Em busca de estabilidade, o Flamengo vai crescendo

Quando Vinícius Júnior entrou em campo e fez aqueles 2 gols, ele não apenas garantiu a vitória do Flamengo mas principalmente garantiu a tranquilidade para a continuidade do trabalho de Carpegiani. Trabalho que passa longe de ser brilhante, mas também vai se afastando da mediocridade tão criticada pelos rubro-negros em 2017 e caminha em busca da tão sonhada estabilidade.

O Flamengo tem um grupo forte, com falhas claras em alguns setores, mas com muita qualidade nos demais. Ontem por exemplo, quando Geuvânio entrou e marcou dois gols a esperança de que o grupo rubro-negro finalmente começasse a mostrar efetivamente seu valor, mais uma vez veio à tona. Afinal, sabemos que alguns jogadores ainda precisam mostrar a que vieram, e se o fizerem, tornam-se importantes para a temporada.

Além de Geuvânio, ontem vimos Diego Alves brilhando com defesas incríveis e importantes, Everton Ribeiro sendo importante, Rhodolfo sendo um substituto à altura de Réver (Em todos os sentidos), Jonas sendo uma alternativa interessante, de acordo com o estilo de jogo, à Cuellar, ou seja, o grupo sendo utilizado e respondendo conforme esperamos.

Mas é fato que ainda precisamos melhorar. Rodinei e Renê ainda destoam do restante do time, assim como Henrique Dourado que ainda está se adaptando ao esquema e ao time do Flamengo, mas são jogadores que não se escondem e não param de lutar, o que é um passo importante para alcançar os objetivos.

Temos visto em campo um time que não se entrega e que ciente de suas limitações busca o equilíbrio entre técnica e raça. Que tem feito bons jogos quando está com o time completo, e que pode ser mais intenso e efetivo, mas isso vai sendo desenvolvido ao longo dos jogos. Hoje temos opções no banco que podem mudar a história do jogo, e temos alternativas para formações diferentes caso seja necessário. Precisamos de reforços pontuais, mas que sabemos que só chegam no segundo semestre.

Diferente do que tanto reclamamos ano passado, este ano a “limpeza” no elenco foi feita, e isso já muda bastante as perspectivas rubro-negras para o resto da temporada. Este grupo é o que vai nos representar durante o primeiro semestre, portanto a hora é de apoio.

Embora o Carioca não seja nem de longe o Campeonato que antes fora chamado de mais charmoso do Brasil, é a camisa do Flamengo que está sendo envergada, e quando tem Flamengo, só um resultado é esperado: a vitória. Então quinta é dia de lotar as arquibancadas e fazer o Flamengo devolver o resultado sofrido quando atuou com o time reserva no início da Taça Rio.

Se não for pelo campeonato, vai ser pelo orgulho rubro-negro. Perder não combina com nossa história.

E assim vamos buscar coisas maiores, pois todos nós sabemos que o Flamengo vive de títulos e são eles que são nosso combustível. Se alcançamos a estabilidade financeira, estamos longe dos objetivos esportivos, e está na hora de alcançá-los.

Buscar o brilhantismo. Não flertar com a mediocridade. Ser intenso. Eis a receita. Podemos  e devemos buscar essas metas!

Os títulos virão.

SRN!

Jerônimo Simeão Júnior

Comente no Twitter usando a #ColunaDoJJ Concorda ou Discorda? Comente, cornete e se gostar Divulgue! Ah! e se quiser saber mais sobre o Mengão segue lá no Twitter @JeronimoSJunior! É Mengão 24 horas por dia!

15 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular