Home Destaque “Um projeto de estádio acústico na Gávea só faz sentido se for...

“Um projeto de estádio acústico na Gávea só faz sentido se for complementar”, diz Wrobel

762
12
SHARE

Em maio deste ano, o Flamengo junto com a Prefeitura do Rio, assinaram um Protocolo de Intenção para a Construção do Estádio Acústico da Gávea para jogos de menor apelo e com capacidade aproximada de 25 mil pessoas.

Houve até um avento que contou com a presença do prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, do presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello e da ex-presidente Patricia Amorim, então subsecretária municipal de Esportes e Lazer.

A intenção da construção do estádio chegou a causar polêmica com a AMA Leblon, Associação de Moradores do Leblon, que se mostraram contra a iniciativa. Alexandre Wrobel falou que para dar andamento ao projeto, o Flamengo tem que definir a questão do estádio próprio, pois vê a Gávea como complemento.

O projeto chamado de Estádio Acústico da Gávea só faz sentido se for complementar. O Flamengo não pode se contentar com um estádio de 20, 25 mil lugares diante da grandeza da nossa torcida. Se o Flamengo eventualmente ficar com o Maracanã, aí faz todo sentido construir um estádio acústico na Gávea para jogos menos importantes, de menor apelo, acho que faz todo sentido. Agora, não ficando com o Maracanã e você sabe que estamos trabalhando nessa hipótese firmemente, aí não faz sentido nenhum porque realmente o Flamengo precisa de um estádio para 50 mil lugares. Aí vamos partir para construção de um estádio próprio -, disse Alexandre Wrobel em entrevista ao Blog Ser Flamengo.

Conversa com a Associação de Moradores

Houve alguns contatos e algumas conversas. Com relação a Arena Mc Donald’s, esse projeto foi conversado, foi mostrado sim. Com relação ao estádio, era algo muito embrionário, inicial, nós não tínhamos projeto. Nosso interesse não é de conflito, não é de briga. Só que o Flamengo tem os direitos dele, nós estamos aqui há muitos e muitos anos. Tenho fotos aqui quando não existia nada no entorno e existia o estádio da Gávea. Depois foi construído o Shopping Leblon que a Associação era contra e hoje vejo que é um benefício. Nós não queremos botar aqui um monstrengo de 60, 70 mil lugares, não queremos criar um edifício garagem com 3 mil vagas, só que hoje a cidade cresceu, você tem o metrô aqui do lado, o metrô chegando no Leblon, em breve a estação da Gávea. Seria um estádio de pequeno porte, fechado. Então, na nossa concepção, é um presente pra cidade. 

Projeto inicial do Estádio Acústico

A gente tem sim um projeto inicial do estádio da Gávea, mas não adianta levar isso adiante sem ter a definição do nosso estádio. O Flamengo não vai gastar dinheiro, a gente tem que trabalhar com o pé no chão por mais que nós todos tenhamos essa ansiedade natural de resolver essa questão do estádio. É um caminho complexo. Existem várias variáveis nessa história que tem ser estudadas.

Veja a entrevista completa:

Comentarios

comentário

  • Rafael

    o estádio virou lenda

    • Cadu Souza

      O Fla há apenas alguns anos atrás tinha uma dívida de mais de 700 milhões e um estádio do porte de 50 mil pessoas deve custar em torno de uns 400 a 600 milhões dependendo dos seus moldes.
      Vcs devem achar que dinheiro cresce em árvores e que o Fla tem uma plantação. É por isso que a maioria dos brasileiros tem problemas com SPC… Só pensam em ter o bem não importa como vai pagar depois.

      • Rafael

        Concordo com você cara. Calma. O Fla sozinho dificilmente irá construir um estádio de grande porte de um dia pro outro, e é pra isso que se faz parcerias, assim como o Palmeiras e allianz e vários outros clubes que foram beneficiados com a copa do mundo. Vejo que a diretoria tem planos, mas estão muito cautelosos pra fazer uma coisa boa e também pra evitar problemas posteriores. Dependendo do tempo e forma que se vá construir, espero que seja uma arena de qualidade. Mas não custa nada a torcida cobrar, o Fla é um time muito grande e necessita de um estádio.

  • André N Lessa

    Um estádio acústico na Gávea só faz sentido ser discutido depois que a Arena McFla fique pronta. Aliás, me perdoem a minha ignorância sobre o assunto:

    A obra já começou?
    Alguém tem informações sobre o seu cronograma e data de entrega?

    SRN

  • Rafael Rocha

    Ou seja nunca vai sair do papel

  • Marcelo Beer

    Wrobel por favor para de enganar a torcida… comece a fazer bons negócios e negócios com planejamento… me parece que vc não sabe o que é isso… vc está a 2 anos na pasta e fez o que… um CT que tem várias limitações… o Hotel sumiu… estudou 50 terrenos para estádio e escolheu aquela por caria de terreno em Manguinhos… quer um estádio pequeno para 50 mil… vc sabe que não atende…agora vem com esse papo de estádio acústico… vc sabe que não sai do papel… os a arena McFla.? Wrobel a sua GESTÃO e ridícula…Pifia… vc gosta muito de aparecer… dar entrevista agora trabalho consistente nada…. trabalhe calado…agora maldita diretoria que quer sempre aparecer… ninguém aqui e bobo

    • Cadu Souza

      50 mil não atende ao Fla? Ter um estádio com mais de 60 mil e só ter essa lotação em no máximo 10 jogos por ano e no restante público entre 10 e 20 mil? Vejo que vc é muito inteligente e capacitado, deve ser uma pessoa bem sucedida na sua área de atuação. É cada imbecil que comenta aqui que pelo amor de Deus.

      • Marcelo Beer

        E só fazer um estádio com um custo beneficio barato e cobrar um preço de ingresso justo… raciocina seu animal… o Penarol e o Carro Porteno acabaram de fazer estádios novos e baratos… somos um país pobre e não adianta cobrar ingresso de 200 300… não está funcionando essa política…. veja o São Paulo esse ano…. preço justo estádio sempre cheio… agora se vc concorda em pagar caro vc e um autêntico trocha… bilheteria hj não faz mais parte do orçamento principal no futebol… temos que pensar no ganho técnico…ai sim e resultado…acorda o palhaço

      • Marcelo Beer

        Outra coisa … se vc conseguir metade do que fiz na minha vida profissional se considere um vencedor… digo só metade… ajoelha e reza

      • Marcelo Beer

        Hj a principal renda dos clubes são TV Patrocínio Sócio torcedor e Venda de Jogadores… bilheteria vem depois… temos que pensar em ganho técnico…ai sim as outras receitas aumentam…..o estádio e crucial nessa matemática… estádio cheio faz a diferença

  • Marcelo Beer

    Já estou cheio de promessas

  • vai te lascar, ficar com essa de complementar, esse infeliz nao fez nem um estadio para 10k fica ai com graça
    a arena cobra ingresso que custam o olho da cara e nao conseguem lotar o estadio, imagina um estadio no leblon o ingresso sera ainda mais caro ai tem 25 mil cadeiras e só vao ocupar 10k