Home Colunas Qual o grande problema do Flamengo 2017?

Qual o grande problema do Flamengo 2017?

709
50
SHARE

Caros Rubro-Negros…

Depois de mais um período de muitos eventos que me privaram momentaneamente de escrever nossas colunas semanais, eis-me aqui outra vez. E novamente em um momento frustrante do nosso Rubro Negro, algo bem corriqueiro nesse ano. E é algo bem relacionado a isso que trataremos hoje: Qual o grande problema do Fla em 2017?

Essa tem sido por um bom tempo fruto de discussões, tanto em programas esportivos como em mesas de boteco. Desde a queda na Libertadores, seguida pela claudicante campanha no Brasileirão e a final da Copa do Brasil esse assunto vem permeando a cabeça de 9 entre 10 Rubro Negros. Um ano que começou com grande expectativa por parte da torcida. Um bom elenco, apontado por todos como um dos melhores do país. Finanças em dia, algo que sempre foi um calcanhar de Aquiles para o Fla. Tudo pra dar certo. E agora, já em Novembro, a única avaliação cabível é a de que o ano foi frustrante. (Nada de ser dado a exageros de se falar em “vexames” e “pior ano da história” como já vi em alguns lugares. E muito menos discursos condescendentes e descolados da realidade falando exaltando o título do Campeonato Carioca e o vice campeonato da Copa do Brasil para dizer que o ano é bom. Acredito que a palavra correta seja essa mesmo: Frustração).

Notem a quantidade de vezes que “o problema” foi eleito, seja por parte da torcida ou por parte da mídia. Quantas vezes vocês não viram alguém falar coisas do tipo:

“Se o Márcio Araújo sair do time tudo se resolve”.

” O problema é o treinero e sua panela. Qualquer técnico que pegue esse elenco vai fazer esse time voar rapidinho”.

“Não, o problema é o Vaz, que entrega o jogo”.

Pois bem. O técnico foi substituído por outro muito mais experiente e com currículo invejável. Vaz passou meses sem jogar. MA tem dia que nem no banco fica. Gabriel, outro candidato a “o problema” é outro que sumiu do time. E mesmo com tudo isso jogamos um futebol cada vez pior. Atacamos menos, com menos gente, criamos menos e fazemos menos gols. E até a zaga, que havia ganho mais consistência, já apresenta sinais bem ruins novamente. ( E não, eu não estou cornetando o Rueda. Só poderemos cobrar mais dele no ano que vem. Entre erros e acertos ele tem feito o que pode em uma situação muito mais complicada de se resolver do que parece…)

E os resultados ruins continuam se acumulando. Na ânsia de entender a razão dos insucessos , sempre que algum candidato a “o problema” saia de cena, outros candidatos logo se apresentavam. Falta de cobrança interna, ambiente pouco competitivo, acomodação, falhas de planejamento do elenco, “bananisse” da diretoria e do time. Cada “constatação” mais “criativa” que a outra, em tentativas de achar explicações quase mirabolantes ao invés de admitir o óbvio. O mais recente foi a “falta de vontade, de raça e de indignação com a derrota“. E esse foi como um rastilho de pólvora. Dos mais entendidos de futebol e de Flamengo até aqueles que pouco acompanham o clube foram atingidos por essa ideia. E tal qual uma mentira contada 100 vezes acabou por virar verdade na boca de muitos. Como se nos momentos chave da temporada alguém pudesse lembrar de falta de entrega.

Faltou botar a bola pra dentro em 2 dos 3 jogos fora da liberta, por que criamos diversas chances pra isso. Faltou “casca” pra segurar um resultado positivo em outra ocasião.  Faltou consistência em jogos que apresentamos bom futebol contra rivais diretos pelo alto da tabela do Brasileiro. Faltou agredir mais contra o Cruzeiro na final da Copa do Brasil. Agora…vontade? Indignação com a derrota? É por essas e outras que o novo VP de futebol falou que parecia faltar pirotecnia em alguns momentos… por que se aparece alguém pra bater na mesa na coletiva e pra gritar com jogador na frente de repórter eu creio que praticamente ninguém teria replicado mais essa tentativa inocente(?) porém pueril de encontrar uma explicação complexa para uma frustração quase que impensável no inicio do ano.

A verdade é que a constatação do que faltou é simples e quase ninguém discute o problema óbvio com tantos desvios e tantos motivos candidatos a “o problema”. O que de fato faltou ao Flamengo no ano de 2017 e falta agora mais do que em quase todos os outros momentos É PRATICAR UM FUTEBOL DE BOA QUALIDADE E CONSISTENTE!!!! “Sério? Sério que o “Jênio colunista” vai escrever uma coluna desse tamanho para falar isso???” Sério. Muito sério. Até para contrapor um pouco todos os outros motivos apresentados de forma tão insistente, mesmo sendo tão pouco palpáveis. Em alguns momentos falhamos individualmente de forma contundente. Em diversos outros falhamos coletivamente. E em especial depois da queda da Libertadores Faltou equilíbrio para enfrentar o este Revés e seguir evoluindo. Pode-se dizer que o ano do Fla foi nocauteado ali. E boa parte das pessoas não soube lidar com aquele momento adequadamente, algo que colaborou demais a queda da qualidade do futebol apresentado. A diretoria, com declarações desastradas, mal interpretadas e mal colocadas e que dão até hoje vazão a muitas dessas análises ás vezes com pouca substância e muito veneno. A comissão técnica que não soube mais extrair o melhor do elenco e de certos jogadores. O próprio elenco, que perdeu completamente a confiança naquele momento e não conseguiu mais render como poderia. E parte da torcida, que absolutamente tomada pela frustração e inflada por uma mídia interesseira, fez de algo péssimo algo pior ainda, exagerando na avaliação negativa de qualquer situação desde então.

É isso. Só isso. Sem teorias malucas. Sem alopração. Sem inventar situações de bastidores. Sem criticar excessivamente a montagem de um elenco que, como qualquer outro no Brasil, tem problemas, mas tem qualidades também e foi considerado por quase todos como sendo forte. Sem demasiado apego a situações menores ou extremamente pontuais. Sem olhar para “porta rangendo” durante “o incêndio da casa”. Faltaram forças para sair do atoleiro. Faltou inteligência. Faltou equilíbrio. Faltou Paciência. E principalmente… Faltou praticar um bom futebol. O resto é conversa pra boi dormir.

Opine, elogie, critique…Participe!! E se você ainda não é Sócio Torcedor… faça o seu imediatamente!!! O seu maior benefício é ver um Flamengo cada vez mais forte!!

Luiz Henrique Amorim

Pixotada: Pará. Um jogador mediano, sujeito a grandes fases, como vimos no fim do ano passado, e a fases ruins, como vemos agora. E no jogo do Grêmio pixotou muito. Um dos jogadores do elenco que mais mostra vontade, por sinal…

Pixotada: Falastrões. Então… A situação do Diego, que tinha sido poupado do jogo do Grêmio, foi duramente criticada por alguns, como se o jogador estivesse de alguma forma “de chinelinho”. Logo depois foi cortado da seleção por conta de dores na coxa. Ao que parece, de fato ele não tinha condições de jogo. Que coisa não?

2018: Mesmo que o título da Sul Americana venha ( algo muito positivo e necessário ), certamente não veremos esse elenco jogar o que pode jogar em 2017. 2018 está aí na frente. O elenco certamente será fortalecido e tudo que nos levou a crer em um bom 2017 estará presente de forma mais intensa em 2018. Assim como uma pressão muito maior por conta do fracasso atual. Assim como uma eleição que promete bastante, até mesmo a aparição de aproveitadores e incompetentes que por muitos anos afundaram o Flamengo na lama. 2017 ainda não tendo acabado já podemos dizer que 2018 promete. Preparem seus espíritos.

Seção Gato Mestre: Flamengo 2×1 Cruzeiro. Um jogo que nos lembra mais uma das frustrações do ano. O Flamengo precisa do resultado positivo para se manter na zona da Libertadores e procurar pela classificação direta. A zaga preocupa. Muito.

Comentarios

comentário

  • Ricardo Freitas

    Vontade de rir…

    • Luiz Henrique Amorim

      Eu tenho mais vontade de chorar quando vejo o futebol do time hoje…

      • Ricardo Freitas

        Complicado mano…

        • Luiz Henrique Amorim

          Frustrante demais. Espero que 2018 as coisas sejam melhores.

  • marcelo

    Pensou muito no ataque e esqueceram de trazer zagueiros e um bom goleiro no começo do ano e infelizmente parece que para o ano que vem será igual pois não se fala de trazer zagueiros só se falam em atacantes.E Também falta alguém para gritar no vestiário e outro para mandar estão perdendo os jogos e não se preocupam os caras ganhador 500,600 mil reais mês em dia por isso não se importam se ganha ou perde parece pelo menos é a impressão que eles passam quando acabo os jogos.!!!!!!

    • Yan Balduino

      Nossos atacantes também são ruins, acho que até mais do que nossa defesa. Nosso ataque pouco cria, pouco finaliza e finaliza mal. Não temos ninguém que saiba fazer gols lá na frente. O melhorzinho que aproveita as chances de gol é o Diego, um meia. Se levarmos em conta que nossa zaga titular foi Rever e Juan a maior parte do tempo e mesmo assim não tivemos resultados positivos, muito se deve ao ataque, que já era deficiente no ano passado e não foi reforçado nesse ano. Desse modo nossa defesa, mesmo que fosse boa, uma hora iria ruir, porque quem não faz leva. Contra o Grêmio a escalação bizarra do Rueda, deixando o time
      recuado desde o início, buscando contra-ataques em alguns momentos do jogo e a inefetividade mais uma vez do nosso ataque levaram o time a ser bombardeado pelo Grêmio no 2° tempo. Era tragédia anunciada. Quem estava aqui no “Comente o jogo aqui” sabe do que estou falando. Isso não quer dizer, porém, que a defesa não deva ser reformulada. Muralha, Vaz, MA, Arão, Pará/Rodinei, Trauco/Renê precisam urgentemente integrar a barca.

  • Marty Mcfly

    A Diretoria do Flamengo é fracassada em futebol, simples.

    • Luiz Henrique Amorim

      Eu não consigo separar muito essas coisas (futebol e gestão).

      Explico: Muito se fala que hoje o Flamengo tem dinheiro. Que o EBM investe mal, etc. Mas poucos lembram como foi o cmoeço dessa gestão em 2013 e que só em 2017 as coisas ficaram realmente melhores.

      E mais…antigamente, se for parar pra pensar, os dirigentes do Fla tinham mais “recursos” para contratar. Afinal, contratavam e não se preocupavam em pagar depois… vide Romário e Pet. E os resultados nos 20 anos anteriores ao primeiro ano do EBM não são nada bons também…

      Abraços!

  • Douglas Pedro

    Diretoria protetora que coloca jogador milionário acima do clube

  • Eddy Murphy

    O problema é a total falta de capacidade do nosso presidente para comandar o departamento de futebol, passando principalmente pelas atitudes paternalistas e protecionistas. EBM peca pela vaidade de não ter delegado a pasta do futebol á quem realmente entenda minimamente do riscado, quis ser ele o responsável por possíveis êxitos. Em outras pastas, EBM foi muito bem e delegou as mesmas a pessoas de capacidade e experiências comprovadas. Mas como futebol trás consigo o holofote, a fama entre outros benefícios, nosso presidente quis surfar nessa onda. Foi irresponsável em proteger jogadores sem o mínimo de condições técnicas e psicológicas de envergar o manto,que falharam e falham em momentos cruciais de jogos e competições. Destinou o cargo de CEO, para uma pessoa que até três anos atrás, nunca havia sequer assistido uma partida inteira de futebol, que é o Fred Luz. Contratou para gerente de futebol, Mozer, que estava afastado do futebol brasileiro há décadas e que nunca foi um iluminado intelectualmente. Manteve Jayme na comissão permanente por puro paternalismo, pois o mesmo não possui qualquer qualidade para um cargo de tamanho gabarito e relevância. Manteve Zé Ricardo no ano de 2017, qdo o mesmo se mostrou inexperiente e inseguro no momento mais decisivo de 2016. Trouxe o Rueda, um grande treinador, mas estrangeiro, no meio da temporada, por mera pressão da torcida na internet. Resumindo, faltam entendimento, cobrança, meritocracia, convicção e humildade ao nosso presidente.

    • kingDavid

      Falou tudo! Resumindo em poucas palavras, péssima gestão no futebol.

    • Luiz Henrique Amorim

      Apesar de achar que culpar o presidente apenas e por algumas dessas razões não seja tão correto certamente uma coluna sobre o EBM está em meus planos para logo mais…

      Abraços!

      • Eddy Murphy

        Escreva mesmo Luiz! Seria interessante! EBM têm meu respeito no que tange administração financeira e institucional, nas deixa e muito a desejar no futebol. SRN

        • Luiz Henrique Amorim

          Eu nem atribuo apenas a figura do EBM somente a transformação de gestão pela qual o Flamengo passou. É trabalho de um grupo, do qual ele fazia parte.

