Ex-jogador do Independiente diz que é mais difícil jogar no Maracanã do que na Bombonera

Os primeiros 90 minutos da decisão da Sul-Americana serão disputados nesta quarta (06), mas muita gente já está com a cabeça no jogo da semana que vem, no Maracanã, que terminará com Flamengo ou Independiente-ARG erguendo a taça da competição.

Relembrando o templo do futebol brasileiro, o ex-jogador do Independiente, Javier Mazzoni falou sobre a dificuldade que é jogar no Maraca, afirmando que é ‘pior do que na Bombonera, com Maradona ou Riquelme’.

VEJA O VÍDEO DA FOX SPORTS, SOBRE A AFIRMAÇÃO:

O primeiro duelo será em Avellaneda, às 21h45. Para buscar a vantagem na Argentina, o Mengão deve ir a campo com a seguinte escalação: César, Pará, Réver, Juan e Trauco; Cuéllar, Willian Arão e Diego; Everton Ribeiro, Lucas Paquetá e Felipe Vizeu.

  • Reginaldo Da Silva Germano

    Tomara que não coloque o Vinícius Jr caso esteja em desvantagem no placar, assim, a responsabilidade vai cair em cima do garoto.

    • Luiz Adami

      E tenho certeza que ele vai resolver.

      • Reginaldo Da Silva Germano

        É muita responsabilidade só colocar o garoto quando o time está em desvantagem, tudo bem que ele entra com o adversário cansado, mas eu acho que o Vinícius Jr não precisa de enfrentar adversário cansado.

        Ele e muito bom de bola, da para jogar de igual para igual com qualquer um. A opinião do Zico, um técnico de futebol, e a mesma de todos, ou quase todos. O Vinícius Jr precisa entrar como titular, ele vai cansar o marcador, e aí nós quinze minutos finais coloca outro se for o caso.

    • tywin lannister

      por mim já começava de titular

      • Pedro Silva

        Verdade, se começarmos com o moleque, seria muito melhor.

  • Sílvio Marcelo

    Já pode ter sido… porque hoje tá difícil…

  • Almir Ribeiro

    Espero que a torcida apoie o jogo inteiro e faça valer a “mistica”. A torcida do Flamengo fica muitas vezes calada de mais (a torcida de hoje é menos participativa a meu ver). Só apoiar quando estiver ganhando é muito pouco. Os gringos tem que sentir a força da nação, como a torcida hoje vai apoiar o time deles com certeza.
    Mesmo que já não seja o velho maraca, a energia, a força do grito, do canto, tem que estar presente o jogo inteiro. Sinto muitas saudades das bandeiras tremulando, da torcida gritando e empurrando o time. Foi assim que construímos a nossa história com o maraca.

  • Mulher do Algures

    Já ta dando desculpa em caso de derrota.

  • rafa

    outros tempos