultado… parece q só querem desembolsar dinheiro p/ reforçar o time do meio p/ frente, qdo lá atrás é q precisamos de reforços mesmo. Ainda tem outra coisa, o Cuéllar não é primeiro volante de origem, é segundo. De primeiro volante mesmo, só temos o Jonas e o Rômulo. É complicado, pelo menos na minha visão. SRN.

  • wanderpc82

    Ontem aconteceu algo que me deixou pensando.

    Estava eu assistindo vídeos de torcedores reclamando da derrota do Flamengo e, de repente, minha namorada pergunta: “Esses caras estão reclamando pq o time perdeu agora depois de tanto tempo?”

    Eu estou com isso na minha cabeça até agora e fico me perguntando se procede o espanto dela, pois ela percebe que isso não acontece com tanta força nos outros times quando eles perdem.

    • Mais Querido

      Desse jeito…

    • Thiago pereira dos santos

      Nao é reclamar por perder depois de tanto tempo,foi quando realmente pegamos um time teoricamente mais forte,e numa competiçao muito mais forte tambem. essa é a grande diferença.

  • Jusake Ke Kairos

    A questao e muito simples, ou a torcifa cpbra mais pesado resultado, como a pressionar com mais força, ou entao bote a base para jogar.Os caras estao ganhando no mole e fazendo pouco.

  • Thiago de Castro

    a grande colaboração do Rueda foi colocar o Cuellar e o Paquetá no time… fora isso não vi muita diferença pro Zé.

    • Mais Querido

      Concordo com vc!

    • Thiago pereira dos santos

      Penso da mesma forma.

  • Flávio Dantonio

    Cara o time com o Zé Ricardo jogava o melhor futebol, mas tínhamos um goleiro q no primeiro chute do adversário tomava o gol, e nosso ataque criava mas ninguém fazia, pois tínhamos um pivô e não um goleador, por isso digo ao formar um time o primeiro a ser contratado é o goleador e o segundo o goleiro. Time do Corintisns e do Santos horrorosos ano passado porém tinham os 2 melhores goleiros do Brasil e na Frente Ricardo Oliveira e o Jô fazendo gols até de canela e sem quere .

    • Mais Querido

      Disse tudo e mais um pouco!

  • Serginho Meira

    Detectado o problema no Flamengo, e só pode ser avaliado após o clube participar de uma campanha de doação de sangue e de todos os jogadores deu um total de 16 gotas de sangue, ai foram averiguar o por que e descobriram que os jogadores do Flamengo não tem sangue!

  • Julio Cesar

    Falou quase tudo. Só faltou dizer que esse esquema horroroso está no Flamengo há 4 anos e há 4 anos estamos passando vergonha. O time não consegue criar chances de gol nem contra boa vistas da vida. O Everton 22 é um asno, deveria ser no máximo lateral mas é adorado pela sua vontade em campo… esse esquema já queimou muito jogador bom, vai queimar o Everton Ribeiro, que não tem com quem tabelar no ataque ou lançar em profundidade um atacante rápido, vai queimar o Diego, que hoje é um distribuidor de jogo e vai queimar o Dourado que joga isolado no ataque no meio de 3 defensores….

    Agora aguentem o Arão no lugar do Everton Ribeiro, o mais técnico dos nosso meias…

    • Julio Cesar

      Tinha que colocar no estatuto do clube que a tática no Flamengo é 4-4-2 e ponto final.

      Esse time tinha que jogar com Cuellar, Diego, Paquetá e Everton Ribeiro no meio. Vinicius Jr e Dourado no ataque.

      • Mayko

        E isso ai amigo,já pedi pra esses caras de mídia alternativa como paparazzo comprar essa briga,fazer barulho,o erro e o esquema com um atacante só..meu time é igual o seu..Diego seria muito bom segundo volante…

  • Pablo Caiado

    Tudo igual …
    A diferença é que o Zé custa menos…

  • JOSE SERGIO

    E tem gente que põe a culpa no bandeira .contrataçoes foram feitas sim .Ainda acho que esses treinadores tem pelo menos parte de culpa sim .foram contratados quem eles pediram.Apenas acho que eles nao conseguem tirar o melhor do time ,porque o elenco é uns dos melhores do brasil.Qualquer treinador gostaria de ter o diego ,everton,everton ribeiro,paquetá ,vinicius jr,cuellar,diego alves, julio cesar,rever,juan,fora a base que ainda é mal aproveitada.Nao sei mas acho que um abel ,luxemburgo,renato gaucho fariam esse time acordar.