          No mais, eu não consigo separar muito essas coisas ( futebol e gestão).

          Explico: Muito se fala que hoje o Flamengo tem dinheiro. Que o EBM investe mal, etc. Mas poucos lembram como foi o cmoeço dessa gestão em 2013 e que só em 2017 as coisas ficaram realmente melhores.

          E mais…antigamente, se for parar pra pensar, os dirigentes do Fla tinham mais “recursos” para contratar. Afinal, contratavam e não se preocupavam em pagar depois… vide Romário e Pet.

          Abraços!

          • Eddy Murphy

            Acho que o principal problema é a postura. Não se cobra como deveria. O time é frio. Desconectado da torcida. Da razão de ser. Falta alma, liderança. EBM toca aquilo (departamento de futebol) como se fosse uma repartição pública, ao contrário de outras pastas, que visivelmente trabalham com metas. Jogos como o último Fla Flu são raridades. Os caras parecem que estão num resort. Flamengo tem que ter cobrança todo dia. Pq todo dia tem notícias. Tudo é 8 ou 80. O clube pulsa, é o time não. A questão da elitização (já li sua opinião) pra mim pega muito no ambiente dos jogos. Estou saindo pra ilha daqui a pouco e sei que dificilmente verei um espetáculo na arquibancada. O público é frio. Não sei, tem muita coisa errada. A torcida não se reconhece nesse time como se reconhecia em outros times piores tecnicamente. SRN

          • Luiz Henrique Amorim

            Como foi no estádio? Apesar do público baixo?

          • Eddy Murphy

            Como havia falado, Rueda tem que botar a molecada pra jogar. Paquetá, Everton e Cuellar melhores em campo. Rafael Vaz o pior, como é prepotente esse rapaz, qse entregou 3 vezes, xinguei ele de desgraçado, ele ouviu. Everton Ribeiro ficou devendo, me pareceu pesadinho e perdeu muitas bolas. Vizeu deu muito sangue, mas ainda está fora de ritmo de jogo, precisa de sequência, é jovem, numa posição que precisa de horas de jogo. É é made in Flamengo, então apoio até o fim. VJ é diferenciado, mas ainda é cru, pra titular ainda não, talvez ano que vem, mas tem que entrar mais cedo. Rueda acertou na escalação,mas demorou pra mexer. Acredito que se derem autonomia para o colombiano, ele irá acertar esse time. Impressão no estádio: achava que o Rueda estava sendo boicotado, mas não, toda hora alguém da comissão técnica ou jogadores vem falar com ele. Não só os colombianos que ele trouxe. Diego Alves fala a partida toda no ouvido dos defensores, tempo todo. O público foi ridículo, a diretoria tem que rever isso, é contraproducente, é feio, é marketing negativo. Os que foram apoiaram, e pouparam até o Vaz (eu não). Mas aquele estádio tem que ter média de ocupação de no mínimo 90%. Inadimissivel jogar pra tão pouca gente no Rio. Tem que baixar o preço dos ingressos para não ST. Eu não renovarei o meu para o ano que vem, mesmo nos classificando para a libertadores. Sou desde 2013 é estou meio desgostoso. Não acho justa essa exclusão dos que não podem ou não querem ser ST. É se apequenar. O ST off Rio tem q ser refeito.

          • Luiz Henrique Amorim

            ST é um dos assuntos mais complexos no Flamengo atualmente…

  • sou mengao

    é verdade que falta ao flamengo no departamento de futebol qualidade para avançar no futebol, ai volto no tempo em 2008, onde tinhamos presidente ativo, vice de futebol, time de malandros, técnico boleiro e passamos a maior vergonha de todos os tempos, perdemos de 03 a zero com gols do cabanas, o primo paraguaio do walter, sendo que alguns medalhões não jogaram , inclusive um que foi indicado pela galera para ser gerente que sentiu na epoca, dor de cabeça, mas sabemos que essa dor foi excesso de gelada no pagode do arlindo cruz, um dia antes do jogo. Detalhe estavam festejando a saida do pinguço santana e o presidente era o cara que diz que o fulano é incompetente, concordo que o presidente está sendo incompetente, mas e o senhor que deixou a bagunça imperar em um jogo que poderiamos perder de 02 gols.

