Consórcio Maracanã dá prioridade a shows, e futebol fica em segundo plano

O imbróglio Maracanã não têm fim. Após muitas negociações em meados de 2017, para o Flamengo mandar jogos de grande apelo no estádio, 2018 começou com indefinições. De acordo com O Globo, a administradora Maracanã S.A. (Odebrecht e AEG) já têm agendado vários shows no gramado do templo do futebol brasileiro.

A concessionária marcou, em 16 dias, cinco shows para o local, fazendo com que o futebol ficasse em segundo plano. O estádio perderá muitas partidas de grande apelo, como duas semifinais, uma final, dois clássicos do Campeonato Carioca e a estreia do Mais Querido na Libertadores.

O gramado do Maracanã costuma ser trocado duas vezes por ano, estando previsto uma troca para o dia 26 de fevereiro, antes disso passará por eventos que prevê multidões pisoteando a grama do saudoso Maior do Mundo. O “Carnaval dos Sonhos”, que ocorrerá três dias seguidos no feriado, será o maior responsável pela corrosão do gramado. O cantor Wesley Safadão, a dupla sertaneja Jorge e Matheus e um evento de música eletrônica passarão pelo palco montado por lá. Ainda terá show do músico britânico Phil Collins, no dia 22/02, e da banda americana Foo Fighters, no dia 25/02.

Após o replantio da espécie “bermudas celebration”, precisa-se aguardar de 10 a 15 dias, dependendo do clima chuvoso ou não no período. Este prazo faz com que, na estreia da libertadores, a grama esteja imprópria para uso desportivo. Isso faz com que o clube tenha que correr para um plano B, que por ora seria o Engenhão. É importante ressaltar que tudo dependerá da punição imposta pela Conmebol no julgamento do caso de selvageria ocorrido na final da sul-americana, contra o Indepediente.

O presidente rubro-negro Eduardo Bandeira de Melo e mais dois funcionários que cuidam da logística do clube disseram desconhecer o impedimento de usar o estádio, com o qual têm contrato de uso.

– O Maracanã é a nossa primeira opção. Não me passaram nada de que não poderíamos mandar a partida lá, caso não haja a punição. Claro que estamos esperando a Conmebol. Mas não fomos avisados de nada até agora.-, Disse o dirigente.

O campeonato carioca sofrerá bastante com esses shows, ocorrendo sérias mudanças em seus prognósticos. As semifinais e a final da Taça Guanabara, que estão marcadas para acontecer nos dias 9, 10 e 18 de fevereiro, não poderá ser no maracanã. Apesar de ter grama, estará fechado para os eventos. O FLAxFLU, pela Taça Rio, do dia 25/02, e o clássico entre Flamengo x Botafogo, do dia 04/03, também terão que procurar outro palco.

O consórcio se pronunciou através de nota, dizendo que: “O Maracanã estará disponível para o futebol a partir do dia 10 de março. Podendo antecipar para os dias 7 ou 8, no máximo.”. Porém, isso dependerá das condições climáticas e da qualidade do gramado.

Já há quatro shows agendados para o ano de 2018, são eles: Phil Collins, Foo Fighters, Pearl Jam e Roger Walter (em outubro). Segundo o edital da licitação, o recomendado é que haja somente dois, acima de 40 mil pessoas, e que dê preferência ao futebol. A Civil do Estado, responsável por fiscalizar o contrato, não se pronunciou sobre o caso ou se haverá penalizações à Maracanã S.A.

46 Comentários
Carregando comentários...