A Ilha da fantasia

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

Hoje abordarei um tema deveras intrincado no tocante à Nação Rubro-Negra, a ocupação da Ilha do Urubu. Desde a sua inauguração, nos idos do primeiro sementre do ano passado, foram raras as vezes em que conseguimos lotar o estádio efetivamente.

Qual o verdadeiro motivo de não conseguirmos lotar nosso acanhadíssimo estádio? Essa é uma indagação que não tem  apenas uma resposta, mas várias. Há diversos fatores que contribuem para a falta de público em nossa casa provisória: a violência generalizada na cidade maravilhosa, o alto preço dos ingressos, a falta de atratividade dos jogos, a recessão da economia brasileira, entre outros.

Mas isso, na minha humilde opinião, são apenas conjecturas, ilações embasadas hipoteticamente. A grande verdade, que inclusive está intrinsecamente ligada à Nação Rubro-Negra é que somos (pelo menos em maioria) de onda, modinhas. Em bom português: só vamos na boa!!!

Como explicar o estádio sempre vazio na maioria das partidas? Na realidade, meus queridos amigos, não tem explicação! Como é que uma torcida cultuada pelo seu apoio irrestrito ao time, por ser famosa por levar o time nas costas quando o adversário é tecnicamente superior, imortalizada por transformar-se no décimo-segundo elemento dentro do gramado, pode abandonar o time desta forma miserável?

São mistérios que não se explicam! Nunca serão elucidados! Mas digo-lhes, com todas as forças de minh’alma: ISSO É UMA VERGONHA!!! Não há palavra mais precisa do que essa para adjetivarmos tamanho abandono dos jogadores pela torcida, nenhum artifício argumentativo me dissuade dessa linha de raciocínio.

Numa corrente contrária, há alguns que rebatem esse fato inconteste bravateando as sugestivas elencadas em parágrafo sobrescrito, mas refuto todas essas teses peremptoriamente. Uma torcida que se diz incondicional não pode levar menos do que a lotação máxima de um estádio subdimensionado aos padrões flamengos.

Somos a Magnética, a MAG – NÉ – TI – CA!!!! Entendem o ponto em que quero chegar? Jogar para meras testemunhas é patético, risível. Perder em taxa de ocupação para nossos rivais, estaduais ou nacionais, é uma situação inaceitável! Se levarmos apenas quinze mil pessoas em média para os jogos, já bateríamos qualquer adverário em números percentuais, excetuando-se, obviamente, os números absolutos.

Isso tem que mudar! TEM QUE MUDAR!!! Pra ONTEM!!! Vamos criar uma campanha nas redes sociais, vamos lotar SEMPRE a Ilha do Urubu! Sabem pra quê? Primeiro pelo Flamengo. Segundo, para podermos pleitear, de cabeça erguida e com tese fundamentada, que um estádio para os padrões rubro-negros deve ter, no mínimo, quarenta e cinco mil lugares. Da forma que está, não temos MORAL pra isso, simples assim.

Esses lugares não devem ser ocupados apenas em dias de grandes jogos, mas em sua maioria. Afinal de contas, somos a MAIOR TORCIDA DO MUNDO! E para alavancarmos essa tendência, temos que começar a fazer por onde. E isso remete diretamente ao comparecimento em massa na Ilha do Urubu. Ela é pequena, acanhada, mas deveria estar abarrotada de rubro-negros gritando e apoiando nosso amado Mengão em todas as osportunidades! Sejam elas quais forem!!!

Vamos em frente! Vamos pra cima! O brasileiro sempre teve a fama de driblar as adversidades e conseguir reerguer-se mesmo que ninguém mais acredite numa virada. Essa história se confunde com a história do time negro encarnado. O Brasil é Flamengo, o Flamengo é Brasil! Eles se confundem e se complementam. Isso é fato!

Então, engajemo-nos, apoiemos o Mais Querido! Vamos lotar nossa casa, seja ela qual for e aonde for. Vamos parar de dar desculpas para não irmos ver o maior espetáculo da terra: O Flamengo jogando, em terra ou mar! Vamos fazer do estádio da Ilha o verdadeiro alçapão rubro-negro, lotadaço, lindo, magnético! Não podemos transformá-la na Ilha da Fantasia.

Para finalizar, fiquem com estes versos inspiradores, lindamente escritos por Paulo Magalhães, do hino OFICIAL do Flamengo (sim, esse é o oficial, o outro é o popular!!!), publicado em 1932 e registrado em gravação pela primeira vez em 1937, mas já cantado desde 1920 pelos torcedores nas arquibancadas, onde o Mengão desfilava seu portentoso futebol:

Lutemos sempre com valor infindo
Ardentemente com denodo e fé
Que o futuro ainda será
Mais lindo,
Que o teu presente,
Que tão lindo é!

Flamengo, Flamengo,
Tua gloria é lutar,
Flamengo, Flamengo,
Campeão de terra e Mar!!!

Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo simplesmente é!!!
Saudações Rubro-Negras a todos!

Fabio Monken
Twitter: @fabio_monken

Sugestões? Críticas? Elogios?
Deixe seu comentário e faça-o com educação e respeito.
O Debate SEMPRE é salutar, mas a ignorância e a falta de educação são os combustíveis dos fracassados!

70 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular