Carpegiani, muito mais que apenas um teste

O imenso respeito que a torcida do Flamengo tem pela figura de Carpegiani ajudou a ofuscar, neste começo de temporada, a frustração por não contarmos com um treinador de maior peso. Todavia, só existe um treinador campeão do mundo com o Flamengo, e ele está entre nós. Existe peso maior que este?

Se Carpegiani não consegue desenvolver trabalhos de alto nível há um bom tempo, por um lado, por outro ele é o treinador que carregou o maior peso já portado por este clube. Administrou um time com Zico, Júnior e companhia, levando uma catimbada Libertadores e o Mundial de Clubes, com a estrutura futebolística que, hoje, seria vista como amadora. Temos, portanto, a opção de analisar Carpegiani por dois diferentes espectros, sendo otimista ou pessimista. Contudo, muito além de convencer, ele tem a oportunidade de mostrar a todos seu trabalho e provar para os desconfiados toda sua capacidade.

O começo de seu trabalho tem sido bastante positivo, principalmente pelas oportunidades dadas aos garotos da base, que efetivamente responderam em campo. Com praticamente um mês para a estreia na Libertadores, o treinador tem tempo de sobra para ponderar sobre variações táticas e definição de peças, lidando com um elenco com qualidade técnica individual acima da média mas deficiente em campo.

Particularmente, já sendo claro o amplo conhecimento futebolístico de Carpegiani, sigo a tendência de sempre a confiar em trabalhos sérios e objetivos – motivo pelo qual ponho muita fé em um excelente ano para o Flamengo. Nosso lado mais místico nos prova que, frequentemente, não adianta termos o melhor jogador, o melhor treinador, o melhor elenco… mas sim o jogador mais improvável, o elenco mais improvável, com o treinador mais improvável… desde que tenham a essência rubro-negra em si. O Flamengo depende do rubro-negrismo e não adianta para onde corremos. Se nosso treinador é digno de tal, então é com ele que estou fechado. Boa sorte, Carpegiani! Sua história é a nossa história!
SRN!
Rodrigo Coli
Twitter: @_rodrigocoli
  • Manoel

    Eita q o coluna hj so posta merda

    • Antonino Machado

      É verdade está postando o que vc tem nesta cabeça idiota o Manuel bactéria.

  • PAULOFLA

    Eu sempre falei isso.
    Pra estar no flamengo tem que ter pele rubronegra.
    Sangue flamenguista.
    O que estamos vendo nesse início , é tudo isso.

  • RcLima

    Esse colunista sim deveria carregar a alcunha de O otimista, não aquele outro que escrevi coisas sem sentido.

    • Evandro Lima

      Tbm gosto dele p isso.

  • Evandro Lima

    Boa Rodrigo, as coisas no Brasil não funcionam como na Europa, todos os dias surgem novos talentos, novas evoluções nos talentos de talentosos jogadores, com essa evolução, se apegar e definir um único esquema, vai paralisar tudo, Carpa sabe muito bem dessa malícia no futebol, talento que ninguém esquece, apenas a idade limita o talento de jogar futebol, daí vc passa a ser professor como Carpegiani é, ele não esqueceu o seu talento e muito menos os ensinamentos, temos um excelente jogador que agora é um excelente professor!

    Seu trabalho ensinado no dia dia já deu para ver sua capacidade, acho que vamos ser campeões do FERJÃO invictos e de forma melhor se continuarmos neste ritmo. Também teremos uma temporada melhor se depender dele, pq se os jogadores não corresponder, serão substituídos, seu estilo de trabalho é assim, ninguém é titular absoluto, se não responder em campo, ele muda, não insiste num pereba!

  • Hymerfla

    Carpegiani apesar do que conquistou vai ter que provar pq parou no tempo no quesito titulo! Depois da decada de 80, ganhou mais nada de relevante, apesar de bons trabalhos que nao resultaram em conquistas. O parametro vai ser a libertadores, pq esse carioca esta baba demais.

  • Fabio

    Acredito que a dúvida que paira sobre o trabalho do Carpegiani nos títulos de 81 sejam: ele assumiu uma equipe já montada pelo brilhante Coutinho, nesse time que ele era ex-jogador, ele deu sequência ao trabalho e o material humano era fantástico: Leandro, Andrade, Adílio, Júnior, Zico… tanto que após comandar essa verdadeira seleção ele teve pouco sucesso como treinador. Mas de princípio vem fazendo um bom trabalho, mas é muito cedo para avaliações, esperamos e torcemos que ele recupere o rumo ascendente em sua longa carreira…

  • Fernando Menezes

    Tá bom, mas vc, colunista, queria falar o quê mesmo?
    Temos menos de 1 mês para o jogo da Liberta e o primeiro esboço foi uma merda, o jogo contra o bacalhau.
    Concordo, acredito no trabalho do Carpegiani, mas não fiquemos com essa de mística, boa vontade, blá blá blá.
    Temos um time que desde 2016 é arame liso e, contra os vices sofreu da mesma síndrome, precisamos ver que trabalho será feito para corrigir isso, já são 2 semanas inteiras de trabalho, vamos ver contra o N. Iguaçú o que vai ser colhido.

    SRN

  • Thiago pereira dos santos

    Pra mim é um treinador fraco,em que caiu de paraquedas com aquele timaço do flamengo nos anos 80,onde só tinha craques,e por isso conseguiu ganhar tudo,só que depois disso não conseguiu ganhar mais nada,e hoje estava praticamente esquecido no cenário do futebol brasileiro,até o flamengo contrata-lo de novo. Mas é claro que ele também teve os seus meritos naquelas conquistas,e vem fazendo até um bom principio de trabalho,dando mais oportunidades pros garotos da base nesse lixo de Carioca. Só que é muito cedo para analisa-ló,pois o Carioca não é parâmetro pra nada,vamos aguardar mais pra frente.

  • Rob Jardim

    Só não gostei dele falar que o time jogou bem contra o Vasco . Tinha que ter cobrado todos por não ter ganho daquele time feio. Jogador fica pensando que eles jogaram bem.