Home Destaque Praetzel: “Diego Alves admite queda técnica do Fla. Goleiro lembra que veio...

Praetzel: “Diego Alves admite queda técnica do Fla. Goleiro lembra que veio de graça”

516
11
SHARE

O Flamengo está em debate. O time não consegue ter boas atuações no Brasileiro e Sul-Americana e tem sido cobrado por melhor desempenho e resultados. O técnico Reinaldo Rueda chegou da Colômbia e ainda não viu seu trabalho ser implantado da maneira que gostaria. A diretoria, do outro lado, esperava mais qualidade, tanto do treinador quanto do elenco. O blog entrevistou o goleiro Diego Alves, que concordou com a queda da equipe, prometendo mais responsabilidade e resposta rápida para a torcida. Acompanhem.

Por que o Flamengo não consegue manter uma regularidade no Brasileiro?

Por isso que estamos assim. Se a gente tivesse uma regularidade fora de casa, a gente estaria mais acima, onde a gente merece. É um ano diferente, um ano que o torcedor está sofrendo bastante e nós temos que mudar isso. Temos que buscar forças para mudar, seja na experiência, raça, de alguma maneira, porque somos nós que entramos em campo e tentamos fazer o melhor. É lógico que também não podemos, por erros, culpar alguém ou não. O grupo sabe onde errou e a gente tem que tirar forças agora. Faltam poucos jogos para terminar o Brasileiro. O objetivo ainda não está finalizado e a gente tem que fazer de tudo para estar mais acima. A gente também não está contente com o nível do Flamengo, este ano.

Há um caminho menos complicado para vocês conseguirem a vaga para a Libertadores. É pelo Brasileiro ou Sul-Americana?

A Sul-Americana é uma competição à parte. Hoje, se o Brasileiro terminasse, a gente estaria em sétimo, pelo menos, na pré-Libertadores, que mesmo assim não é a posição que a gente quer se encontrar, mas é a realidade. O Brasileiro termina primeiro que a Sul-Americana. Não podemos depositar todas as fichas na Sul-Americana, sabendo que são jogos eliminatórios e difíceis. Eu acho que a concentração tem que ser no Brasileiro e a partir do momento que chegar à Sul-Americana, voltar o foco para o torneio.

Tu achas que o Flamengo merece ser cobrado pelos investimentos que fez?

Olha, está acontecendo a mesma coisa com o Palmeiras. Acho que a cobrança, muita gente vê pelo investimento alto. No Flamengo, para muita gente parece que foi alto, mas alguns jogadores vieram de graça, como é o meu caso. Aparentemente, parece ser um investimento caro, alguma coisa, mas a gente tem que assumir nossa responsabilidade. Temos jogadores de nome, jogadores que vieram e deixaram de ir para algum lugar, para vir para o Flamengo. E quando viemos para cá. eu me incluo no meio, a gente assume toda a responsabilidade porque a gente veio para vencer, não veio para sofrer. Então, a gente quer tirar o Flamengo para que a gente possa terminar bem o ano.

Como você avalia o nível do futebol brasileiro, depois de anos na Europa?

Cada lugar tem seu nível técnico. Aqui é diferente da Espanha, Espanha é diferente da Inglaterra, da Itália. Bom, aqui acho que o futebol mudou bastante. Acho que os jogadores estão se cuidando mais, tem mais estrutura para poder ficar mais forte. Fisicamente, é um jogo muito forte. Eu vejo um futebol que, por mais tático que seja, se desorganiza por algum momento e isso também é difícil você manter uma consistência tática. Lá na Europa, os times mantêm a mesma tática nos 90 minutos, então fica um futebol menos desorganizado, mas é um futebol muito difícil aqui no Brasil. Qualidade técnica, individualismo, isso faz com que o futebol brasileiro tenha ganhado bastante nível técnico.

No Brasileiro, o Flamengo é sétimo colocado com 50 pontos. Na Sul-Americana, o time está nas semifinais contra o Júnior Barranquilha da Colômbia.

