Home Colunas A fantástica fábrica de Neguebas

A fantástica fábrica de Neguebas

2558
62
SHARE

É tetra! Como é bom ver que o investimento financeiro feito por Bandeira & Seus Blue Caps já está dando retorno e resultados imediatos, mais um ponto para os carecas.

Ainda que mais um título da principal competição da divisão de base ratifique essa força atual do Flamengo na categoria, vale ressaltar que os troféus não são fundamentais. A boa formação de atletas e o aproveitamento deles no profissional é a chave do sucesso.

Mas formar jogadores que já demonstram espírito de decisão tão aguçado, e não tremem em situações como a de ontem, é animador para a Nação Rubro-Negra. Cada vez mais a Base vem madura, fria, decisiva, e campeã. Enfim, a Base não só vem forte, mas também vem com personalidade.

Final não se joga, se ganha! E aqui é Flamengo!” – Lucas Silva.

Se outrora cansamos de nos iludir com os ‘novos Zicos’, que não vingaram e mal eram aproveitados no profissional, hoje nos assustamos com tamanho potencial dos ‘novos Neguebas’. Da descrença surgiu a segurança, e o desafogo pode ser a molecada.

Claro que não tem como lançar sob os ombros dos meninos a responsabilidade, e exigência do megalomaníaco torcedor rubro-negro, mas ficou claro que no Carioca, por exemplo, eles podem fazer a diferença, e se firmarem na categoria de cima.

A Base é um patrimônio do Flamengo, um ativo. Base é dinheiro, são joias que se garimpadas, podem ser lapidadas e virar um tesouro para os cofres do clube, grana! É aí que entram os títulos, ficar em evidência, e concretizar a marca do Flamengo campeão da Base como um grande formador, é Marketing!

Poderemos não só aproveitar ainda mais no profissional esses jogadores formados no Ninho, não precisando mais contratar jogadores medíocres para compor elenco, como também poderemos vender mais no mercado, e principalmente, vender mais caro, ganhamos status.

Os investimentos na Base devem continuar, e aumentar, por quê não? Já estamos colhendo os frutos, e o futuro é promissor nesse segmento para o Flamengo, o maior clube do Brasil deve ser o maior formador de atletas do país.

Historicamente, ‘Craque o Flamengo Faz Em Casa’ e foi assim que em outros tempos conquistamos o mundo. Estamos no processo de resgate dessa magia, que faz parte da identidade rubro-negra e da natureza desse gigante que cada vez mais dá sinais que está acordando.

Acostume-se flamenguista! Esse foi só o primeiro título de um ano que pode ser histórico. São bons presságios para o restante da temporada, que o grito de campeão seja uma constante.

Que os deuses do futebol estejam com o Flamengo!

Vinny Dunga
vinny.dunga@colunadoflamengo.com

Comentarios

comentário