Muralha, o jogador mais caro da história do Flamengo

Diego, Guerrero, Everton Ribeiro, Diego Alves, Berrio? Não! Nenhum desses é o jogador que mais custou dinheiro aos cofres rubro-negros. O jogado mais “caro” desse elenco é Alex roberto, ou Muralha.

É verdade! Parece mentira, mas Alex Muralha é o jogador mais caro do elenco do Flamengo, O porquê disso? Vou lhe mostrar.

Alex Muralha chegou em 2016 custando quatro milhões de reais para disputar posição com Paulo Vitor gol no Flamengo, após lesão do seu concorrente assumiu a titularidade no gol do Flamengo, fez um bom Campeonato Brasileiro de 2016, chegou a seleção brasileira e até então era uma das certezas em um elenco cheio de incertezas.

A partir daí o que vemos é uma sucessão de erros que transformaram Alex Roberto, O tal “Muralha”, no jogador mais caro desse elenco e um dos principais responsáveis pelo Fracasso do flamengo no ano.

Libertadores

Muralha falhou contra o Atlético e contra o San Lorenzo na Libertadores. Contra o Atlético, na volta do vestiário, após o gol sofrido ele soltou essa declaração: “Vi o lance do primeiro gol agora no vestiário. É discutível, quando o Thiago Heleno cabeceia, eu estou olhando para a bola, e o jogador deles vem no meu corpo. Mas se eu errei, assumo a responsabilidade”.

Se o Flamengo tivesse empatado um desses jogos teria se classificado. Ambos acabaram 2×1 para o adversário, logo, a falha teve ligação direta com o resultado.

Saldo: Com a desclassificação o Flamengo deixou de ganhar aproximadamente, R$ 20 milhões de reais, incluindo premiações, receitas de bilheteria, receita de Sócios torcedores, etc.

Copa da Primeira Liga

Copa da Primeira Liga, aquela copa que não valia nada em termos técnicos, mas que tinha uma premiação de R$ 3,5 milhões.

Impossível não lembrar do jogo contra o Paraná e o tal “Muralha” mandando a barreira sair e tomando um gol do meio de campo, dois minutos após o Flamengo fazer o gol que lhe renderia a classificação para a semifinal.

O jogo terminou empatado, foi para os pênaltis. E, o goleiro, como de costume, não pegou nenhum dos pênaltis.

Saldo: Mais uma desclassificação e menos R$ 5 milhões de reais, entre premiações e receitas de bilheteria nos cofres rubro-negros.

Copa do Brasil

Jogo contra o Santos, quartas de final da Copa, após uma Vitória segura dentro de casa, com Thiago no gol, Muralha foi para o jogo da volta, o Flamengo foi goleado e, graças ao critério dos gols fora de casa, não foi eliminado. Muralha, Mais uma vez teve interferência no resultado falhando em 2 gols.

Na final, após mais um empate no jogo de volta, pênaltis. O resultado, Muralha não pegando nenhuma das cobranças e explicando uma estratégia tosca de pular para apenas um lado, seguindo o “seu coração”.

Saldo: Menos um título na conta que levaria o time direto para a Libertadores, daria mais tranquilidade para a sequência no Brasileiro e menos R$ 4 milhões de premiação nos cofres rubro-negros (diferença do campeão para o vice).

Brasileiro

Muralha foi afastado do time após uma falha bisonha contra o Sport lá na 5ª rodada. Thiago assumiu o gol e só saiu após o primeiro jogo da Copa do Brasil.

Ontem, contra o Santos, foi responsável, ou irresponsável, direto pelos dois gols do adversário, com toques de displicência, irresponsabilidade e incapacidade técnica e psicológica.

O Flamengo não conseguiu garantir sua classificação para a libertadores, e agora terá que vencer o Vitória fora de casa, lutando contra o rebaixamento, para se garantir na pré-libertadores do ano que vem.

Além de perder o prêmio de R$ 4 milhões que seria o de terminar o brasileiro em 5º lugar, o Flamengo perdeu a chance de ter uma vaga direta.

Saldo: Menos R$ 2 milhões nos cofres Rubro-negros se não terminar em sexto ou sétimo, e se terminar fora da Libertadores esse valor fica impossível de ser calculado.

Sul-Americana

A Sul-Americana ainda não acabou, né? Mas está fresco na cabeça de cada rubro-negro a entrada de “Muralha” após lesão de Diego Alves e 2 minutos depois o gol do Júnior Barranquilla graças à mais uma falha do goleiro.

Vamos jogar o jogo de volta e o adversário só precisa de 1×0 para nos eliminar da Sul-Americana e coroar a temporada como uma das mais trágicas e decepcionantes da história rubro-negra.

Saldo: Uma eliminação pode tirar dos cofres rubro-negros aproximadamente R$ 18 milhões de reais entre premiações e receitas de bilheteria da Sulamericana, mais R$ 1,1 milhões da Recopa, R$ 1,6 milhões da Copa Suruga e R$ 500 mil de Supercopa Euro-Americana. Contando com receitas e prêmios de patrocinadores, algo em torno de R$ 25 milhões.

Ou seja, somados os valores por desclassificações, Alex Roberto, custou aos cofres Rubro-negros, contáveis, irresponsáveis e incríveis R$ 57 milhões de reais só em eliminações e fracassos e aproximadamente mais R$ 30 à 40 milhões com a possível não classificação para uma Libertadores da América.

O que torna um crime, alguém ainda permitir que esse jogador vista a camisa do Flamengo, e mais ainda, deixar que ele termine de estragar o ano do Flamengo no jogo de volta da Sul-Americana.

SRN!

Jerônimo Simeão Júnior

Comente no Twitter usando a #ColunaDoJJ Concorda ou Discorda? Comente, cornete e se gostar Divulgue! Ah! e se quiser saber mais sobre o Mengão segue lá no Twitter @JeronimoSJunior! É Mengão 24 horas por dia!

105 Comentários
Carregando comentários...