  • Mayko

    O erro está em manter o mesmo esquema de jogo,nao importa se 4141 ou 4231 ou 433,o time geralmente mantém a bola,ganha o meio campo,mas da intermediária do campo de ataque pra frente,bate cabeça,jogar com um atacante fixo nao funciona, na minha opinião deveria mudar pro 442 uma dupla de ataque e dois meias livres,com dois volantes fixo soltando os laterais..temos 8 jogadores pra jogar nas pontas, sao e.ribeiro,Everton,Paquetá,vjr,geovanio Marlos, e ainda tem Berrio e Ederson…qual deles nao seria grande contratação nos 20 clubes da seria A?tem que mudar essa característica,reformular,trocar alguns aí por zagueiros velozes…geovanio,berrio,everton 22,que muitos aqui defendem mas q só corre,enfim,precisa mudar de verdade,pq nao deu certo..

  • Punisher, o opressor burguês!

    Pq ninguém fala q o problema sáo os jogadores? 3 tecnicos e nenhum revolveu

  • josé carlos

    Diego Ribas

    • Luiz Carlos Conte

      hehehehhehehe

  • Clever

    Temos jogadores medianos tecnicamente e com pinta de estrelas do
    futebol. Nome pode fazer fama, mas fama não joga sem bom futebol. Não
    citarei nomes, mas temos muitos comprados a peso de ouro e que ainda não
    mostraram a que vieram. Existem times com menos investimento e que
    tecnicamente estão superiores, se não fosse o brilho de jogadores como
    Paquetá, o Flamengo estaria pior. Saudações Rubro Negra.

  • Junior Lima

    Os jogadores muitas vezes não respeitam oque o treinador pede, quantas vezes ja deu pra ouvir o Carpa pedindo pra tocar a bola rápido, ser mais dinâmico e mesmo assim os caras ficavam segurando demais e as vezes perdendo a bola com companheiros livres do lado. Acho que o jogador brasileiro tem que entender que tem que seguir à risca oque foi pedido e que tem que jogar o mais simples possível. Fora isso, realmente no Brasil a maioria dos treinadores são ruins, o Corinthians vem ganhando tudo por causa disso primeiro porque eles são os únicos que estão com bons treinadores há tempos e segundo porque ninguém é capaz de fazer o time jogar de uma maneira com que quebre a defesa deles e isso é incompetência.

  • Wesley

    Boa tarde!
    Na minha opinião não deve colocar Arão, porque jogador mais pipoqueiro que ele não existe e para o Flamengo não dá jogador desse tipo, contra o Emelec será uma nova decisão, jogo pegado e o Arão não tem esse pefil. Pelo amor de DEUS, vai voltar tudo novamente. Não é possível uma coisa dessas.
    Entra treinador, sai treinador e insiste ainda com isso. E sem contar também alguns que estão apenas na vida boa só ganhando dinheiro com a cara porque futebol nada.
    Direção pra o financeiro é bom, mas para conduzir o futebol já mostraram que não tem condições e nem competência.
    Amo o Flamengo, mas desse jeito não sei não viu.

  • Toretto

    Sai treinador, entra treinador e continua os mesmos problemas. Sai jogador, chega jogador e as coisas não mudam. Fica todo mundo falando que está ruim, a torcida, com seu alcance limitado e que não entente muito de futebol, protesta com “Fora fulano!”, “Fora beltrano!” e “Fora ciclano!” em loop infinito. Nenhum progresso acontece nessa bosta de País.E ninguém percebe que o problema é cultural. Cultura de brasileiro malandro vacilão, de jogador brasileiro preguiçoso que não marca e não gosta de treino. Ou seja, á a acomodação brasileira. Vide grande parte nosso povo (não generalizando) que se acomodou com bolsas sociais e não querem mais trabalhar. O candidato que fizer campanha para o aumento de emprego, provavelmente não irá ganhar nada porque esse pessoal não quer nada com serviço. Mas aquele que fizer campanha prometendo mais bolsa merreca e bolsa malandragem, é bem provável que ganhe de lavada. Por que a grande “qualidade” e o grande “orgulho” do brasileiro é ser malandro ixperto, ganhar a vida sem esforço, ganhar jogo sem treino, sem marcação, sem comprometimento e sem disciplina. Brasil, mostra a sua cara, quero ver quem paga pra a gente ser assim!