    • Luiz Henrique Amorim

      “Tragam meu Flamengo de volta”.

      • sou mengao

        traz o meu mengão de volta, o de 80, 81

        • Luiz Henrique Amorim

          Esse tava bom de voltar mesmo.

  • kingDavid

    Sr. colunista, onde voce realmente quis chegar? Dificil de entender, porque começou se aprofundando e terminou na superfície. Numa rasa afirmação de que simplesmente faltou futebol de qualidade, e sem apontar as causas. Como explicar porque jogadores que tiveram uma boa temporada ano passado entraram todos em má fase simultaneamente? E casos como o de Mancuelo que era idolo em seu time e até convocado pela Argentina, simplesmente desaprendeu a jogar? Voce precisa sair de cima do muro e se posicionar, me desculpe pela sinceridade.
    Pela sua otima eloquência e inteligência, sugiro voce fazer sua proxima analise sobre gestão. Talvez usando exemplos do livro Winning do Jack Welch, para ajudar todos a saber que mudanças em gestões vencedoras ocorrem de cima para baixo. Abs

    • Luiz Henrique Amorim

      A ideia foi a seguinte: Eu acredito que fazem muita fumaça sobre esse assunto. Como eu disse na coluna, note quantas vezes apareceram “o culpado”para nossos problemas. E, via de regra, na minha opinião, esses candidatos era fracos, por assim dizer. Falar em um ou 2 jogadores individualmente…em técnico…em vontade ou cobrança interna… pra mim não faz sentido…

      Pode parecer raso, mas o que faltou foi bom futebol. Também como disse na coluna em algum momento as falhas foram individuais. Em outro táticas. Mas a queda na libertadores foi o “marco”. Foi ali que as coisas entraram em um buraco e por uma série de motivos ( também elencados na coluna ) não conseguimos mais sair.

      Mancuello, na minha humilde opinião, não consegue jogar nesse esquema adotado e mantido ple flamengo, exceto talvez no lugar no Arão, e mesmo assim mudanças seriam necessárias.

      Sinceramente eu não me senti em cima do muro. Me posicionei. E acho que tem culpa pra todo mundo…

      No mais, em certo aspecto você parece que adivinho parcialmente o que pretendo fazer na próxima coluna. Não acho que seja capaz de fazer com tamanha profundidade, mas pretendo fazer uma coluna entitulada “Bandeira bom x Bandeira mal” falando de coisas boas e coisas ruins que aconteceram nos últimos tempos e são associadas a figura do EBM e da diretoria como um todo…

      Obrigado pela participação. Continue nos acompanhando!!

      Abraços!

      • kingDavid

        Muito obrigado pela atenção Luiz. Gostei muito de seu texto. Quando voce fala de tudo que mudou, como tecnico e jogadores, sem surtir muito efeito, imaginei que a conclusão seria mais especifica quanto ao(s) culpado(s). Não é possivel comprar “futebol de qualidade” no mercado, mas ainda é possivel imaginar os efeitos da troca dos players, dos jogadores ao presidente. Mas peço desculpas de novo por minha ansiedade, vamos esperar o seu proximo texto. Voce escreve muito bem, pode nos ajudar muito. Abs

        • Luiz Henrique Amorim

          Uma das partes mais gratificantes de escrever na coluna é interagir com os leitores. Eu que agradeço pela participação e pelo prestigio que você nos dá. Os culpados são todos. Jogadores, diretoria, comissão…e até parte da torcida. Mas não pelos motivos normalmente elencados por muitos.

          Muito obrigado pelos elogios e conto com sua participação nas colunas futuras também!!!!

  • Uanderson Fernandes

    Gols dos atacantes de lado de campo nesse Brasileirão 2017 desde o início (32 rodadas)👇

    Éverton – 03 gols
    Berrío – 02 gols
    ER7 – 02 gols
    Geuvânio – 00 gols
    Vinicius Jr – 02 gols
    Gabriel – 00 gols
    Ederson – 00 gols

    TOTAL: 09 GOLS

    Obs 1: O Flamengo ao lado do Cruzeiro tem os ataques q mais finalizam, porém, o Mengão é somente o 7° ataque em eficiência nesse Brasileirão.

    Obs 2: O Jô sozinho fez quase o dobro de gols q 07 atacantes do Flamengo.

    Obs 3: Não acho q esse seja o maior problema do Flamengo, vejo a atuação da Diretoria como pior, porém, esses dados acima tem um peso negativo gigantesco também.

