GE: “Reforços, patrocínios, bilheteria… saiba o que Fla prevê no orçamento para 2018”

Com investimento acima de R$ 60 milhões em 2017, o Flamengo põe o pé no freio para ir ao mercado em 2018. No orçamento aprovado na última semana, o recado para a gestão do futebol foi a seguinte: é hora de vender e emprestar atletas se quiser usar recursos para contratar. Das receitas de R$ 477 milhões – inferior aos R$ 632 milhões de 2017, impulsionados pela venda de R$ 145 milhões de Vinicius Júnior e R$ 29 milhões de Jorge – apenas R$ 15 milhões estão previstos para contratações – como antecipou o jornal “Extra”.

Dos R$ 15 milhões previstos para contratar, hoje há “apenas” R$ 5 milhões para se lançar ao mercado.Isto quer dizer que o orçamento “exige” R$ 10 milhões em vendas para poder lançar a receita para o futebol. Ou seja, o que entrar de dinheiro de negociações de atletas será diretamente levado ao futebol para contratações.

A intenção é negociar atletas que vieram a custo alto e não renderam como se esperava. Além de vendas, o futebol vai buscar mercado para Rômulo, Mancuello, Alex Muralha, entre outros. Caso não consiga venda, a ideia é até emprestar alguns jogadores – tudo para reduzir a folha salarial e abrir espaço para chegadas.

No orçamento, os custos com “despesas pessoal” – que inclui a folha de jogadores e todos funcionários remunerados do Flamengo – vai ter redução de R$ 3 milhões. Saindo dos atuais R$ 183 milhões do ano de 2017 para R$ 180 milhões. A folha do departamento de futebol deve se manter no patamar de R$ 10 milhões mensais.

Maior arrecadação com sócio torcedor

Outros números que foram analisados e aprovados pelo Conselho de Administração na última semana. Para a linha de patrocínios, publicidade e royalties, a previsão é de maior arrecadação, saindo de R$ 97 milhões para R$ 102 milhões – a maior parte dessas receitas com os patrocinadores Caixa, Carabao, além da fornecedora de material esportivo Adidas.

Ponto negativo do orçamento 2017, a bilheteria arrecadou menos R$ 12 milhões do que o previsto no início do ano. Na readequação do orçamento, aprovado no meio do ano, o Rubro-Negro baixou a expectativa de R$ 61 milhões para R$ 49 milhões. Em 2018, a previsão é de repetir os R$ 49 milhões de bilheteria.

Por outro lado, com a marca de 100 mil sócios torcedores em 2017, as receitas com o programa Nação Rubro-Negra terão crescimento, prevê o orçamento do Flamengo para 2018. De R$ 42 milhões neste ano para R$ 47 milhões nos próximos 12 meses.

Fonte: Globo Esporte / Raphael Zarko

  • Toninho Peixoto

    O que me incomoda é essa lentidão, Flamengo parece que não tem Olheiro. Tantos jogadores promissores e consolidados por aí.
    Palmeiras vai sinistro pro próximo ano, fizeram piada com o número de contratações mas muitas estão surtindo efeito.

  • Berillo Brandão Filho Brandão

    Esta coluna virou uma sucursal das organizações globo. É um tal de copiar e colar. Já foi melhor isso aqui. Mas o dindim sempre falando mais alto. Infelizmente a maioria do indivíduo humano tem preço

    • Victor Ferreira

      Sempre foi isso. Copiam muito do UOL,também.

    • Tiago Kabu DF

      mais a ideia do site e essa, divulgar todos as noticias do flamengo em um só site.

  • Johann Schreiber

    “Dos R$ 15 milhões previstos para contratar, hoje há “apenas” R$ 5 milhões para se lançar ao mercado.Isto quer dizer que o orçamento “exige” R$ 10 milhões em vendas para poder lançar a receita para o futebol.”

    Meu Deus, isso só pode ser piada, e eu achando que 15 milhões de verba era mesquinharia. 5 milhões de reais hoje em dia não vale absolutamente NADA no mercado.

    • Toninho Peixoto

      Vai ter que ser na base da raça e da estratégia em 2018

    • Victor Ferreira

      Só podem estar roubando o clube. Olha as comissões absurdas

  • Victor Ferreira

    Roubou tanto do Fla nas comissões de contratações, que a torneira secou?

    De 633 milhões de receita em 2017, tem apenas 15 para contratar é um absurdo! Tomara que isso seja só uma medida pra não inflacionar o mercado.
    É uma incopentencia ter 15 milhões para contratar. Nem quando estavamos falídios tinhamos tão pouco.

  • José

    O smurf banana devia pedir dinheiro emprestado ao Caetano. Aposto que esse bacalhau torrador de dinheiro faturou às custas do Flamengo.

  • Murilo Sousa

    Isso é brincadeira, é só uma forma de não inflacionar o mercado. Não acredito nessa história de termos 5 milhões no caixa, se eu acreditar nisso é ter ciência que estão passando a mão no dinheiro do clube.

    • Adriano Gomes

      Realmente muito estranho esse valor, principalmente pela venda de Vinicius Jr. Talvez esse valor seja pequeno devido ao investimento em um novo CT a nível Europeu para os profissionais – que deverá ficar pronto em novembro/2018.
      Esses 15 milhões deve ser o que “sobrou” do dinheiro para investimento no futebol em 2018.
      E tb com a provável compra do terreno para construção do estádio do Flamengo.