  • DefendaSeuDinheiro

    na real, o elenco precisa de reforços…

  • Gleu Costa

    na minha opinião o problema está no nosso comandante do futebol Rodrigo Caetano… é no minimo estranho ele seguir no flamengo e junto seguir essa morosidade dos times desses três treinadores.Ps.: vale ressaltar que foram elencos diferentes para cada treinador.

  • Francisco Ilton de Oliveira Mo

    Zé Ricardo, Rueda e Carpegianni são técnicos mesmo ou entregadores de camisas? E parece que vem mais ai, o Cuca

    • Thiago pereira dos santos

      Sao somente entregadores de camisas mesmo e mais nada.

    • Johann Schreiber

      Não creio, aparentemente o Cuca tinha muita resistência interna (até mesmo por parte de jogadores) quando foi cogitado durante a novela Rueda.

  • Anderson Lacerda

    O problema se chama Rodrigo Caetano que faz um pessimo trabalho.

  • Alex Rodrigues

    Acredito que o Carpegiani acertou no esquema, a situaação estaria diferente se tivéssemos ganhado do River. Alguns pontos devem ser observados.
    1 – Nossa torcida deu de presente pro River um jogo sem torcida adversária, nosso time jogará metade da fase de grupos sem torcida ou com torcida contra.
    2 – Ainda não vimos esse esquema com 4 meias com o Guerrero, que domina e tabela melhor que o Dourado.
    3 – A comissão errou em não dar mais jogos ao Diego Alves antes de estrear na Libertadores, ele teria que ter jogado uns 4 jogos antes ou era pra ter ido com César.
    4 – O que Diego tem feito de melhor nesse ano é bater falta, mas ele precisa dar agilidade ao jogo do time, os jogadores se infiltram e ele não lança, prende demais a bola, está pensando muito antes de definir.
    5 – No esquema atual não vejo vaga pra Arão no time titular e mudar justamente num jogo de Libertadores o esquema tático não me parece ser uma boa.
    6 – Precisamos de novos laterais.

    • Thiago pereira dos santos

      Tirando a parte do Guerrero que é outro imprestavel e enganador,que nao ira mudar nada tambem. do resto eu concordo com voce.

  • Pedro Sousa

    O elenco tem muitos jogadores pra algumas posições e na defesa não tem um titular absoluto que passe confiança, os laterais são horríveis, não sabem atacar e nem marcar, a zaga é muito lenta, so serve pra ir p area adversária nos escanteios e faltas próximas e não temos contra ataque, pois o nosso “armador” diego, prende a bola demais e acaba as tentativas de jogadas. Aí o técnico uma vez ou outra ainda tenta botar o time na retranca, porra, se n tem defesa forte, n tem contra ataque, ficar na retranca é sem sentido, se fosse um time compacto com um sistema defensivo bom, que tivesse um contra ataque rapido, até q seria aceitavel, pq hj em dia muitos jogos se ganham assim, mas desse jeito que o flamengo ta, é so pedindo pra tomar gol.

  • Gilciano Da Silva

    Boa , traz o pep

  • Thiago pereira dos santos

    Bom texto,mas o problema nao é somente nos treinadores(que todos tiveram sua parcela de culpa).o problema maior pra mim esta nesta diretoria incompetente que tem um DNA de perdedor e conformidade com as derrotas, e nao faz as combranças necessarias em cima dos jogadores; e tambem na falta de raça e amor ao time pela maiorias dos jogadores. se nao tiver isso tudo que eu citei nao ira adiantar nada mudar de treinador e esquemas. pra mim o problema maior esta nesta diretoria incompetente e nos proprios jogadores

  • bart9h

    Qual o problema? Pra mim é cristalino: FALTA COMANDO.

    O departamento de futebol inexiste, é uma lástima. Péssimo planejamento, nenhuma cobrança, proteção dos incompetentes (jogadores e comissão técnica), enfim, estão perdidinhos.

  • Vamos Flamengooooo em 2018

    Com o Diego enceradeira no meio, matando qualquer contra-ataque também fica difícil qualquer esquema dar certo.

  • Jonas

    Não acho que o problema seja técnico, acho que o time não deu liga. Individualmente sabem jogar, só não se encaixam. O que sei é que eles têm mais alguns meses pra virarem um time, porque eu sei que se não ganharem nada nesse ano, cabeças irão rolar no fim de ano e vai dar munição pra oposição do Bandeira nas eleições de dezembro.