  • Nicolas Gomes

    O falta ao Flamengo, é um planejamento bem feito, o time quer pegar todos os títulos que disputa e muitas vezes não consegue nenhum o Flamengo está sendo deixado pra traz por outros times que tinham bem menos títulos que nós, o que falta a gente hj é um planejamento completo é bem estruturado desde comissão técnica, médica, diretoria e elenco, sabe aceitar seus erros e aprender com eles saber comemorar as vitórias, mas não se esquecer que o título ainda não foi ganho, é entrar dentro de campo e ir buscar a vitória e não espera-lá pois muitas das vezes saímos com derrota, temos que descer do pedestal, e busca de novo o Flamengo que possuía a raça o amor é a paixão.

  • Paulo Curvelo

    Contratações sem conhecer bem o jogador ou sem saber como está jogando. Fla traz jogador em baixa e não recupera. Além disso, falta um ou doos líderes no time. Jogares que estão lá só faz biquinho como o reclamão Arão. O cara erra e ainda fica bravo com os colegas. Tem também a insistência com frutas que não dão caldo, como MA, Vaz e Gabriel.

  • Felipe kitt

    Como se não jogar um futebol de qualidade não estivesse diretamente ligado ao fato de termos algumas peças extremamente desqualificadas para vestir o manto, a inegável falta de entrega em vários jogos (principalmente do brasileiro), a doutrinação de um treineiro covarde ou a falta de cobrança interna (o que eu acho discutível até que ponto faz diferença). Acredito que todos esses fatores, e talvez somados a outros que desconheçamos, contribuam para “jogarmos um futebol de má qualidade”.

    • Luiz Henrique Amorim

      Acredito que todos os elencos no Brasil tenham carências. Contudo, se olhar no papel, esse elenco do Flamengo certamente deveria jogar mais futebol do que joga. Sem falar que, em um time “encaixado”, via de regra, peças ruins e medianas costumam render mais pela qualidade do todo.

      Engraçado falarmos do treineiro covarde. Hoje, com um treinador reconhecido internacionalmente, o time joga bem menos do que jogava. Em que pese todas as dificuldades de uma troca de comando no meio da temporada, e em especial no caso do Rueda, acredito que o time jogaria mais do que tem jogado se o problema fosse o técnico anterior…

      A interpretação de falta de cobrança interna eu acho que advém muito mais de declarações infelizes da diretoria do que qualquer outra coisa…

      Abraços!!!

      • Felipe kitt

        Também acho que esse elenco poderia render mais. Mas no Flamengo, talvez devido ao tamanho da torcida, mídia em cima o tempo todo, uma pressão bem maior do que em quase todos os times brasileiros, acredito que os jogadores ruins e médios sintam mais dificuldade nas fases ruins e sofram mais para se recuperar já que a torcida pega uma implicância forte (o goleiro Alex é um exemplo disso).

        A questão do treinador realmente é complicada, nunca gostei do ZR (mesmo nos bons momentos dele) pelo fato de que o time fazia 1×0 e imediatamente recuava. Ouvi falar que o vasco já vem sofrendo desse problema tb. Realmente o Rueda não mudou grande coisa, não vejo o time muito pior do q na fase final do ZR, nem melhor. Também não conheço os trabalhos anteriores do Rueda para avaliar se realmente era o cara certo pra mudar a cara desse time. Acredito que o flamengo, pelo tipo de elenco que tem, precisaria de um treinador com vocação ofensiva e principalmente que soubesse orientar o time pra trabalhar bem com posse de bola e passes curtos. Essa tática de ponta corredor marcador de lateral já tá manjada. Mas pra fazer essas mudanças tenho certeza que alguns jogadores tem que ser exonerados imediatamente.

        Enfim, realmente tá dificil entender o que ocorre, abraço.

        • Luiz Henrique Amorim

          A fase final do ZR não deve ser a referência. Ali depois do 0x0 contra o Botafogo a pressão aumentou de tal forma e se formou um “estado de coisas” que tudo foi degringolando e só podia acabar como acabou mesmo.

          Acho que bom futebol no Fla só em 2018. Com ou sem pontas.

          Abraços!!!

    • Thiago pereira dos santos

      Verdade,até parece que uma coisa não tem haver com a outra,MA,Vaz,Gabriel,muralha e companhia,podem não ser totalmente culpados por tudo,mais cada um tem grande parcela de culpa,junto com os treinadores(o que passou e o que está),e pra mim a grande culpada por tudo a diretoria,que não cobra e protege jogadores perebas,por isso essa justificativa do autor do texto não me agradou muito não!

