Julio Cesar afirma que jogadores do Fla precisam saber lidar com pressão

Nesta segunda-feira (12), o Esporte Interativo divulgou entrevista exclusiva realizada com o goleiro Julio Cesar. O camisa 12 foi contratado pelo Flamengo com uma proposta de ser homenageado por sua trajetória no futebol e, logo depois, encerrar a carreira. No entanto, a participação do Julio no grupo tem agregado bons valores ao elenco. Prova disso é o discurso do arqueiro durante o bate-papo com o EI.

Dentre as questões comentadas, esteve a pressão da torcida. Enquanto boa parte dos atletas acredita que este é um fator prejudicial, Julio prega que é necessário conviver com isto para render bem no clube da Gávea.

— Grandes times e grandes jogadores têm que saber lidar com isso, porque é normal. Jogador de Seleção, de Flamengo, de Corinthians, estão acostumados a lidar com esse tipo de situação e tem que saber administrar da melhor maneira possível -, disse ele.

Aos 38 anos de idade, Julio Cesar fica no Flamengo até o fim de abril, segundo seu contrato. Até então, o defensor foi a campo em uma oportunidade: o goleiro atuou no triunfo por 4 a 0 sobre o Boavista, pela quarta rodada da Taça Rio. Há expectativa de que o atleta volte a campo em outras oportunidades, ainda no Carioca, uma vez que ele não está inscrito na Libertadores.

  • Mulher do Algures

    tamanhos velhos barbados se ainda não souberem não tem mais jeito.

  • Mayko

    Essa diretoria e tão burra que vendo a importância dele no grupo nem inscreveu ele na libertadores..nao entendem nada de bola esses caras..

    • Johann Schreiber

      Por que inscreveriam um atleta cujo contrato dura apenas três meses? Há um limite de inscritos, não pode inscrever todo mundo.

  • Luis Henrique O Mattos

    Os caras não tem vontade de dar volta por cima. Sentem muito a pressão, ou seja, a camisa pesa.

  • Lucas Twenty

    Tinha que ficar até o final do ano só pra bater na cara desses jogadores sem sangue..

  • Sobei loscar

    PQP, precisou vir um cara que tinha feito história no clube, a 13 anos atrás, para ensinar como se faz com a pressão da torcida, não adianta chorar, se a torcida não está satisfeita com o rendimento do time, ela vai cobrar e ponto final, e o Júlio César sabe do que está falando, em sua época é que era um verdadeiro inferno.
    Se os dirigentes tivessem um pouquinho de sensibilidade, estendia o contrato dele até o final do ano, ele ao contrário do Juan fala muito e bem, tem liderança, e seria muito mais útil do que qualquer psicólogo que tem no clube hoje, inclusive poderia sumir com o Mozer, para o seria uma dádiva a suas entrevistas, comparadas do Mozer, EBM e a mídia training do Diego. Alô diretoria, fica a sugestão.

    • Carvalho Aco

      Pqp falou tudo exatamente o que penso SRN