Situação e oposição – Salvem o futebol do Flamengo! Até quando devemos esperar o ano dourado?

“Sempre eu hei de ser” … um sonhador utópico. Claro que eu me preocupo com a situação atual, mas o nosso colunista Anderson Alves (veja aqui) na sua excelente coluna mostrou que não há um planejamento decente para o Flamengo. E para mim, mesmo que esse ano seja terrível, ou perfeito, esse é o maior problema do Flamengo.

Não há um projeto definido para o futebol do Flamengo. Portanto, em ano de eleição, não há como a situação, os Blues – time do EBM, tentar implementar um projeto de longo prazo. Há chance de termos um ano bom ou regular e termos tudo se desmanchado depois das eleições. Pergunta: Queremos mais um ano tapa-buraco esperando o tal ano dourado que é sempre aquele que está por vir?

Situação e oposição deveriam se encontrar para, ao menos, tentar achar um projeto comum para o futebol. Claro, sabemos que há problemas sérios entre os grupos, contudo, está na hora de deixar a vaidade de lado e se unirem para um projeto comum. E digo mais, basta um lado querer que isso aconteça e o resto simplesmente acontece. Explico.
Para que isso ocorra, basta apenas que qualquer um dos lados vá a público manifestar interesse em ajudar. No caso, a situação deveria convidar os antigos membros formadores da chapa para uma discussão sobre o futebol rubro-negro.

Já oposição, deveria no mesmo teor, oferecer ajuda e suporte para que, se no caso de vencer a eleição o projeto fosse pouco modificado. Tão logo uma dessas manifestações fosse a público, a nação rubro-negra exigiria que isso acontecesse. As mídias sociais seriam o instrumento legítimo, para essas manifestações, e, portanto, o Flamengo teria mais chances de não ter um projeto tapa-buraco e o reinício de um projeto de longo prazo.

Vocês imaginam o BAP, por exemplo, indo a público dizendo que quer ajudar no projeto, e o EBM rejeitando a ajuda? Ou o contrário, se o EBM vem a público e chama a oposição para ajudar no projeto do futebol, vocês acham que alguém teria moral de negar a ajuda? Tal atitude diria: quero que o futebol afunde, melhor para nós, ganharemos a eleição. Certamente teria o efeito contrário.

É hora do Eduardo Bandeira de Mello entender os problemas e aceitar suporte. Tanto quanto a oposição tem que pensar que um outro ano ruim não servirá para corroborar teoria nenhuma, será apenas mais um ano perdido.

O que quero dizer é, se tanto a oposição quanto a situação, tiverem como interesse principal o bem do Flamengo, acima das divergências políticas e ambições, ambas deveriam sentar para garantir que o projeto fosse continuar mesmo depois das eleições.

Unam-se nesse projeto, não é preciso unir as chapas, as correntes, mas por favor salvem o futebol do Flamengo.

33 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular