A Última Cartada!

Salve, Salve Nação Mais Linda do Mundo!

Estamos nos aproximando do último jogo oficial do Mengão na temporada 2017 e que jogo, meus amigos! Uma final! Mais uma! E, como eu disse anteriormente em coluna pregressa, batalha não são jogadas, batalhas são vencidas. A conquista não apagará o ano muito aquém das expectativas de todos, mas confesso que nos dará um ânimo para reformularmos corretamente o elenco para 2018.

Como fizéramos anteriormente contra o Junior Barranquilla, devemos encarnar o mesmo espírito de equipe e entregar mais ainda dentro de campo. Fazendo isso, teremos grandes possibilidades de revertermos o placar adverso colhido em Avellaneda, na última quarta-feira.

Sim, falta muito ainda. Dois dias, para ser mais exato, mas a ansiedade já se agiganta devido ao tamanho e à importânica da partida. Teremos, efetivamente, a oportunidade de provarmos que podemos sair de um revés para levantarmos uma taça. Esse elenco deve isso à imensa massa negro-encarnada.

Mas para que ratifiquemos a virada, necessitamos de muito controle emocional. Nossa capacidade psicológica será testada de maneira exaustiva, tanto pelos jogadores do Independiente quanto pela arbitragem, como tradicionalmente acontece.

Por isso enfatizo que devemos nos controlar, e muito! A cabeça do grupo que entrará em campo deve estar focada no jogo (e apenas no jogo) durante os noventa minutos e mais os acréscimos. Não podemos deixar-nos intimidar e nem que nos tirem do controle emocional na partida. Além disso, temos a obrigação de fazer com que a força de nossa inigualável torcida, dentro do estádio mais famoso do mundo, jogue a nosso favor.

Analisando friamente pelo que foi visto na última partida, avalio que temos muitas chances de levantarmos a taça. Digo isso baseando-me na observação do time argentino na ocasião do primeiro jogo: os caras são muito entrosados, têm um conjunto muito bom, são perigosíssimos nos contra-ataques e muito bons ofensivamente.

O calcanhar de aquiles dos hermanos é, no meu ponto de vista, a sua fragilidade defensiva. Além de serem fracos defensivamente, são igualmente ruins no jogo aéreo. Devemos saber explorar essas deficiências a nosso favor e nos mantermos bem postados e atentos durante toda a partida para não deixarmos que sua transição rápida nos surpreenda.

Falando francamente, os dois gols que tomamos nos primeiros noventa minutos foram em lances fortuitos pontuados por falhas individuais nossas, mas que contaram com certa sorte dos jogadores adversários. No primeiro deles, o atacante que deu a assistência se enrolou com a bola e quase ia passando por ela quando conseguiu rolar na medida para o chute do centro-avante. No segundo, o atacante adversário avançou sozinho pelo meio e seu arremate a gol foi de rara felicidade, a bola entrou no único lugar onde poderia entrar.

Já nós, ofensivamente, ficamos devendo uma vez mais, principalmente no quesito arremates a gol. Como finalizamos mal, não é mesmo? Se nosso aproveitamento fosse dez por cento maior, teríamos ido muito mais longe em todos os campeonatos disputados. Não foram raras as nossas chances de gol na partida da última quarta-feira, mas novamente pecamos nas finalizações, o que já nos tira o sono há algum tempo, desde antes do Rueda assumir o comando do Mais Querido.

Bom, o recado está dado! Devemos aguardar a hora da partida. Vamos ver do que esse elenco é capaz! A receita para o sucesso é sempre a mesma: compactação, domínio de bola, qualidade nos passes e nas finalizaçoes. Uma boa marcação também é fundamental.

Ah, e o principal: que mestre Rueda escale os melhores, os MELHORES! Não adianta vir com paliativos quando temos que ganhar a partida. É tudo ou nada! Simples assim! Que Deus ilumine a sua mente e a de nossos atletas para lograrmos êxito em mais essa empreitada. E que a reformulação já se inicie após o apito final. Vai pra cima deles, Mengo!

O Flamengo simplesmente é!
Saudações Rubro-Negras a todos!

Fabio Monken

Sugestões? Críticas? Elogios?
Deixe seu comentário e faça-o com educação e respeito.
O Debate SEMPRE é salutar, mas a ignorância e a falta de educação são os combustíveis dos fracassados!

26 Comentários
Carregando comentários...