Home Colunas Mengão Raiz!

Mengão Raiz!

548
13
SHARE

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!!!

Ontem pudemos presenciar uma partida memorável do C.R. do Flamengo. Aquelas à moda antiga, com requintes de crueldade, reviravoltas inesperadas, com a raça e a entrega sempre esperadas pela torcida mais querida do Brasil.

No jogo de ontem à noite o Flamengo honrou o manto sagrado. Os jogadores se doaram e conseguiram arrancar a fórceps o empate que nos classificou à semifinal da Copa Sul-Americana. Parabéns a todos: comissão técnica, diretoria, elenco e à maravilhosa torcida rubro-negra, a indefectível Magnética!

Dito isso, vamos ao que interessa: o futebol! Mais uma vez ficamos devendo, e muito! Futebolisticamente o Flamengo não vem numa boa fase. Muitas falhas defensivas, uma bola aérea que, sem o Réver, fica muito comprometida, lembrando a época em que elas eram o calcanhar de aquiles do time.

Achei também que Rueda demorou demais a mexer na equipe. Poderíamos ter começado a reagir já no início do segundo tempo. Paquetá e Vinícius Jr. foram fundamentais nessa reação. Um pela técnica apurada em reter a bola e ser agudo nos contra-ataques e o outro pela raça e pela entrega costumeiras.

Isso mesmo! Paquetá, apesar de ser um menino, um jovem ainda, consegue contagiar todos em campo com sua determinação e entrega na partida. Isso é altamente positivo, pois faz com que os outros jogadores deem um algo a mais e se empenhem para alcançar o resultado esperado.

Não estou dizendo aqui que o time ontem foi bem no aspecto técnico, óbvio que não foi. Mas devemos ressaltar a parte boa: a raça e o algo mais que ainda não havíamos visto por parte desse elenco especificamente.

Os jogadores têm até demonstrado essa raça pedida ao longo de algumas partidas (outras nem tanto, né?), mas faltava um plus. Isso não tem explicação, é algo que não se vê, mas que conseguimos sentir brotar pelo olhar dos caras, pelo jeito que disputam os lances e pelo jeito que encurralam o adversário até que o objetivo foi alcançado.

E isso foi sentido ontem à noite. Podem ter a certeza de que eu estaria ressaltando aqui esse poder de reação do time mesmo se a classificação não tivesse vindo, pois é uma coisa louvável e é exatamente esse tipo de atitude que esperamos dos jogadores que envergam a camisa mais linda e pesada do mundo.

Claro que devemos melhorar demais tática e tecnicamente, mas gostaria de rever esse Flamengo comprometido com o resultado, imbuído desse espírito de luta, dessa garra incessante, e que demonstrasse em campo a superioridade técnica e financeira de forma mais peremptória. Esse é o Flamengo fundamental, o Flamengo raiz!

Acredito que ainda veremos isso, não com essa diretoria pois estou cético em relação à capacidade motivadora e competitiva dessa gestão. Austeridade não remete à passividade, probidade não significa conformismo, e é nisso em que me baseio para desacreditar que essa diretoria consiga nos mudar de patamar esportivo.

É logico que sou extremamente grato a eles por colocarem o Flamengo nos trilhos financeiros e tirar o nome do Mengão da lama e do caos, mudando radicalmente o jeito que credores, patrocinadores, fornecedores, jogadores e torcidas adversárias nos viam.

Fomos resgatados de uma herança maldita forjada por anos de incompetência administrativa e isso não cabe mais nesse Flamengo sério e sólido financeiramente. Hoje muitos querem jogar no Flamengo, muitos querem patrocinar o Flamengo e TODOS têm a certeza de que o Flamengo é uma instituição proba e confiável. Isso não tem preço.

Por um Flamengo mais Flamengo! Por um Flamengo de volta ao patamar esportivo que ocupou nos tempos da geração de ouro, por um Flamengo protagonista em TUDO o que disputa. Esse é o Flamengo que queremos, esse é o Flamengo que pudemos ter um gostinho ontem à noite, esse é o Flamengo que a magnética merece.

Uma torcida que engoliu os tricolores e solapou-os em números e som (desconsiderem os microfones da Globo – só assim para eles serem ouvidos na TV). Essa Magnética merece tudo. Tudo e muito mais! Porque foi ela que fez nascer a mística da camisa rubro-negra, acreditando em viradas impossíveis e tirando forças de onde o time não tinha para reverter resultados impossíveis.

Como é bom ver esse Flamengo! Como é bom ver a Magnética pulsando! Como é bom ser Flamengo e acordar num dia de Finados pensando que a morte é apenas uma passagem e que o Flamengo mostrou que há vida, sim, após ela. Obrigado, meu Deus, por ter-me feito Flamengo desde antes de minha concepção!

Ontem a mística foi provada em campo! Tomara que essa seja a volta por cima desse elenco. É nisso que acreditamos e todos nós esperamos. Se os jogadores encarnarem o espírito rubro-negro do jeito que presenciamos ontem à noite, apoiados pela magnética, serão imbatíveis em qualquer campo que adentrarem. Isso é o que sempre devem ter em mente! O céu é o limite! Vai pra cima deles, Mengo!

O Flamengo Simplesmente é!
Saudações Rubro-Negras a todos!

Fabio Monken
Twitter: @fabio_monken

Sugestões? Críticas? Elogios?
Deixe seu comentário e faça-o com educação e respeito.
O Debate SEMPRE é salutar, mas a ignorância e a falta de educação são os combustíveis dos fracassados!
Siga-me no Twitter! O microblog é perfeito para a troca de ideias.

Comentarios

comentário

  • Marty Mcfly

    Comparando duas falas que já vi aqui no Coluna:

    “Não estou dizendo aqui que o time ontem foi bem no aspecto técnico, óbvio que não foi. Mas devemos ressaltar a parte boa: a raça e o algo mais que ainda não havíamos visto por parte desse elenco especificamente”

    “Raça não ganha jogo”

    Opiniões divergentes.

    • de Jah

      Uma coisa é certa: sem raça não se ganha campeonatos e torneios.

      • Fabio Monken

        Perfeitamente, parceiro!
        SRN!

        • Leonardo Villete

          Técnica ganha jogos, raça ganha títulos! Assim todos ficam felizes. rsrs

    • Fabio Monken

      É essa diversidade de opiniões que nos torna totalmente democráticos. Isso faz com que o site mostre-se sério e honesto, onde os colunistas têm o pleno direito de opinião exemplarmente respeitado, como assim deve ser!
      Obrigado por nos acompanhar, a mim e ao colegada outra coluna!
      Grande abraço e SRN!

  • Gleu Costa

    Na hora que a tática esta faltando vamos de raça, mais na hora que a tática resolver guardemos a raça para a comemoração com a torcida SRN.

    • Fabio Monken

      Exato! E ela, a raça, não deve faltar NUNCA!
      SRN!!!

    • Carlos Bronberg Rodrigues

      _ Nem apenas raça e nem apenas tática ganha jogo, o mais importante é ter jogadores que decidam. Alguém vai dizer que faltou raça ao Fluminense? O Flamengo classificou porque tem jogadores de melhor qualidade e mesmo assim não era garantida a vitória. O grande time do Flamengo, o qual tive o privilégio de ver, ganhou e perdeu várias partidas e vários títulos jogando com o que vocês chamam de raça. Se ontem o Arão não tivesse feito o gol de empate, a maioria dos torcedores que comentam na coluna estariam execrando o time ( principalmente o próprio Arão por ter falhado nos dois gols do zagueiro do Fluminense) e mesmo a tal “raça” seria ignorada!

      • Gleu Costa

        Amigo minha função é torcer, quem recebe para acertar o time é o Rueda… devemos comemorar a classificação e enaltecer a raça do time, e como torcedor se não tivesse se classificado estaria puto xingando cada um dos jogadores pois sou torcedor e não dirigente que tem que buscar soluções para os problemas. SRN torcer torcer torcer!!!!

  • kingDavid

    Bom texto, parabéns.

    A unica resalva é a parte que diz que “o futebol ficou devendo e muito”. Classico é classico, dificilmente qualquer um dos times terá espaço para tocar a bola e criar jogadas. Por isso normalmente classicos são mais disputados, independente da distancia financeira e técnica entre os times, fica tudo nivelado por baixo.

    Futebol é resultado, e o Fla fez o que foi preciso para passar de fase. Vamos dar esse crédito ao time. Se faltou mais inspiração e futebol arte, não faltou transpiração e raça.

    • Ednei P. de Melo

      “A unica resalva é a parte que diz que “o futebol ficou devendo e muito”. Classico é classico, dificilmente qualquer um dos times terá espaço para tocar a bola e criar jogadas. Por isso normalmente classicos são mais disputados, independente da distancia financeira e técnica entre os times, fica tudo nivelado por baixo.” — Sem contar também a aplicação tática e até mesmo a necessidade de “jogar feio” para buscar e/ou garantir o resultado! &;-D

      • kingDavid

        Exato amigo, obrigado por enriquecer esse ponto. Abs.

  • Mario Soares

    A raça superou a técnica, mas essa é a essência do Flamengo. Agora é preciso corrigir essa zaga, não dá para pegar 3 gols de cabeça daquele jeito. Rueda é preciso também reconhecer que os meninos foram decisivos. Ficou claro que não dá pro Vinicius Jr esquentar banco e que Vizeu e Paquetá agregam bastante.