Por que a nossa pré-temporada já deu errado!

Olá, coleguinhas do Coluna do Flamengo, muitos temas em voga. Como quem me segue já está acostumado, vamos fugir dos assuntos da moda e falar sobre algo que, se não está, deveria estar incomodando a nossa torcida: a pré-temporada.

Como todos já devem estar cansados de saber, o nosso calendário é ridículo e sou grande crítico do modelo. O tempo dispensado para as partidas não é satisfatório para um futebol de alto nível. Com dois jogos na semana você deve imaginar que um time de futebol joga no domingo, tem folga na segunda, um treino leve na terça, joga na quarta, recupera na quinta, na sexta é que pode fazer algum treino mais específico, para no sábado reduzir a carga e domingo começar de novo. Insano.

Já parou para pensar em como os times mostram um modelo de jogo no primeiro semestre e outro no segundo? E o número de jogadores lesionados? Alguma vez comparou com as ligas europeias? Realmente a comparação é desleal.

Aliás, voltando a falar do tema, sabe como funciona a pré-temporada nos grandes centros de futebol? Eu lhe digo: a pré-temporada é composta de seis semanas de treinamentos que visam preparar o jogador fisicamente para a maratona de jogos que virá. Isso quer dizer 60 mais ou menos. Inferior aos praticados por aqui.

A partir de então os times começam a fazer jogos-treino paulatinamente. 30, 45, 60 minutos, até completarem 8 semanas que é quando os campeonatos começam. Parecido com o Brasil?

Então vamos ver, o Flamengo se reapresentou com os principais jogadores no dia 13 de janeiro. Fez uma cena tirando jogadores da copinha para a partida do campeonato carioca, mas oito dias depois lá estavam cinco jogadores do time principal. Não seria uma tragédia caso fosse o planejamento fazer um rodízio com os jogadores considerados principais. Não era.

Na partida seguinte que fora realizada onze dias depois da reapresentação, três jogadores foram somados aos cinco da partida anterior. Lembram o que aconteceu no jogo seguinte? Clássico contra o Vasco e dos 14 jogadores que participaram apenas um subiu este ano. Ou seja, treze jogadores considerados principais jogaram a partida.

Agora eu te pergunto: por quê? Por que motivo o Flamengo se arriscaria a não ter uma pré-temporada digna e provocar lesões, fora abrir mão do único período no ano em que o treinador poderia implantar o seu conceito de futebol? Resultados, meus amigos. Simples assim. E no carioquinha. Triste.

Mais a frente não poderemos aceitar que o treinador reclame de falta de tempo para treinar. Será incoerente… Lembra que falavam que Everton Ribeiro precisava de uma boa pré temporada para começar a ser o jogador que precisamos? Vai continuar precisando!

Anderson Alves, O otimista.

143 Comentários
Carregando comentários...