A copinha 2018 já serviu ao seu propósito para o Fla

Caros Rubro Negros,

Seguindo a lógica de dar ao Ferjão 2018 a atenção que ele merece hoje eu gostaria de falar com vocês sobre nossos jovens que vestem Rubro Negro na Copinha, uma vez que amanhã será realizada a final do torneio, na qual o Flamengo enfrentará o SP, ambos em busca do tetracampeonato da competição.

Claro que ganhar é sempre bom e estarei atento a partida como for possível, assim como muitos de vocês, torcendo pela vitória. Contudo, algo muito mais importante que esse título já foi alcançado: Revelar jogadores talentosos e que sejam aproveitados no time principal. Vale lembrar de times que têm vários títulos da copinha e têm aproveitamento pífio da base no seu time principal.

Ao olharmos para os últimos anos fica claro que o Flamengo tem aproveitado mal os jovens da base. Mesmo que isso tenha mudado um pouco de figura nos últimos meses, vale salientar essa deficiência nos últimos anos, seja por excesso de zelo em alguns momentos ou por uma pressão excessiva em outros. E aí tem sido um tal de contratar “jogador pra compor elenco” que eu vou te contar. Quando na verdade compor elenco deveria ser sempre (ou quase sempre) feito com jogadores da base. Contratação deveria ser de jogador que vem para ser titular, ao menos em um primeiro momento.

Seguindo essa lógica e olhando para os garotos do Flamengo vários chamaram a atenção e alguns inclusive já subiram para o time de cima, ao menos nesse início de temporada, que promete ser até mais desgastante que a temporada 2017. E vale lembrar que algumas das carências do nosso forte elenco principal podem sim ser preenchidas com esses jovens talentosos e com muito futuro pela frente.

Então fiquemos de olhos em jovens como os “Lucas”, Bill, Klebinho, Vitor Gabriel, Gabriel Batista e companhia. Estejam eles agora na final da Copinha ou no jogo contra o Bangu pelo estadual. Acredito que muitos deles têm condição de serem muito úteis ao Flamengo em um futuro próximo. E um boa sorte aos que jogarem a final. Mesmo que a copinha 2018 já tenha servido ao seu propósito ao Fla, um título serve para aumentar a moral dessa garotada “geração 2000” que tem tudo para ter muito sucesso! Quem viver, verá.

Opine, elogie, critique…Participe!! E se você ainda não é Sócio-Torcedor…faça o seu imediatamente!!! O seu maior benefício é ver um Flamengo cada vez mais forte!!

Luiz Henrique Amorim

Pixotada: Retrógrados no comando: Via de regra a FERJ erra demais na minha visão. Aí no dia que eles acertam vem uma turma com uma visão bem estreita, para dizer pouco, e mete o bedelho só para atrapalhar…

Golaço: Gostei bastante da coluna do amigo Matheus Brum e recomendo a leitura. Certamente sou da opinião que o Flamengo tem que alçar voos mais altos e deixar de vez esses ecos de passado já distante. Mas vale lembrar sim a lama na qual esses time se encontram hoje e ponderar onde estaríamos caso o Flamengo não tivesse mudado seus rumos e suas praticas administrativas. Sou da opinião que poderíamos estar piores do que eles. Assim, vale a lembrança, vale o reconhecimento do que foi feito de bom nesses anos, as críticas ao que precisa melhorar. E vale vigiar, por que o que vai ter de gente tentando se aproveitar disso daqui pra frente não é brincadeira…

Sobre a coluna anterior: A interpretação que cada um dá as coisas é sagrada. Mas não deixa de ser curioso que a mesma coluna tenha gerado comentários reclamando de excessivas críticas a diretoria e comentários falando em “puxa saquismo”. A verdade passou longe de ambas as avaliações. Sempre busco o equilíbrio. Sempre busco ser correto e justo. Acerto? Elogia-se. Erro? Critica-se. Simples assim.

Seção Gato mestre: Acho que nunca errei tanto nessa seção quanto na coluna passada. Os jovens me surpreenderam muito positivamente. Dito isso e com a expectativa para estreia do reforço Marlos Moreno, acredito que o time fará uma partida melhor que a do fim de semana passado e trará pra casa mais 3 pontos no Ferjão 2018. Flamengo 2×0 Bangu.

9 Comentários
Carregando comentários...