Partidas do futebol carioca deverão ter árbitro de vídeo

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, nesta terça-feira (31/10), o projeto de lei 3.377/17, que determina que partidas de futebol organizadas pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) tenham o recurso de árbitro de vídeo. O texto, do deputado Samuel Malafaia (DEM), teve sete das 15 emendas propostas pelos parlamentares acatadas. Por ter sofrido modificações durante a votação em plenário, a proposta ainda precisará ter sua redação final votada pela Casa.

O descumprimento poderá acarretar em penalidades que vão de multa de 50 mil reais até o adiamento da partida. “O tênis e o voleibol já dispõem de câmeras especiais que tiram dúvidas em casos de lances duvidosos, permitindo com que nenhuma equipe seja prejudicada. Gols e lances, duvidosos ou ilegais, não são novidades no futebol brasileiro, e o uso desse recurso poderá sanar diversas dúvidas sobre falhas da arbitragem”, explicou Malafaia.

A norma valerá para partidas da primeira divisão, a partir de 180 dias após a entrada em vigor da lei, e só ocorrerá quando o recurso tecnológico for implementado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que inclusive, deverá arcar com os custos.


Veja mais:


A votação final não tem data marcada. Mas, a tendência é que ocorra na primeira quinzena de novembro.

  • Marcio Castro

    Desnecessário esse projeto de Lei, políticos deveriam estar preocupados em atender os interesses coletivos, deixa que do futebol se preocupe a FIFA. Ao meu ver impor árbitro de vídeo em um campeonato pífio como o Carioca é penalizar os próprios clubes e torcedores que no final acabarão pagando essa conta.

  • Gabriel81….

    Quadrilheiros, o RJ se afundando e eles se metendo onde não é chamado, assunto que não lhes cabe…

    Deveriam colocar todos dentro da alerj, fechar as portas e tocar fogo !!