Sobre ídolos e profanos

Confesso que não li nem assisti a nada sobre os trágicos acontecimentos de domingo, na Ilha do Urubu. Tudo sobre o que sei, testemunhei e senti in loco.

Fui ao Rio para participar da Confraria do Coluna do Flamengo. Projeto espetacular e festa memorável feitos por quem ama o clube. Celebramos na Gávea. Contemplação. Senti-me abençoado por estar no mesmo local onde meus ídolos treinaram e se eternizaram.

Suas presenças físicas não eram necessárias. A matéria da qual são feitos os ídolos é intangível. Algo bom para a manutenção dos afetos.

Reverenciei e agradeci a todos.

Também achei por bem me desculpar com alguns deles. Dificilmente a conexão do jogador com a Magnética ocorre de forma serena, linear, indolor. Por diversas vezes fui impaciente e, quiçá,  até mesmo desrespeitoso.

Essa conexão, via de regra, ocorre sob forte desconfiança e imensurável pressão. Muitos, ainda que talentosos, fracassam na tentativa de se juntar aos Inesquecíveis. É a debilidade anímica que os sabotam.

Outros, entretanto, contrariando suas parcas habilidades ou sufocando seus temperamentos irascíveis, elevam-se ao panteão rubro-negro.

Distante dos ídolos estão os indolentes, os profanos. Os que maculam nossa história com suas condutas abjetas e censuráveis.

No domingo, sofri e me compadeci junto aos demais torcedores presentes ao estádio. Todos irmanados pelos mesmos sentimentos de incredulidade e revolta. Outra derrota em circunstâncias surreais.

Se o que afetou a decisão de Muralha, ao tentar driblar Ricardo Oliveira dentro da grande área, não foi uma momentânea privação de sentidos, preciso engrossar o coro de quem o culpa por agir com desprezo e desrespeito ao Flamengo e sua torcida.

Já a falha técnica, no segundo gol do Santos, apenas engrossa uma desastrosa e extensa lista. Fato é que Muralha não tomou aquele gol sozinho. Estavam sob a mesma trave: Eduardo Bandeira de Mello, Fred Luz, Rodrigo Caetano, Victor Hugo e Reinaldo Rueda.

 

SRN!

Twitter: @yurifialho

8 Comentários
Carregando comentários...