  • Ricardo Riva Maria Pedro

    A diretoria e maior culpada pelo péssimo futebol muito amadores em questão de futebol faltou pessoas competentes nesta área.

    • Luiz Henrique Amorim

      Eu tendo a discordar disso. Boa parte do que compete a diretoria foi feito. O elenco, mesmo com problemas, como qualquer elenco do Brasil, é bom e teria que jogar mais futebol do que joga. Os salários estão em dia. A estrutura existe. As condições existem…

      Até acho que tenha culpa da diretoria. Mas não acho que sejam os maiores culpados.

    • Thiago pereira dos santos

      Concordo,são os grandes culpados(pois não entende de futebol),mais também não são os únicos,tanto os jogadores como o treinador,tem sua parcela de culpa!

  • Wagner Alves

    Resposta: Bandeira de Melo

    Conseguiu deixar o time e parte da torcida com a cara dele, banana e sem atitude.

    • Luiz Henrique Amorim

      Apesar de achar que culpar o presidente apenas e por algumas dessas razões tão elencadas não seja tão correto, certamente uma coluna sobre o EBM está em meus planos para logo mais…

  • Diego Bastos

    Contratações equivocadas, falta de cobrança interna, jogadores sem ambiente com a torcida, presidente egocêntrico, falta de um vice que entenda de bastidores etc… Quer mais? Para praticar um bom futebol, depende disso e muito mais…

    • Luiz Henrique Amorim

      Acredito que todos os elencos no Brasil tenham carências. Contudo, se olhar no papel, esse elenco do Flamengo certamente deveria jogar mais futebol do que joga. Sem falar que, em um time “encaixado”, via de regra, peças ruins e medianas costumam render mais pela qualidade do todo.

      De fato o EBM acumular a pasta de futebol foi um erro, por uma série de motivos que eu acredito serem diversos aos elencados pela maioria.

    • Thiago pereira dos santos

      Verdade.e concordo com tudo!

  • Mãe Dináh

    Perfeito o texto Luiz. Penso exatamente assim desde sempre, infelizmente poucos analisam desta forma. Quando está pegando fogo a maioria prefere tacar gasolina ao invés de tentar apagar.

    • Luiz Henrique Amorim

      Muito obrigado.

      É bem assim mesmo. A galera quer botar lenha na fogueira. Até por que falar o que os leitores/expectadores querem escutar é algo que da muita visibilidade e audiência.

      Abraços!

  • rafa

    A torcida modinha que torce pra jogador acima do time

  • Júnior Morais

    Resumo : elenco super valorizado + falta de cobrança + conformismo com a derrota = Flamengo atual.

    • Luiz Henrique Amorim

      Não acho o elenco supervalorizado. Claro q tem problemas, como qq.elenco do Brasil. Mas tinha que jogar mais do que joga…

      Spbre falta de cobrança e falta de conformismo com a derrota eu também discordo. Geralmente isso é afirmado baseado em suposições muito fracas…
      Por conta disso novo VP de futeb falou em “falta de pirotecnia”…

      Abraços

      • Júnior Morais

        Elenco não é super valorizado? Analise ai, nosso lateral direito titular é o Pará, nossos laterais esquerdos são incompletos um só sabe defender e o outro atacar, o nosso primeiro volante titular na maioria do ano foi o MA! O W.Arão vive uma inconstância 1 jogo bem e 2 ruins. Nossos pontas (Everton, Berrio) são velozes mas só isso ! Não sabem driblar com pouco espaço, furar uma zaga mais fechada, não sabem cruzar com qualidade! Nosso camisa 9 ganha 1 Mi por mês pra ter apenas 6 gols nesse BR, é campeão de cartões amarelos! Não é goleador ! Sua única característica é fazer pivô, é isso o Dourado do Flores tbm faz além de fazer mais gols com o salario 2 x menor do que o Mr.pivô.

        Elenco super valorizado sim !

  • Cosme Neves

    O Pará NUNCA teve grande fase… o colunista deve acompanhar outro Fla…

    • Luiz Henrique Amorim

      Ano passado, quando o Rodinei se machucou e o Pará entrou teve ótima fase. Pelo menos no Flamengo que eu acompanho… Kkkkk