Diego Alves chegou ao Fla, no meio deste ano, contratado do Valência da Espanha. Já disputou 21 partidas.

Fonte: Blog do Praetzel/Uol

Comentarios

comentário

  • Dênis De Souza Pereira

    Meu capitão, simples assim, na frente até do Juan, simplesmente pq o Juan não é de ficar cobrando dos outros jogadores, já o Diego Alves fala mesmo e joga muito, tem moral!

    • André N Lessa

      Dênis,

      Fiquei indignado de ver o Pará como capitão nos últimos jogos. Então fiquei pensado nas razões que poderiam tê-lo levado a essa condição e me assustei com a minha conclusão.

      Pará é hoje, dos jogadores que têm começado as partidas, o que tem mais tempo de casa no elenco.

      Pior do que isso: se esse critério fizer sentido, periga termos em breve o MA como capitão.

      Como diria o DaPena: 😀

      “Me ajuda aí!!”

      SRN

      • Willahelm

        Então ainda bem que o Jamalzinho nem jogando está se não o capitão era ele. Agr falando sério, Diego Alves hj é o capitão indiscutível ao menos enquanto o Réver estiver fora

        • André N Lessa

          Nada está ruim o suficiente que não possa ficar pior, não é mesmo? he he he

          Como dizia o pessoal do Casseta e Planeta no clássico em vinil (preto com um buraco no meio):

          “Se o [daqui] é assim, imagine o da Jamaica.”

          SRN

      • Dênis De Souza Pereira

        Pra mim tempo de casa não pode nunca serem determinante para virar capitão, e essa justificativa não condiz com o q estava sendo feito, o Rever mesmo chegou no meio do ano passado e já virou capitão! Tinha vários com mais tempo de casa q ele. Capitão pra mim tem q ser um cara com moral, boa desenvoltura com árbitro e jogadores, e principalmente fazer o q o Diego faz, chama todo mundo pro jogo quando está em dificuldade, coisa q eu só vi o Diego Alves e o Diego Ribas fazerem esse ano, até o Rever fica quieto quando começa a dar errado as coisas! O Diego Ribas mesmo no jogo da aula contra os flores estava praticamente colocando todo mundo na posição no meio de campo, o tempo inteiro chamando atenção, peitando o juiz e aqueles meninos q qriam crescer pra cima da gente! Isso é atitude de capitão, nem o Juan tem isso!

      • Dênis De Souza Pereira

        Pra mim capitão tem q ser Diego Alves, Diego Ribas, Rever, Juan e Rodolfo. Fora esses e brincar com a cara do time e dá torcida! Nem todo velho serve pra comandar uma empresa, a vivência conta, mais tem muito mais atributos q devem ser levados em conta pra liderar equipes, e isso já vem com a pessoa, poucos conseguem aprender!

        • Johny_Fla

          Deixaria o Rhodolfo fora dessa lista por enquanto, acho que ainda não tem tanta moral dentro do time e a irregularidade que vem mostrando nesse começo não ajuda. Mas foi capitão em outros times, tem o perfil. Se o Juan sair, se torna uma opção.

          • Dênis De Souza Pereira

            Johny também penso parecido, citei o Rodolfo por último, pq antes dos perebas q estão infelizmente a bastante tempo no mengão, vem concerteza ele, a possibilidade do futebol do Fla colocar em campo Pará, MA, Vaz, Mureta, Arão e Jamal, como capitães, me causam um infarto fulminante e a certeza de derrota!

          • Dênis De Souza Pereira

            Sou muito mais em dar a braçadeira pro Paquetá, do que pra essa turma q a séculos já era pra estar longe do nosso Flamengo

  • Léo Mengão

    Nosso verdadeiro capitão

  • Alexlima

    Como e que não despenca tecnicamente, treinando com MA, Gabriel, Geuvanio, RV
    Natura